Resenha: Condado Maldito: Maus Presságios V. 2, de Cullen Bunn e Tyler Crook

Estamos de volta ao Condado de Harrow! Sabendo que muitas pessoas ficariam ansiosas com a contiuação da história de Emmy, a DarkSide já se adiantou e trouxe o segundo volume do quadrinho Condado Maldito! O primeiro volume já foi resenhado, caso você queira conhecer o enredo e tentei evitar ao máximo dar spoilers do primeiro na escrita desta resenha aqui. Emy está mais consciente de quem é, ainda que isso não seja totalmente isento de perigos!





Parceria Momentum Saga e
editora DarkSide


O quadrinho
Vimos no primeiro volume que Emmy é uma jovem que mora no campo, ao lado do pai. Ela cresceu ouvindo as histórias assombrosas sobre o Condado de Harrow, mas ao completar 18 anos, percebe que aquelas histórias têm um fundo de verdade. Neste segundo volume vemos que Emmy está mais à vontade com suas habilidades e com a responsabilidade que vem com elas. Mas uma visita inesperada vai mudar tudo isso.

Resenha: Condado Maldito, Vol. 2: Maus Presságios, de Cullen Bunn e Tyler Crook


Seres míticos rondam a vida de Emmy, mas quem chega à sua porta um belo dia é bem humana. Sabemos que uma visita estranha chega porque ela aparece no finalzinho do primeiro volume. Kammy é idêntica fisicamente a Emmy, mas conforme acompanhamos a leitura notamos que as semelhanças param por aí. Emmy está mais confortável com seu destino, com seus poderes, que sempre usa para o bem. E mesmo quando alguém pede que ela use para o mal, Emmy se nega. Não é para isso que seu poder serve.

Kammy, por sua vez, não pensa assim. E é aqui que temos o tema central do enredo: em um mundo onde a floresta é tomada por criaturas monstruosas, quem é o verdadeiro monstro? Como eles são criados? Será que aquela pessoa que parece inofensiva não é pior do que qualquer ser da floresta? Emmy vai se deparar com essas questões e ainda terá que lutar para manter sua fazenda e sua sanidade. E o combate entre bem e mal nem sempre é tão decisivo e certinho quando achamos que será.

Condado Maldito, Vol. 2: Maus Presságios


Se tem algo que impressiona nessa série é a qualidade dos traços e cores, em jogos de luz e uso intenso de cores nos quadros. Emmy continua sendo a personagem cativante de antes, porquem nos afeiçoamos rápido e por quem torcemos, muito bem desenhada e articulada, mesmo em cenas em que se exige uma ação. Mas de nada valeria um bom roteiro com arte ruim. Felizmente tanto roteiro quanto arte aqui são impecáveis.

O tom de conflito entre paganismo e valores cristãos continuam aqui e Emmy terá que lutar contra a própria consciência, pensando sobre a maldade e como é fácil sucumbir a ela. Essa discussão por si só permeia boa parte desse segundo volume, chegando a um final contemplativo, sem dar pistas para o que o terceiro volume pode nos trazer.

Condado Maldito: Maus Presságios


A edição segue o padrão diabólico da anterior, em capa dura, papel de alta qualidade no miolo, com extras no final de artes e rascunhos dos autores. A tradução é de Jim Anotsu e está ótima. Não há problemas de revisão ou diagramação nos quadros e balões.


Obra e realidade
Interessante notar como o tom sobrenatural está inserido na vida das protagonistas do quadrinho. Muita gente teme o "Outro Lado", teme eventos e situações sobrenaturais porque associam diretamente a coisas ruins. Mas algo que Emmy nota facilmente é que muitas daquelas criaturas da floresta apenas estão assustadas, temerosas de qualquer contato com gente de fora por medo de não serem compreendidas. Isso também é uma grande metáfora para nossa vida real, onde as pessoas são consideras excêntricas e são mal vistas se não se encaixam no que a sociedade quer que elas sejam.

Cullen Bunn e Tyler Crook


Cullen Bunn é um autor de histórias em quadrinhos norte-americano. Tyler Crook é um ilustrador e colorista de quadrinhos norte-americano.


Pontos positivos
Emmy
Bem escrito
Cores e traços
Pontos negativos

Violência

Título: Maus Presságios
Título original em inglês: Harrow County Volume 2
Volume 1
Autores: Cullen Bunn e Tyler Crook
Tradutor: Jim Anotsu
Editora: DarkSide (selo Macabra)
Páginas: 128
Ano de lançamento: 2020
Onde comprar: na Amazon ou na loja da DarkSide com um brinde exclusivo!


Avaliação do MS?
Foi muito gratificante retornar para o Condado de Harrow e ver a evolução de Emmy. Acompanhar sua jornada em defesa do que acredita ser certo é algo cativante e inspirador. As cores, os traços, o enredo, os extras, é um grande quadrinho que vai agradar e muito aos fãs de horror. Quatro aliens para Maus Presságios e uma forte recomendação para você ler também!



Até mais! 💀


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.