Colocando seu ebook na Amazon: Introdução

Como autora que já tomou muito não e porta na cara de editora, decidi me arriscar nos últimos anos na autopublicação. E sei que é assustador colocar suas crias no mundo. Criar o livro já é um processo longo e muitas vezes doloroso para muitas pessoas, fazer as pessoas lerem pode ser ainda mais difícil, especialmente em um país como o nosso, onde poucos mantém o hábito da leitura.

Com a chegada a Amazon ao país, uma de suas mais poderosas ferramentas também chegou: o KDP ou Kindle Direct Publishing. A ferramenta da Amazon é prática de se usar, mas você precisa ter atenção na hora de colocar seu ebook lá. Foi por isso que decidi criar uma série de postagens para ajudar você que quer botar seu trabalho no mundo. Nessa primeira parte vamos conhecer o site em si e preencher os dados do cadastro.




Eu não presto consultoria individual. Sou apenas uma usuária da Amazon. Se você seguiu todos esses passos e recebeu alguma mensagem de erro, revise seus passos com bastante atenção, pode ser que você tenha pulado alguma etapa. Se ainda assim der erro, entre em contato com o suporte do Amazon KDP.

Admito que quando comecei a me aventurar no site do Amazon KDP ele me deu uma assustada. A navegação às vezes não é tão intuitiva quanto gostaríamos. E tive vários problemas em colocar os dados bancários. Se você não fizer direitinho, não vai conseguir receber. E infelizmente a ajuda da Amazon ajuda muito pouco. As respostas são praticamente todas automatizadas, então você pode mandar uma receita de bolo para eles que a resposta será a mesma.

Se você já tiver uma conta na Amazon como cliente, pode usá-la para acessar o site do KDP. Se não tiver, pode criar uma.

1. Acesse
Acesse o site pelo kdp.amazon.com/

2. Tela inicial
Feito o cadastro ou tenha acessado o site, você vai cair nessa tela.


É aqui que você carrega seus ebooks, mas note que ele está avisando que faltam informações sobre a sua conta. NÃO suba um livro antes de preencher tudo ou você não vai conseguir receber.

3. Seus dados
Agora preste bastante atenção para subir esses dados. Meus problemas começaram aqui e tive que tentar três navegadores para gravar as informações. Acredite se quiser, só consegui fazer isso no Internet Explorer. Para quem tem o Windows 10, o Edge funciona muito bem também. Como isso já faz algum tempo, pode ser que no Mozilla e no Opera você não tenha problemas, mas no Chrome o problema ainda continuava. Quando você estiver nesta tela, selecione o país. Vou assumir que você esteja no Brasil, certo?


Assim que você escolher o país, a tela se expande e outros campos aparecem para preencher. Atenção ao número do CPF, pois ele deve ser igual ao do titular da conta que será usada para os pagamentos. Lá embaixo, não esqueça de colocar Pessoa Física. E fique nessa tela, porque não acabou! Role para baixo depois que terminar aqui.


4. Informações da conta bancária
Quando rolar a tela para baixo, é isso aqui que aparece. Aqui você vai preencher os dados da sua conta bancária, mas atenção: a Amazon não faz pagamentos em conta poupança. Se você não tiver uma conta corrente, pode adicionar a conta de outra pessoa, mas terá que alterar os dados anteriores, pois o CPF precisa ser o mesmo.


Sobre o BIC, eu optei por não fornecer meu código BIC, mas é uma informação que você pode alterar a qualquer momento. Um código BIC (Bank Identifier Code) é um identificador único de um determinado banco. A sigla SWIFT significa Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication. O código correto garante que seu dinheiro chegue até a conta bancária do beneficiário. Os termos SWIFT e BIC tem a mesma função. Se você não colocar, como eu não coloquei, não terá problema algum para receber.

Já o código do banco é a numeração única que cada instituição bancária tem no Brasil. Se não souber o código do seu banco, entre neste site aqui e procure pelo nome. É um código com três números apenas. Banco do Brasil, por exemplo, é 001.

Continue nesta tela e role para baixo. O que vai aparecer é isso aqui:



5. Informações tributárias
Nesta parte você tem que dizer para a Amazon que é brasileira e mora no Brasil. A primeira pergunta que o formulário faz é "Quem receberá um rendimento da Amazon ou suas subsidiárias?", que neste caso é você. A outra opção é para empresas. A segunda pergunta é se você é uma pessoa norte-americana. Assim que colocar que não é, os campos abaixo dela somem e você pode salvar e continuar.


A próxima tela é grande, então paciência para preencher. É um questionário das informações tributárias e você meio que terá que repetir várias informações que já foram digitadas no começo como nome completo e endereço.

Já no final, teremos uma nova pergunta: "você é um agente atuando como intermediário?". Como você está se autopublicando, coloque "não". Sei que essas informações fiscais são chatas, mas é preciso preencher. Para ajudar você a não errar, assista ao vídeo abaixo, que ficou bem explicadinho. Ele serve, basicamente, para você dizer para a Amazon "ei, não sou cidadã norte-americana!", porque a parte mais chata é para cidadãos de lá mesmo. Caso pinte dúvidas sobre os códigos e o que eles significam, a ajuda da Amazon tem todos eles bem explicadinhos.


Salve o formulário tributário que lhe será enviado por email em uma pastinha no seu computador, junto de seus projetos e ebooks. Nunca precisei dele desde que fiz meu cadastro, mas é um documento, querendo ou não e você não pode, nem deve, descartá-lo. Assim que você terminar todo o preenchimento, dificilmente, precisará mexer nele novamente. E se tiver algum erro, o próprio sistema te avisa.

No começo, como tive problemas com os dados bancários por causa do navegador, fiquei sem receber da Amazon e eles avisaram que por problemas nos dados, a tentativa de pagamento falhara. Assim que arrumei os dados, meu primeiro pagamento foi de 14 reais. Uhu! Pouquinho, mas era meu, né? Outra coisa, a Amazon é extremamente pontual em seus pagamentos. Costumo receber meus troquinhos no final do mês, dia 29 ou dia 30, dependendo se o mês é 30 ou 31.

Muito bem, tripulante, se você chegou aqui, a parte chata acabou! No próximo post você vai formatar seu ebook para poder carregá-lo e tudo isso usando o Word, do pacote do Office. Seu livro já está pronto, né? Então, até a próxima!

Veja todos os posts da série!

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

5 COMENTÁRIOS

  1. Pensei em publicar e quando dei de cara com o site da amazon fiquei bem confusa. Que bacana essa tua ajuda, mulher! Te admiro cada vez mais

    ResponderExcluir
  2. Estou meio que "namorando" a Amazon para futuras publicações, já tenho cadastro lá e, como se o universo conspirasse ( ahahha), agora aparece este seu post!
    Parabéns, é um post muito elucidativo, eu diria que de utilidade pública para quem quer publicar seus livros naquela plataforma.
    Boa semana!!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, muito obrigada! Tive vários problemas, agora vou tentar de novo. Um xero.

    ResponderExcluir
  4. Estou justamente passando por uma situação semelhante. Ao preencher meus dados bancários, as informações até são salvas. Porém, há uma notificação estranha dizendo que nenhuma loja da Amazon faz transações eletrônicas no meu banco. Acontece que já coloquei três bancos diferentes e a mensagem persiste. Realmente, o fale conosco deles é péssimo. Não sei o que fazer.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.