Resenha: Trilogia do Mago Negro, de Trudi Canavan

sábado, janeiro 04, 2014

E abrindo as resenhas de 2014, trago uma trilogia para os fãs de magia! Mas uma magia mais adulta, fugindo do estereótipo de Harry Potter e cuja protagonista é feminina. Desde o final do ano passado que venho lendo livros de FC quanto fantasia que tenham as personagens principais como mulheres e estes são livros que não decepcionam.




O Clã dos Magos - 448 páginas

Este é o primeiro livro. A personagem principal é Sonea, uma jovem que vive nas favelas de Imardin, capital do reino de Kyralia, uma região que cresceu à margem da cidade murada, um lugar com pouco ou nenhum conforto, sem saneamento, controlada pela quadrilha dos Ladrões. Sonea trabalha fazendo entrega para os tios e cresceu odiando os nobres, o rei e, principalmente, os magos. Todos os anos, a pedido do rei, o clã envia seus magos para limpar as ruas de mendigos, prostitutas e ladrões, a chamada Purificação, um evento que todos nas partes pobres de Imardin odeiam.


Sonea percebe que seus antigos colegas de uma pequena gangue que furtava moedas pela cidade estão em perigo e resolve avisá-los. E eis que todos se deparam com uma fileira de magos, pronta para começar a purificação. Todo mundo sabe que nada passa pelos escudos criados por eles, mas Sonea arremessa uma pedra mesmo assim, juntando toda a raiva e ódio que nutria por eles. Para os espanto de todos, inclusive dos magos, a pedra perfura o escudo e acerta a testa de um deles, que cai no chão ferido. Na tentativa de imobilizar a pessoa que eles achavam ser a culpada, eles matam um garoto ao lado de Sonea que, com a ajuda dos amigos de gangue, se esconde pelos buracos da cidade.

Este foi o livro que eu menos gostei. Como a autora mal dá uma descrição decente de Sonea no começo do livro, você pensa que ela é uma criança de uns 11 anos de idade, e não uma adolescente, passando dos 15. E isso demora para mudar conforme você lê. Além disso, ela nutre um asco pelos magos, sendo que eles não são um bicho-papão temível. Isso era algo que a autora poderia ter ocultado até uma boa parte do livro, para que a gente descobrisse junto de Sonea e não é o que acontece.

A Aprendiz - 544 páginas

Sonea percebe, já no final do livro anterior, que seu poder e sua habilidade mágica são grandes demais para que administre sozinha. Ela descobre que um mago selvagem, sem nenhum treinamento, pode colocar os outros em risco e portanto, aceita a ajuda do clã. Torna-se a primeira aprendiz de baixa renda - tipo uma cota de Imardin - dentro da universidade dos magos, que sempre procuraram seus alunos entre as famílias mais abastadas de Kyralia e de reinos vizinhos. Ter uma favelada em sala de aula faz com que Sonea sofra todo o tipo de abuso dos colegas.


Todo o tipo de boatos maldosos surge para tornar sua permanência na universidade a mais desagradável possível. Até mesmo uma fofoca falsa sobre Sonea ter um relacionamento com seu tutor surge, o que a obriga a se mudar para um alojamento no prédio dos aprendizes, onde fica ainda mais perto de quem a perturba constantemente. Mas a aprendiz das favelas guarda um segredo. Algo que ela viu, ainda no primeiro livro, sobre o Lorde Supremo, o líder de todos os magos do clã.

Neste livro, podemos ver a dificuldade que é para Sonea ser a única aprendiz vinda das favelas. Ela percebe toda a assistência que os magos curadores fornecem para a população abastada que procura socorro médico, mas as pessoas morrem de doenças que poderiam ser facilmente curadas nas favelas. Seus livros são roubados, suas anotações jogadas fora, os colegas a emboscam pelos corredores, drenam seu poder, a jogam na água, a impedem de comer, tudo para que ela desista.

O Lorde Supremo - 624 páginas

É no terceiro e último livro que temos uma melhor visão da vida do mago supremo. Como o antigo tutor de Sonea, Rothen, sabia do segredo de Akkarin, ele pede que seu amigo e ex-aprendiz Dannyl, que está em outro país, comece a fuçar no passado dele, para tentar descobrir por onde Akkarin andou e como pode se tornar a pessoa que se tornou. Tão jovem e tão poderoso, Rothen suspeita que ele descobriu algo perigoso e maligno. E que Sonea pode estar em perigo.


Quando Akkarin descobre que sua vida dupla não é mais um segredo, ele toma Sonea como sua aprendiz, aumentando ainda mais o ciúme e a boataria dentro da universidade. Mesmo com medo dele e de suas intenções, vemos que Sonea evoluiu muito. Antes, uma moça assustada, pobre e pouco letrada, que mal sabia ler e escrever, devora livros e passa madrugadas estudando, para mostrar que é tão boa quanto seus colegas abastados. Depois que Akkarin a tomou como aprendiz, sua situação com os colegas não melhorou. Eles perceberam que ela não contava para ninguém o que vinha sofrendo e eles continuaram com os abusos sistemáticos.

Akkarin então conta a Sonea o que ele vem combatendo e porque precisou manter segredo sobre tudo isso. E pede sua ajuda, afinal, Sonea é, de longe, a aprendiz mais poderosa do clã e a única que tem condições de lhe dar poder para enfrentar o mal que começa a se agigantar sobre Kyralia. Mas é uma situação difícil para ela. Fazer o certo e atrair a ira do clã, permanecer no clã e ver Akkarin perecer.

Ufa, falei de três livros e praticamente não dei spoilers.


Ficção e realidade

Os livros mexem muito com política, mas também com o bem e o mal, abuso de poder, bullying, lealdade e homossexualidade. Mesmo tendo sido classificados como livros juvenis, não desagradariam ao público mais adulto que queira ler uma fantasia madura de um universo bem construído. Sonea cativa por ser uma personagem que acende e faz o que julga correto para defender as pessoas que ama e ainda ajudar as pessoas das favelas. Temos personagens vivendo dramas atuais, o que fará com que muita gente se identifique com eles.


Não temos uma personagem, como tantas outras, que cai de amores pelo garoto da escola, mas sim uma moça que precisa, constantemente, provar que é boa o suficiente para dividir as salas de aulas com os outros colegas que a repelem violentamente todos os dias. Como muitos professores também a olhavam torto, ela precisava tomar um cuidado duplo para não ser pega por perguntas capciosas dos mestres e estudava dobrado. Sonea é um ótimo exemplo do que as mulheres precisam passar durante a vida, tendo que provar que são boas no que fazem, tendo que ser melhores em tudo.


Pontos positivos
Fantasia e magia
Enredo e universo bem construídos
Personagem feminina
Pontos negativos

Primeiro livro se arrasta e tem personagens mal descritos

Título: Trilogia do Mago Negro
Autor: Trudi Canavan
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Grandes livrarias - Box em promoção no Submarino.


Avaliação do MS?
Dos três livros, o que eu mais gostei foi o último. O segundo é muito bom também, pois retrata toda a dureza que é a vida de aprendiz de Sonea e como ela resiste de cabeça erguida contra todos os abusos do colegas. O primeiro me pareceu menos amarrado que os outros, com descrições falhando em vários pontos, como por exemplo uma adolescente Sonea que mais parece uma criança. Juntando tudo, somando prós e contras, essa trilogia é muito boa e merece ser lida. Quatro aliens para Sonea e os magos.


Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris