Minhas 10 séries de TV de ficção científica preferidas

segunda-feira, abril 11, 2016


Meus primeiros consumos em se tratando de ficção científica vieram pela televisão. Lembro de ser criança, uns 8 ou 9 anos, e ver a reprise da série clássica de Star Trek na Record. Lembro de MacGyver (e suas bombas feitas de cuspe e cotonete) e nos anos seguintes meus sábados eram totalmente tomados pelos Sábados de SciFi do canal Universal, antigo canal USA. Que sábados maravilhosos!

Não sei se tem muita surpresa nessa lista das minhas séries favoritas de todos os tempos, porque já falei de todas elas por aqui mais de uma vez. Mas sei que muita gente fica curiosa com o que assisto e por isso adoro compor listinhas e deixar aqui sugestões para você assistir. Somente duas delas estão no ar e acredito que nenhuma esteja na Netflix, o que é uma pena.

Arte original de SilentAwakening



LEMBRANDO que tudo aqui é meu gosto pessoal e não as séries que você deve assistir e nunca mais ver nada para o resto da vida. Deixe sua lista de séries preferidas nos comentários. Vamos lá!

10. Deep Space 9
A mais subversiva das séries de Star Trek é uma das minhas preferidas justamente por isso, por fugir do padrão de outras séries e se passar em uma estação espacial, por tratar de temas que a série tratou muito mal e muito pouco, como a religião e a fé e pelos personagens cativantes e suas mulheres fortes. Ela pareceu representar a humanidade muito melhor do que a Nova Geração, por exemplo, pois seus temas ainda nos são muito atuais.

Leia também: Deep Space 9: representatividade e diversidade

9. Colony
Colony
A primeira temporada me agradou muito, pois coloca os norte-americanos no lugar das vítimas de ocupações por forças superiores. Geralmente, eles são os alienígenas na casa dos outros. Pois aqui, eles são o povo ocupado. O drama familiar dos protagonistas está diretamente ligado à Chegada dos visitantes e a partir daí temos um desenrolar tenso envolvendo resistência e governo local. Os efeitos especiais também ficaram muito bons, mostrando uma Los Angeles irreconhecível.

Leia também: Colony e os povos conquistados

8. Stargate Atlantis
Stargate Atlantis
Eu só descobri que existia Stargate Atlantis em uma tarde de folga em casa e zapeando os canais, quando parei no canal FX e vi o famoso stargate na cena. E eu pensei "whaaaat??". Fucei rapidinho na internet e vi que a série já estava cancelada, mas o canal ia reprisar todas as temporadas. O que mais gosto de Atlantis foi o uso da mitologia da cidade de Atlântida, aquela que afundou no mar e que aqui, nada mais, nada menos, é uma cidade voadora, uma nave!


7. Person of Interest
Person of Interest
Uma inteligência artificial que procura criminosos para o governo, mas que emite uma lista de prováveis vítimas ou assassinos irrelevantes. Finch não esperava esse efeito colateral de sua Máquina e agora precisa salvar as pessoas. O que eu mais gosto da série, além do Jim Caviezel, claro, é que ela trata de inteligência artificial sem se valer de um apocalipse ou do levante das máquinas. A dominação aqui é muito mais sutil. De certa forma, estamos todos escravos da máquina.

Leia também: Por que Person of Interest é uma das melhores séries de ficção científica?

6. Battlestar Galactica
Battlestar Galactica
Eu conheci essa série porque um amigo me emprestou o DVD dos dois episódios pilotos que, somados, dão uma overdose de três horas de batalhas espaciais e uma corrida pela vida de uma frota de pouco menos de 50 mil pessoas, sobreviventes do ataque cylon mais devastador que as colônias já conheceram. BsG discutiu humanidade com muita propriedade e questionou fundamentalismo, democracia, militarismo, aborto, direitos civis, tecnologia e inteligência artificial. So say we all!


5. Humans
Humans
A primeira temporada eu devorei em um sábado. São poucos episódios, mas a série é muito boa e muito bem feita. Os atores que interpretam os robôs estão de parabéns pelo trabalho, pois os gestos, o olhar intenso, a posição das mãos e até o modo de falar, eles realmente parecem seres diferentes de um indivíduo orgânico. Sem contar todas as discussões a respeito de humanidade e limites tecnológicos devido ao fato de termos robôs conscientes. É simplesmente incrível.

Leia também: Humans e o estupro de robôs

4. Arquivo X
Arquivo X
Só aquela musiquinha instrumental do começo é capaz de dar uma arrepiada. Foi uma amiga de colégio que me indicou Arquivo X e ela passava na Record. Depois, comecei a assistir os episódios novos na FOX e fiquei apaixonada. O problema é que depois eu perdi o acesso à TV a cabo e me arrependi amargamente de ter visto a última temporada, em especial o último episódio, que é simplesmente embaraçoso demais para comentar.


3. Stargate SG-1
Stargate SG-1
Eu sou muito fã do filme de 1994. Aí um dia, na Tela Quente, lá no final dos anos 90, eles passaram Stargate II. E eu "ué???". Anos mais tarde eu descobri que era o episódio piloto desta que é uma das mais longas séries da TV, contando com 10 temporadas, mais dois spin-offs e dois filmes para a televisão. Junto de Stargate Atlantis, é também a única série que eu tenho completa em casa, pois é bem difícil achar Star Trek Voyager, DS9 e Babylon 5 em DVD no Brasil. Chevron 7 is locked!

Leia também: As mulheres de Stargate

2. Babylon 5
Babylon 5
Conheci B5 pelas reprises diárias do canal Warner. Logo comecei a gravar em VHS (lembra dela??) e assistia tudo de novo no dia seguinte. Quase morri do coração quando perdi o acesso à TV a cabo e não pude mais acompanhar minhas série querida. Para quem estava acostumada com Star Trek e seu mundo utópico, cair em Babylon 5 me pareceu um choque de realidade e algo muito mais próximo da nossa realidade, pois todos os nossos problemas atuais estão pela estação.

Leia também: Babylon 5, esta incompreendida

1. Star Trek Voyager
Star Trek Voyager
Aquela série para a vida, aquela que eu levaria para uma ilha deserta. Sim, Star Trek Voyager é a minha série favorita de todo o universo. Não apenas por ser uma série de Star Trek, mas por termos a tripulação diversa, complexa, as grandes reflexões sobre humanidade, amizade, sobre relacionamentos, sobre exploração do espaço, sobre limites tecnológicos. Uma jornada para casa tentando manter uma nave unida? Só a Janeway pode fazer isso.

Leia também: Star Trek Voyager: humanidade e representatividade

Até mais!

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

10 comentários

  1. Menina, confesso que apesar de não ter visto todas as séries elencadas me sinto mega contemplada pela sua lista. Sou fã de SG-1 e de SG-Atlantis e muitas vezes tenho a impressão de que elas são muito underrated dentro do mundo de séries sci-fi. Gosto particularmente dessa pegada "eram os Deuses astronautas" que dá o pano de fundo pro plot. O SG-1 especialmente com a cultura egípcia e a Atlantis com a lenda de Atlântida. Esta segunda também conta com abstrações físicas, trazidas, inclusive com humor, pelo incrível personagem do McKay.
    Quanto a Star Trek, concordamos a respeito das nossas favoritas. Como não admirar a Capitã Janeway? Como não se deixar tocar pela premissa da série? Imagina estar esse tanto de longe da Terra, sem nenhuma perspectiva se será possível voltar? Outro fator que admiro na Voyager é a referência a cultura indígena norte-americana. Acho bem massa isso ser trazido pra trama naquelas circunstâncias.
    Adicionaria a minha lista uma série surpreendente: The 100. Confesso que seu início pode ser difícil de engolir, pois parece série teen pra mostrar corpitchos sarados xofens dando uns pega e fazendo fexta, hahaha! Mas a premissa é bem bem interessante e a série amadurece diante dos nossos olhos, trazendo questões humanas/sociais bem fodas. Enfim, recomendo mesmo não tendo ainda assistido a 2a temporada (pq não chegou na netflix, sou pregs).
    Gostaria, pra finalizar, de mencionar a primeira série que me fisgou pra esse mundo: Perdidos no Espaço. Série em P&B que minha mãe (rata de ficção científica) assistia quando pequena, que resolveu maratonar quando eu tinha uns 10 anos. Daí já viu... Se você ainda não teve a oportunidade de assistir, também a indico. O ponto alto da série, pra mim é o Dr Smith e o robô com quem dialoga o tempo todo. É impagável! Na minha opinião Perdidos no Espaço abriu a porteira pra séries de ficção tais como amamos.
    Ufa, é isso!
    Adoro vc, seu site e suas participações no Anticast (te conheci por lá, aliás).
    Vida longa e próspera.

    ResponderExcluir
  2. Excelente post. As séries daí que eu já não amo, estão na minha lista para ver.

    ResponderExcluir
  3. Stargate Atlantis foi a única que acompanhei por inteiro e foi em uma fase bem especial de minha vida. Tem personagens bem carismáticos, e apesar do final abrupto, fechou bem o ciclo. Pena que Stargate Universe também acabou de forma precoce e trazia ainda mais questões interessantes. Battlestar Galactica, tirando os irritantes episódios fillers, também é excelente. Das mais novas, a única que acompanhei até o fim, e não me arrependi, foi Fringe (que trazia a pegada de Arquivo X, com a mão do J.J. Abrams).

    ResponderExcluir
  4. Ótima lista!
    Achei muito bacana ter incluído Colony. Amei a primeira temporada e estou ansioso pela segunda.
    Aí vai a minha lista:

    1. Battlestar Galactica
    >>>>>>>>>>>>>>
    2. Além da Imaginação
    3. Black Mirror
    4. Dark Matter
    5. Voyager
    6. Doctor Who
    7. Killjoys
    8. Colony
    9. Star Wars: Rebels (pode desenho?)
    10. The Expanse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou ansiosa para a volta de Dark Matter também. Adorei a primeira temporada, premissa bem legal. =D

      Pode desenho sim, claro!

      Excluir
  5. Assino o blog há pouco tempo. Deixo passar vários dias, aí entro no feedly e leio tudo de uma vez. A série de posts de hoje foi tão boa, culminando com essa lista com Voyager em primeiro lugar, que eu tiver que sair do feedly e vir aqui te dar um beijo :)

    ResponderExcluir
  6. Excelente lista, Sybylla.

    Comecei a assistir Humans por conta daquele seu post sobre estupro de robôs e fiquei bem impressionado, estou gostando MUITO da série. Me deu vontade de ver a original, Äkta Människor, que já tinham me recomendado há algum tempo e nunca achei em boa qualidade.

    Além de curtir o tema, estou gostando de assistir porque a senciência repentina de uma série de androides é um dos temas centrais do livro que estou escrevendo. Nos primeiros capítulos, tem até um trecho quase idêntico à principal cena da Niska no episódio 2. Valeu demais pela recomendação.

    Também tenho muita vontade de ver o Babylon 5. Ainda adolescente, assisti ao Babylon 5: The Beggining e achei aquele filme MUITO bom na época, mas nunca consegui ver a série porque onde eu morava não tinha TV a cabo, só uma gatonet bem limitada, rs. Tomara que algum dia eu tome coragem e veja de uma vez.

    ResponderExcluir
  7. Nooossa, ainda tenho um longo caminho pra percorrer pra poder falar de séries de ficção científica. Haha. Ótimo post, estou interessado em pegar Colony para ver.

    Só pra citar mesmo, sugiro Firefly. Não sei se ela é uma série DE ficção científica tão profunda quanto as que você citou, mas ela tem traços de ficção científica, e é uma das minhas séries preferidas. Só 14 episódios, dá pra acabar em um dia. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço bem Firefly, tanto que assisti na estreia.

      Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  8. Fiquei espantando como ninguém citou Fringe, certo, não assistir algumas temporadas, mas as 2 que vi gostei bastante(e olha que eu era adolescente e não tinha costume de assistir)

    Dark Matter vi um episódio e não gostei muito da atuação dos personagens, muito superficial, mas o enrendo é bom.

    Colony nunca ouvi falar, vou dar uma olhada, parece ser boa

    Sense8 pode ser colocada como ficção? acho que sim ne? KKKK

    Tb vejo Mr Robot

    Battlestar Galatica nunca vi tb

    The 100 é uma boa série, parei de ver pq a tinha muito casal e esse tipo de coisa e a galera da internet sempre ficavam shippando ou algo do tipo, e não prestava atenção no enredo, me irritei e não vi mais kkkk

    Stargate Atlantis parece interessante tb

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris