TAG 100% - As melhores leituras do ano!

Cadê o ano que estava aqui? Não sei você, mas eu tive a impressão de que a quarentena começou em março, aí embolou pelo meio e depois PIMBA, era dezembro. Foi um ano desafiador, um ano complicado, repleto de incertezas, mas acho que cada um tentou o melhor que pode lidar com uma situação inédita para todos nós. Eu enterrei a cara nos livros quando a realidade ficou difícil demais para suportar e li livros excelentes!


TAG 100% - As melhores leituras do ano!




Deixe nos comentários o que de melhor você leu esse ano. E não se preocupe se leu pouco ou se nem conseguiu se concentrar. Eu também tive dificuldades e passei por várias ressacas literárias durante o ano.

Essa TAG é baseada na Tag 50%: as melhores leituras do semestre. Apenas adaptei as perguntas para o ano inteiro. Sinta-se à vontade para reproduzir a TAG em seu blog ou canal!

Este ano eu li 120 livros, entre quadrinhos, ficção científica, fantasia, não-ficção e divulgação científica. Li pouco realismo, que é um estilo que não me agrada muito, mas quero diversificar um pouco em 2021. Também estou me programando para o Projeto Releituras, que é um resgate a livros esquecidos na estante, que ficaram em segundo plano, que lemos uma vez e não voltamos mais.


15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?
Eu consegui terminar Dicionário Agatha Christie de Venenos, de Kathryn Harkup aos 45 do segundo tempo! É um livro delicioso, mas bastante detalhista e cheio de informações. Acho inclusive que é um ótimo livro de consulta para escritores em busca de, digamos, meios de matar personagens. Também terminei um quadrinho, El Borba. Mas as resenhas ficaram todas para o ano que vem mesmo.


14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano
Eu recebi tantos livros lindos de viver que fica difícil escolher... Mas acho que Ela & O Monstro, de Linda Bailey e Júlia Sardà e o Divinas Mulheres, de Ann Shen, ganham disparado na beleza e capricho das edições. Além de serem livros muito informativos, a arte, a impressão, o capricho na arte e nas cores tornam os livros alguns dos mais lindos da minha estante.


13. Sua resenha favorita desse segundo semestre (escrita ou em vídeo)
Como a boa paleontóloga que eu sou, minha resenha favorita é de Ascensão e queda dos dinossauros, de Steve Brusatte. Eu amei o livro e indico para todo mundo que é curiosa a respeito dos dinossauros e queira saber como está o estado da arte a respeito. Muitas coisas novas surgiram desde Jurassic Park e o público desconhece. O livro é bem abrangente e traz a pesquisa atual de forma descomplicada e acessível.


12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora
Te dizer que eu não vi NADA esse ano? Me desliguei de cinema, de TV, apenas me dediquei a reassistir algumas das minhas séries favoritas como Battlestar Galactica, Star Trek, Arquivo X e Supernatural. Como o ano não foi dos mais fáceis e os cinemas ficaram fechados, muitos lançamentos acabaram empurrados para o próximo ano e, sinceridade, não piso num cinema sem tomar vacina. Portanto essa pergunta fica meio aí que no limbo.


11. Um livro que te deixou feliz nesse segundo semestre
Lost Transmissions, de Desirina Boskovich, porque hoje ele é meu livro de referência para vários estudos a respeito da ficção especulativa. Além de ser um livro lindíssimo, em capa dura e papel especial e impressão colorida, o livro é recheado de informações sobre ficção científica, fantasia, terror em várias mídias e momentos históricos. São ensaios e crônicas escritos por vários especialistas e ele acabou se tornando meu guia neste ano!


10. Um livro que te fez chorar nesse segundo semestre
Eu sou uma fã de carteirinha de Becky Chambers e é claro que seu livro Os Registros Estelares de uma Notável Odisseia Espacial me causou um abalo emocional. Acho que a intensa humanidade de seus personagens é o que mais mexe comigo e isso é o que torna a ficção científica dela tão especial para mim. Entendo quem curta enredos de hard scifi, mas para mim é o humano que cativa na FC e não o motor de dobra.


9. Seu personagem favorito mais recente
Eyas, de Os Registros Estelares de uma Notável Odisseia Espacial é, com certeza, uma das melhores que li em muito tempo. Ela é uma cuidadora, responsável pela compostagem de corpos humanos na Frota do Êxodo. É uma mulher inteligente, que ama o que faz, que tem profundo respeito pelo trabalho e pela responsabilidade que lhe foi incubida, mas que também se sente solitária na Frota e que só quer ser amada. Muito bem escrita e construída.


8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente
Acho que aqui posso dizer que foi o Johnny Lawrence em Cobra Kai? Foi a única série diferente das que eu normalmente assisto e por alguma razão o valentão loiro que eu odiava em Karatê Kid me pareceu até apresentável nessa série? Hahahaha, doideira!


7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente)
Margaret Rogerson, autora de O Feitiço dos Espinhos, foi uma surpresa esse ano. O livro é uma fantasia de um único volume, então caso você preocure livros que não sejam trilogias, pode se jogar nessa obra. Leria facilmente qualquer outro livro que a autora escrevesse e sei que vem mais coisa por aí pela Literalize!


6. O livro que mais te surpreendeu esse ano
O quadrinho de 1984, adaptado por Fido Nesti, está impressionante. O autor conseguiu adaptar de forma magistral o livro de Orwell em uma versão em quadrinhos que considero já a definitiva. Está perfeita.

O príncipe e a costureira também figura entre uma das leituras mais surpreendentes do ano. Um quadrinho sensível, lindo, um conto de fadas moderno e antenado com a representatividade.


5. O livro que mais te decepcionou esse ano
Todas as leituras que eu fiz foram bem proveitosas. Tirei algo de bom de tudo o que li. Mas acho que Viajantes do Abismo foi a leitura mais irregular. É um bom livro e ainda quero ler mais coisas da autora, mas entre todas as leituras do ano, foi a que deixou mais a desejar.


4. O livro mais aguardado do primeiro semestre de 2021
Estou bem ansiosa por Leopardo Negro, Lobo Vermelho, de Marlon James e pela graphic novel de Duna, que sairão pela Intrínseca. O livro da Nath Finanças também está no radar!


3. Algum lançamento do segundo semestre que você ainda não leu, mas quer muito
Sim, quero muito ler Verdades do Além-Túmulo, da Caitlin Doughty e O Grande Houdini, de Kerri Maniscalco. Estão no meu radar desde o anúncio pela DarkSide e já estão na lista das primeiras leituras de 2021!


2. A melhor continuação que você leu até agora
Sem dúvida O Reino de Cobre, de S.A. Chakraborty ocupa o lugar! Fiquei tão alucinada com o final desse segundo livro que peguei o ebook em inglês para ler enquanto a tradução da Morro Branco não sai. Não dá para largar os personagens cativantes e o mundo absurdamente bem construído da autora e sua cidade mágica Daevabad.


1. O melhor livro que você leu até agora
Eu li tanta coisa boa esse ano... Fica difícil apontar um só! Se for apontar apenas livros lidos no segundo semestre, então o da Becky, sem dúvida. O Timbre, de Neal Shusterman, que finalizou a trilogia de O Ceifador, Cartas para Martin, de Nic Stone, foi uma porrada de livro. Matadouro-Cinco, de Kurt Vonnegut, também foi outra ótima leitura do ano.


A caixa de comentários está aberta! Deixe suas melhores leituras, indicações e desejos literários para 2021! Até mais!


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.