Por que ter um diário de leituras?

Um Book Journal, um Reading Journal ou um diário de leituras, é como um bom e velho diário, mas que funciona como um repositório de suas leituras, suas impressões e pensamentos a respeito. Nele você anota o que leu, detalha como foi a leitura, o que você achou, seus personagens favoritos, descreve o processo de leitura, cumpre desafios literários, anota as passagens favoritas. Sim, eu sei que existem sites e apps para fazer isso e nada te impede de continuar usando os recursos digitais, mas um diário de leituras manual pode te ajudar a ler mais e a escrever melhor.

Por que ter um diário de leituras?

Demorei muito tempo para criar um caderno específico apenas para minhas leituras. Mas há bons motivos para essa demora. Quando eu trabalha e estudava, tinha tempo apenas para as leituras da faculdade e mais nada. Foi só depois que estabilizei no trabalho e o fato de morar perto de casa que me deram o tempo necessário para ler e aí sim vi a necessidade de me organizar. Assim comecei a usar o Skoob, principalmente na forma de catálogo, para saber o que eu tenho e contar quantos livros eu leio, mas o app não é prático, o site muito menos. Aí vi que precisava voltar para o analógico.

Antes de começar um diário de leituras o que você precisa se perguntar é: preciso de um? Vi muita gente apostar nos bullet journals quando eles se espalharam pelas redes sociais e depois não conseguiram manter a frequência da escrita, muito menos a decoração dos diários que, em alguns casos, são bem elaboradas. Para algumas pessoas, a boa e velha agenda de papel já é suficiente do que desenhar um caderno do zero.

Isso é o que você deve se perguntar: na sua vida cabe um diário de leituras? Há tempo para se dedicar a ele? Você não precisa necessariamente ter um para ter uma vida cheia de bons livros. A sugestão de criar um diário não deve servir como uma força sobre sua rotina e sua vida. Se isso não trouxer qualquer tipo de alegria e prazer, não faça. Pessoalmente adoro escrever a mão, pegar minhas canetas favoritas, marcar minhas leituras. É nisso que você deve pensar antes de começar um.

Ter um diário de leituras as tornará materiais. Vendo tudo o que você escreveu a respeito, relendo suas impressões, suas sensações ao passar por aquelas páginas, você conhecerá melhor seus gostos, compreenderá seu ritmo de leitura, seus hábitos, saberá o que procurar depois e talvez até te instigue a ler mais se o registro no diário lhe der prazer.

Depois que comecei a fazer o registro por escrito das minhas leituras percebi o quanto eu lia, coisa que o Skoob não me dizia. OK, eu via os números no final do ano, mas não tinha a ideia do volume do que lia até que comecei a folhear meu diário e perceber o quanto tinha lido por conta das anotações que fiz. A leitura nos oferece uma rara oportunidade de entrar nas mentes das pessoas (algumas mortas há muito tempo) e nos ajuda a compreender melhor o mundo e os outros, porque nos torna mais empáticos. Você só terá benefícios por expandir suas leituras e a forma como as registra.

Leia também: 10 usos criativos para seus cadernos parados

Como começar?
Você pode pegar um caderno em branco e partir daí, você comprar diários de leituras em papelarias ou pode baixar e imprimir as folhas que quiser. Pessoalmente prefiro o caderno em branco para que eu possa anotar tudo o que quiser, sem pressão. Sou péssima para desenhar, então se quiser enfeitar seu caderno, a boa e velha cartela de adesivos ainda serve bem, além dos marcadores de texto, principalmente aqueles em tons pastel, que eu adoro.

Se você vai investir em um diário todo desenhado, um caderno em branco ou pontilhado pode ser mais interessante. Mas se você quer apenas escrever nele, um caderno pautado talvez seja mais interessante. Preste atenção nas canetas que for usar e cuidado com aquelas com ponta porosa, pois a tendência é que ela vaze no papel. Gosto muito de canetas de ponta fina, principalmente as esferográficas da Faber-Castell.

O que anotar?
Comece pelo básico. Por exemplo, sempre anoto as leituras mês a mês. Dedico pelo menos meia página (de um caderno A5) para resumir minhas impressões gerais do livro. Como resenho a maioria dos livros aqui no blog, acabo detalhando aspectos mais técnicos aqui e deixando impressões mais pessoais no caderno, percepções que são apenas minhas. Também atribuo uma nota para essa leitura no final.

Mas o caderno em branco lhe dá liberdade de escrever muito mais. Por exemplo: está participando de um desafio literário? Então coloque as categorias do desafio, escreva suas escolhas e depois vá riscando cada item cumprido. Cadernos de leituras são muito úteis para quem estiver lendo uma série de livros. Cada livro da série que foi lido e anotado no caderno é um lembrete dos principais eventos vividos nele.

livro animado
Alguns dos tópicos principais que você pode anotar em seu diário:

  • Livros que li.
  • Livros que quero ler.
  • Livros desejados.
  • Livros que abandonei.
  • Livros para reler.
  • Recomendados.
  • Ouvir falar e quero tentar.
  • Ficção e não ficção.
  • Meus livros favoritos de todos os tempos (ou do último mês).

Há muitos outros tópicos que você pode responder em um caderno de leituras:

  • Resuma este livro em uma frase. Em uma palavra.
  • Qual é a vibe deste livro?
  • Crie uma lista de músicas que tenham o clima deste livro.
  • Tem alguma música que te lembra desse livro? Ou um livro que te lembra uma música em particular?
  • Você acha que se sentiria diferente sobre este livro se o lesse quando era mais jovem ou mais velho?
  • Você viveria neste mundo?
  • O que você mudaria neste livro?
  • Escreva uma carta na voz do personagem principal. O que eles diriam a seus pais ou melhor amigo?
  • De qual personagem você gostaria de ser amigo?
  • O que você não gostou neste livro?
  • Como este livro é semelhante ou diferente de outros livros que você leu este ano?
  • Faça uma linha do tempo dos principais eventos.
  • Desenhe um mapa de como é o mundo.
  • Séries que comecei e quero terminar.
  • Qual é o primeiro livro que você se lembra de ter gostado?
  • Que lugar neste livro você gostaria de visitar e por quê? Qual lugar você evitaria e por quê?
  • Você recomendaria este livro a um amigo? Sim ou não? Que amigo?

Somente o fato de anotar suas impressões sobre um livro já vai te forçar a pensar o que aquela leitura significou para você. O que você sentiu naquela leitura? O que você ganhou com ela? Você concordou com as ações do protagonista? Faria igual? Esse mundo te agradou? Às vezes a gente só descobre o que de fato acha sobre um assunto depois que senta para escrever a respeito.

Quando anotar?
Para manter o diário você tem que ter constância. Assim, seria interessante você tirar um momento do seu dia apenas para anotar sobre suas leituras conforme for lendo. Gosto de começar anotando minhas primeiras impressões e completo as anotações com o que achei até o fim. Às vezes o livro começa ruim e termina muito bom, ou então ele começa super bem e chego ao final irritada porque ele desandou. Isso é o que eu mais gosto dos diários, de poder acompanhar minhas próprias reações a respeito do que estou lendo.

As vantagens
Além de estimular a leitura e a própria escrita, além de estimular seus pensamentos, existem grandes vantagens na criação de um diário de leituras. Quando escrevo sobre um livro e como ele me afeta, na verdade, eu quero falar sobre essa leitura. Quero conversar com alguém, debater, mas é muito difícil que meus amigos estejam lendo o mesmo livro. Nem sempre dá para encontrar as pessoas online para conversar a respeito. Algumas pessoas já leram, então para eles é notícia velha e podem até não ter gostado da leitura e o papo não vai fluir.

Então todos esses pensamentos sobre a leitura viram uma imensa conversa minha com o diário. Colocar o que eu acho nas páginas me ajuda a dialogar e entender melhor o livro e até a mim mesma. Todo mundo que tem o hábito da leitura tem suas leituras favoritas, seus gêneros preferidos e sabe dos benefícios de ler. Escrever sobre o que se lê só traz vantagens.

florzinha amarela


Sei que estamos num mundo pós-pandemia. Leio muitos relatos pelas redes sociais de como a leitura ficou prejudicada nesses últimos três anos. Tem gente que simplesmente parou de ler. Nessas horas começar algo novo, como um diário, pode ser aquele recomeço tão necessário para reavivar o desejo pela leitura. Acredite, você só terá benefícios por isso.

Você mantém um diário de leituras? Conte mais nos comentários!

Até mais! 📖


Já que você chegou aqui...

Comentários

  1. oi, Sybylla! como vai? eu já tentei fazer um diário desses algumas vezes, mas nunca dessa forma, escrevendo sobre a leitura e tal. sempre foi mais como uma contabilização das coisas que eu lia ou queria ler (coisa que os apps já fazem, então não é muito útil). escrever realmente torna a leitura muito mais rica e interativa com o livro, com quem escreve, e até dá pra brigar com os personagens, haha. talvez, dessa vez funcione! vem aí.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Form for Contact Page (Do not remove)