Análise do inimigo: Os Vorlons

sábado, novembro 09, 2013

Kosh
Eu relutei em falar sobre os Vorlons, porque eles aparecem como mocinhos, ainda que isso seja relutante, em Babylon 5. Mas resolvi reassistir à série, observei bem os Vorlons e, na verdade, eles não são uma raça benigna, são sim interesseiros e mandões e que apenas um de seus representantes, o primeiro Kosh, que o universo o tenha, era de fato benigno. O resto era tudo carne de pescoço (se é que eles têm pescoço).





Leia também:




Os Vorlons são um contraponto às Sombras, sendo ambos raças muito antigas na nossa galáxia do universo ficcional de Babylon 5. As duas são bem diferentes. Enquanto As Sombras mexem com a ambição e com os prazeres dos indivíduos, Os Vorlons exigem obediência cega e não permitem desvios. É a busca pelo prazer contra a rigidez da obediência. Só poderia dar briga mesmo.


Quem é você?

Os Vorlons são motivos de muita especulação em Babylon 5. Ninguém nunca foi até seu planeta e todas as missões para lá se perderam. A alegação foi de problemas técnicos ou que eles desconheciam o fim das naves enviadas. Sei. Ninguém sabe também como eles são fisicamente, se bem que eles não tem um corpo físico. Como ninguém sabe como eles são de verdade, fica apenas a visão da armadura que usam quando estão na companhia de alienígenas. Eles alegam que ela reproduz com fidelidade a atmosfera do planeta original, no entanto, a verdade não é bem essa.

Supõe-se que o planeta deles possua uma atmosfera tóxica para a maioria das outras raças alienígenas. São várias as cenas em que os humanos precisam utilizar máscara quando estão nos aposentos do embaixador Kosh. Mas Kosh sempre disse que não podia sair de sua armadura, ou seria facilmente reconhecido por quem o visse. Desta forma, a armadura é um disfarce. E de fato, quando ele sai porque precisa salvar a vida do capitão Sheriden, cada raça alienígena que assiste à cena vê algo diferente. De maneira geral, viram um ser de luz, um anjo.

Arte de fãs sobre a aparência original dos Vorlons. Por The First Magelord.

Os Vorlons são uma raça bastante antiga. São seres incorpóreos, de pura energia e que acabam induzindo o observador a enxergar o que ele quer que enxergue. São capazes de manipular a matéria, sonhos e pensamentos, comunicando-se desta maneira várias vezes durante a série. Possuem tecnologia extremamente avançada e podem manipular a genética humana ou alienígena com maestria. Não se sabe se eles sempre foram seres incorpóreos ou se evoluíram de uma forma física para uma de energia ao longo do tempo. Mas sabe-se que, há um milhão de anos, eles já eram da forma como são vistos na série.

A principal característica dos Vorlons é a rigidez. São uma espécie bastante sensível às mudanças, meio ranzinzas eu diria, mas que hesitam em mudar alguma coisa em seu estilo de vida ou no trato com outras raças. Talvez isto explique a rigidez. Junto com as Sombras, eles ficaram na galáxia para ajudarem às raças menos evoluídas a seguirem seu destino. De início, tudo ia muito bem, mas uma rivalidade e uma diferença de ideologias entre ambos deu lugar à camaradagem.

Embaixador Kosh em sua armadura.

Irritados com as ideias um do outro, ambos começaram a cultivar áreas de interesse, volta e meia se utilizando de sua tecnologia avançada para interferir nas raças menos evoluídas. Foi assim que, do dia para a noite, surgiram os telepatas na Terra, o que deu origem à poderosa Psi Corps. Eles fizeram isso por milhares de anos, em várias raças diferentes, numa tentativa de sabotar os planos do outro.

Talvez esta seja a característica mais enervante de toda a história. Vorlons não gostam de conflitos diretos. Ficaram em uma guerra fria com as Sombras durante milhares de anos, volta e meia tendo uns perrengues, mas deixando todas as raças inferior no meio da briga, tomando sopapos. Para quem estava disposto a nos guiar rumo ao futuro, acho que foi um péssimo exemplo. Além disso, se acharam no direito de interferir em nossa biologia e até mitologia, ao aparecerem para nós como anjos, bem como para outras raças. Eles incutiram na memória coletiva e genética essa adoração e reverência justamente para que não fossem confrontados por mais ninguém.

Fora de suas armaduras, eles são vistos assim, como seres de luz. 

Pontuação

A questão aqui nem é sobre tecnologia ou supremacia militar. Nem também sobre planos de dominação galáctica. Os Vorlons são poderosos, muito avançados física e mentalmente, capazes de induzir telepaticamente os sonhos, falas e atitudes das pessoas, podendo manipular matéria e energia com igual habilidade. São capazes de construir naves totalmente orgânicas. Foram capazes de aumentar as capacidades telepáticas de Lyta Alexander, através de bioengenharia, transformando-a num tipo de arma apocalíptica, caso fosse necessário uma. Eles mexeram na biologia humana, criando telepatas entre nós, apenas para combater as Sombras, que eram suscetíveis ao poder telepático. E tudo por que? Porque não queriam bater de frente com eles.

O principal problema dos Vorlons foi querer "brincar de deus" não só com humanos, mas com outras raças, achando que ninguém, nunca, faria frente a eles. E este é um sentimento perigoso de lidar, uma arrogância digna de uma raça alienígena poderosa, que acha ter autorização de fazer o que bem entender com qualquer um. Por isso, cinco malvadinhos para os Vorlons, com direito à máscara de bonzinhos indo para o chão.


Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris