Minhas 10 personagens favoritas de livros

quarta-feira, maio 13, 2015

Algum tempo atrás disseram, em uma lista de personagens marcantes da ficção científica, que sentiram falta de personagens de livros. Eu consumo muita ficção científica em forma de séries e, em menor grau, em filmes, então acabo falando muito delas. Mas claro, tenho minhas personagens favoritas dos livros também. A lista de hoje é sobre isso e aqui tem personagens de outros gêneros também.





Lembrando que a lista é pessoal. A maioria desses livros já foi resenhada aqui e estou deixando o link delas junto dos textos. Tem muita produção boa, com personagens femininas maravilhosas. Tentei colocar imagens que retratem bem essas personagens, mas em alguns casos precisei improvisar!


Rani - Rani e o Sino da Divisão, de Jim Anotsu
Queria ter tido esse livro quando eu era adolescente. Me identifiquei muito com Rani, porque eu também curtia metal na escola, também andava com camiseta de banda e tentava passar imperceptível na sala de aula. Rani é uma adolescente complexa, com gostos e vontades que orbitam somente nela. Ela não precisa viver um triângulo amoroso pelas páginas do livro, ela basta em si. Sem contar o fato que é uma poderosa xamã e negra. Uma personagem incrível.

Kyla - Trilogia Reiniciados, de Teri Terry
Kyla é uma personagem que começa apática, sem personalidade ou identidade porque seu cérebro foi reiniciado. Suas memórias, seu 'eu' foram apagados. Ela não sabe quem é. Mas ao longo dos livros ela ascende, cresce e se mostra firme, decidida, uma lutadora, alguém em busca da verdade de forma a se distanciar daquela apatia inicial e assim descobrir de verdade quem é e porque alguém reiniciaria seu cérebro para fazê-la sumir pelo sistema. Uma ótima distopia e uma personagem cativante.


Amy - Trilogia Através do Universo, de Beth Revis
Uma nave-mundo rumo a um novo planeta para colonizar. Mas Amy acorda nessa nave estranha, sozinha, sem seus pais, por quem ela deixou a Terra e seus amigos para trás. A nave é controlada por uma espécie de ditadura, que se perpetua indefinidamente e por motivos muito obscuros. A população é monoracial e ela é o ponto de discórdia por ser diferente. É um ambiente perigoso, mas Amy passa de uma moça assustada e sem os pais para alguém que lidera os esforços de uma nova colônia, longe da Terra e quebra com o ciclo de exploração da população da nave.


Molly - Neuromancer, de William Gibson
O que dizer de Molly, né minha gente? Ela é incrível. O livro que inspirou Matrix tem em Molly uma guerreira das ruas, uma samurai do asfalto, que saiu do sistema de escravidão sexual e se tornou uma arma ambulante. Com seus incríveis olhos espelhados e suas flecheias sob as unhas, Molly embarca numa missão estranha, mas ela não orbita o protagonista. Ela é alguém que participa ativamente da missão e do enredo e é foda. Simples assim.


Lisbeth Salander - Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, de Stieg Larson
Uma das mais incríveis personagens da ficção! Inteligente, esperta, que foge do comum. Uma mulher de múltiplas camadas e complexidades. Esta é Lisbeth Salander, uma pessoa difícil de definir e impossível de não se surpreender. E sua história de vida, seus amores e trabalhos, o modo como ela dá o troco naqueles que a machucam, tudo isso compõem uma personagem que poucas vezes apareceu na literatura.


Sonea - Trilogia do Mago Negro, de Trudy Canavan
Tenho uma grande dificuldade de ler fantasia. E com esse comecei com certo preconceito, mas logo eu conheci Sonea, uma menina vinda das favelas e que vai estudar numa grande universidade de magia. E ela passa por muito bullying e perseguição dos colegas por sua origem humilde e por ela ser, claramente, mais forte do que eles. Sonea caminha para se tornar uma das mais importantes magas de seu tempo, lidando com magias poderosas demais para os mortais.


Ifemelu - Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie
Um dos livros mais incríveis que li tem também uma das personagens mais fantásticas da ficção. Sei que Americanah é classificado como um romance, mas juro que o romance acaba em segundo plano devido às grandes discussões a respeito de racismo quando Ifemelu e seu antigo namorado, Obinze, chegam ao ocidente e vivenciam o preconceito. Tudo o que Ifemelu passa acaba nos tomando, pois percebemos todas as complexidades do ser humano e das relações humanas com seus relatos.


Juliette - Silo, de Hugh Howey
Ou Jules para os íntimos, é uma funcionária da Mecânica que acaba caindo no cargo de delegada de seu silo, em um mundo onde o exterior é um local perigoso e tóxico. Ela, no entanto, não é alguém que os inimigos podem vencer com facilidade. Ela é muito inteligente, forte e que sabe o que faz. Alguém que consegue perceber o engodo e causa um furor ao quebrar uma tradição mortal de limpar as lentes que levavam as imagens do mundo exterior para o silo. Jules rouba a cena em qualquer lugar que esteja, é incrível.


Jane Sagan - Old Man's War Saga, de John Scalzi
Jane é uma mulher cujo corpo foi construído a partir do DNA de algum ser humano morto. Seu corpo foi construído para ela ser um soldado perfeito; sua pele é verde, seus olhos são especiais. O primeiro nome é aleatório, mas o sobrenome é escolhido com base em cientistas da Terra. E Jane é muito boa no que faz. Como membro das forças especiais, ela parte em missões arriscadas em colônias diversas e enfrenta alienígenas perigosos com muita destreza. Foi com uma grata surpresa que encontrei esta personagem nos livros de John Scalzi, porque ela é incrível.


Katniss - Trilogia Jogos Vorazes, de Suzanne Collins
Katniss é uma personagem que serve como exemplo a ser seguido, tanto por adolescentes que estão mergulhando na leitura, quanto para autores. Sua vida não orbita homens e seus problemas. Ela só quer e precisa sobreviver, não há escolha para ir. Ela precisa manter sua família alimentada e segura, mas os jogos quase levam sua sanidade junto. É uma personagem que anda em falta na ficção, pois até outras distopias juvenis andam em falta de moças como a jovem do distrito 12.


Coloquei dez personagens, mas tenho outras ainda. E você, quais são as suas?

Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

3 comentários

  1. Bom eu leio muito mais fantasia que ficção, mas acho que a lista tem que começar com...
    -Ellie Arroway, Contato
    -Morgana, As Brumas de Avalon
    -Imp, A menina submersa
    -Claudia, Entrevista com o vampiro
    -Lyra Belacqua, A bússola de ouro
    -Hermione Granger
    -Eowyn, O senhor dos anéis (mesmo com pouco desenvolvimento)
    -Yvaine, Stardust

    Essas são as mulheres que mais me marcaram em livros (pelo menos as que lembro agora...)

    ResponderExcluir
  2. Legal a lista. Nunca li nenhum desses livros, mas Silo, Guerra do Velho e Neuromancer e Milenium estão na minha lista de leitura. Bem, vamos as personagens.

    -Luna Lovegood - Saga Harry Potter
    -Door - Neverwere (Lugar Nenhum)
    -Imp - A Menina Submersa
    -Samirah Al Abbas - Saga Magnus Chase
    -Electra - Universo Desconstruído <3
    -Coraline - Coraline
    -Fenchurch Até Mais, e Obrigado Pelos Peixes
    -Sofia - O Mundo de Sofia
    -Jin - A Cidade Murada

    ResponderExcluir
  3. Sybilla, você chegou a ler Academia de Vampiros ou ver o filme? Queria sua opinião, não li os livros, mas vi o filme e achei interessante, apesar de uns problemas.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris