Análise do inimigo: Os Vogons

sábado, junho 15, 2013

Vogon
Esse é um daqueles alienígenas que dá nojo só de olhar. Um inimigo que não chega a ser totalmente maligno, porém também não é uma espécie com quem se possa confraternizar na boa, todos os dias. Além do mais, como podemos simpatizar com os Vogons sabendo que eles destruíram a Terra e que possuem a terceira pior poesia do universo? Não dá!



Leia também:




Não é todo mundo que curte as loucas aventuras de O Guia do Mochileiro das Galáxias. Mas é preciso frisar que a trilogia de cinco livros, com a adição de mais um 2009 tem uma veia cômica de propósito. Ela foi primeiramente veiculada pela rádio BBC em 1978 e cresceu a ponto de ganhar jogo, série de TV e um filme homônimo. Justamente por ser ficção científica com comédia que muita gente torce o nariz.


Não entre em pânico!

Os Vogons são naturais do planeta Vogsfera, tidos como um equívoco evolucionário. São tidos como extremamente burocráticos, insensíveis, brutais, vagamente humanoides, com uma pele grossa e esverdeada, corcunda proeminente, com tanto sex appeal como um acidente de trânsito. São incapazes da salvar a vida da avó tamanha a burocracia para tal feito. São tão repulsivos que a evolução virou às costas para eles assim que seus ancestrais saíram dos mares do planeta para colonizar as terras férteis ao redor.

Credo.

A evolução tentou arrumar o erro anterior, criando criaturas em Vogsfera, que os Vogons rapidamente detonaram como tudo o que faziam. De tão desgostosa da situação, eles acabaram ficando com essa carona feia mesmo, mantendo suas características aquáticas e só depois de tristes e longos milênios, por algum diabo de motivo, que eles descobriram os princípios das viagens espaciais. Se fossem um pouco mais espertos, teriam migrado para Megabrantis, o centro político da galáxia há muito mais tempo, onde constituíram o corpo burocrático (extremamente burocrático) do funcionalismo público da galáxia. Qualquer semelhança com algumas partes do nosso serviço público...

Mas a principal bronca dos humanos com os Vogons é o fato de terem destruído a Terra. E a desculpa qual foi? Construir uma nova via hiperespacial. Nós fomos avisados, eles disseram. E como se tortura pouca fosse bobagem, eles sabem que sua poesia é aterrorizante a ponto de ser uma eficiente máquina de tortura. Foi uma tentativa mal sucedida de serem mais civilizados, mas o tiro saiu pela culatra. Só não ficaram em primeiro lugar no ranking da pior poesia porque a pior mesmo, a ruim de todo o universo, foi destruída junto com a Terra.

O HORROR!!

A inspiração parcial para esse jeitão bizarro dos Vogons no filme veio do cartunista James Gillray, cujos rabiscos ilustravam críticas políticas e sociais. Era comum que James retratasse os abusos da burguesia com pessoas obesas e grotescas em jantares fartos, numa vaga, mas já presente crítica aos excessos do consumo. OS Vogons, com sua incrível capacidade burocrática, acabam sendo pessoas lentas demais para se conseguir qualquer coisa. Bem típico de funcionalismo público mesmo.

Além da poesia ruim, capaz de fazer sua cabeça doer horrores, eles são vorazes comedores de caranguejo, importados aos milhares de seu planeta natal, para serem arrebentados na base da porretada em noitadas Vogons. Acredito que toda aquela brutalidade e bizarrice da natureza deles seja porque não são aceitos como são pelo resto do universo. Que raça não ficaria emputecida com isso? (ironia detected)

Burocracia no talo.

Pontuação

Nem só de poesia ruim se faz um inimigo, certo? Por mais horrível que isso possa parecer, ainda não consegue ser letal para ninguém. Mas o fato de os Vogons serem capazes de destruir um planeta inteiro os torna um pouco mais perigosos do que outros alienígenas bocós que existem pela ficção científica. É por isso que eles ganharam um alien a mais do que eu teria colocado. Portanto, três vilõezinhos para eles.


Impossível gostar dos Vogons com essa poesia horrível, mas o que acha deles?

Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris