10 melhores penteados da ficção científica

O futuro é um lugar muito prolífico para figurinistas, maquiadores e cabeleireiros. Eles piram na batatinha quando o assunto é vestir e pentear seus personagens, o que é ótimo para o gênero, pois eles se tornam referência e acabam até nas passarelas de moda. Em um post passado eu falei dos figurinos, mas desta vez o passeio é pelos cabelos de várias franquias de FC!


10 melhores penteados da ficção científica




Lembrando que essa lista é pessoal. Os seus preferidos você pode colocar lá embaixo nos comentários. 👍


Wolverine - X-Men
Wolverine - X-Men

Sempre me peguei pensando se o cabelo do Wolverine é naturalmente assim por sua genética mutante ou se ele levava pelo menos uma hora todo dia de manhã dando aquela aplicada de laquê na cabeleira. Aliado com suas poderosas costeletas, o visual é facilmente reconhecível até por aqueles que nunca leram os quadrinhos de X-Men.

Este cabelo não existia nos quadrinhos até pelo menos o segundo ano das aventuras do herói, quando ele aparece sem máscara pela primeira vez. A figura do humano feral foi cristalizada no imaginário do público por Jack Pierce, o famoso maquiador de Hollywood, na sua concepção do lobisomem no filme O Lobisomem de Londres, de 1935, o primeiro filme de lobisomem do cinema. Pierce também é o responsável por outro monstro icônico do cinema: Frankenstein.


Niobe - The Matrix Reloaded
Niobe - The Matrix Reloaded

Niobe é uma das minhas personagens favoritas da ficção científica e dos filmes de Matrix. Eu assistiria um filme inteiro só com a história de Niobe tranquilamente. Corajosa, leal, determinada, Niobe é uma sobrevivente e capitã de Zion, que ajuda Neo em sua missão para derrotar Smith.

O penteado que Niobe usa dentro da Matrix se chama Bantu knots, ou como muitos chamam de coquinhos, que são pequenos coques feitos na extensão do cabelo usado em boa parte do continente africano. Bantu quer dizer "povo" em várias línguas e dialetos Bantu, que abrange cerca de 400 grupos étnicos. Acredita-se que os nós surgiram vários séculos atrás em tribos zulus no sul e no oeste da África. Muitas mulheres em transição capilar adoram os nozinhos, pois ele protege o cabelo da quebra, além de mantê-los limpos.


Carol - The Walking Dead
Carol - The Walking Dead

Regra número um do apocalipse zumbi: evite cabelos compridos. Se um zumbi ou o membro de um grupo rival quiser te segurar é por aí que ele começa. Carol é uma das personagens mais fortes de The Walking Dead e sempre adorei seu cabelo curtinho e prático, pois ela se destaca das outras mulheres, principalmente Lori.

Carol quebra estereótipos durante a série toda. Além de se libertar de um relacionamento abusivo com um marido violento, Carol se torna uma figura chave para a sobrevivência do grupo. Em um apocalipse zumbi lavar cabelos, fazer unhas, entre outras comodidades atuais serão bem difíceis e ter um cabelo curtinho facilita a vida. Ela também mostra que mulheres podem ter cabelos curtos sem perder suas qualidades.


Ruby Rhod - O Quinto Elemento
Ruby Rhod - O Quinto Elemento

Ruby é talvez uma das figuras da ficção científica com maior estilo e presença! Tudo é colorido e gritante e diferente nesse futuro caótico. Em especial os cabelos de vários personagens se destacam, mas é Ruby Rhod que, mais uma vez, acaba sendo lembrado por sua variada paleta de roupas e estilos capilares.

Claramente baseado no estilo Pompadour, o estilo de Rhod é para ser espalhafatoso, chamativo, como todo o resto do filme que levou a assinatura de Jean-Paul Gaultier, o mesmo que criou o famoso corpete que Madonna usou na turnê Blond Ambition. Se as roupas de Rhod são espalhafatosas, seu cabelo precisa acompanhar o estilo, com várias perucas em formatos curiosos, como o famoso cabelo loiro de tubo.


Quorra - TRON: Legacy
Quorra - TRON: Legacy

Uma coisa que muitos filmes futuristas mostram são cabelos assimétricos. Não sei você, mas eu não curto muito essa moda, porém admito que o visual fica bem interessante e acaba combinando com seus enredos. No caso de TRON Legacy, a personagem Quorra ganhou bastante movimento e atitude com seu cabelo preto e assimétrico.

Diferente das Sirenes que vestem Sam Flynn quando ele é digitalizado e têm um ar praticamente de bonecas virtuais, com longos cílios e cabelos em coques impecáveis, Quorra tem um cabelo com mais movimento e atitude por ser mais humana do que os outros programas, com pontas mais desfiadas. Anji Bemben, a responsável por cabelo e maquiagem do filme, sabia que precisava diferenciar as personagens que usam roupas praticamente idênticas e a melhor maneira encontrada foi justamente nos cabelos.


Londo Mollari - Babylon 5
Londo Mollari - Babylon 5

Londo é um personagem ambíguo, às vezes perigoso, mas sem dúvida muito carismático da série. Embaixador dos Centauri na estação Babylon 5, seu povo tem grandes semelhanças com o Império Romano, inclusive nas intrigas, guerras e assassinatos de políticos.

O cabelo para o alto dos Centauri é uma amostra de posição social. Enquanto as mulheres raspam os cabelos, os homens cuidam de suas madeixas e os colocam para cima. Quando maior e mais alto é o cabelo, maior é a posição social da pessoa. Mas durante as temporadas, começa a acontecer uma inversão de valores na sociedade Centauri quando um novo imperador assume o trono. Imperador Cartagia começa a moda de uma cabeleira curta e mais discreta. Aqueles que tinham o cabelão, como Londo, eram vistos como tradicionalistas e assim inimigos do governo Cartagia.


Titia - Mad Max 3
Titia - Mad Max 3

Uma das vilãs mais importantes das distopias é a Titia, de Mad Max 3 - Além da Cúpula do Trovão. George Miller e Terry Hayes escreveram o papel especificamente para Tina Turner, uma cantora espetacular que, por sua vez, só tinha atuado duas vezes antes. Só o vestido de malha de metal que a atriz usava pesava 32 kg e ao fazer testes de cabelo e maquiagem descobriram que a peruca não ficava bem na atriz.

Tina Turner resolveu então raspar a cabeça, o que levou àquelas entradas bem proeminentes na testa e ela não se importou nem um pouco com isso. A peruca alta e loira dá um ar leonino à personagem que uma vez foi uma líder carismática de Bartertown que se tornou tirânica e cruel.


Effie Trinket - Jogos Vorazes
Effie Trinket - Jogos Vorazes

Uma coisa que eu gosto muito nos filmes da franquia de Jogos Vorazes é a expansão do papel de Effie Trinket, enquanto nos livros sua participação é bem mais tímida. A espalhafatosa Effie é a escolta dos tributos do Distrito 12 e ex-modelo que trabalhava na Capital. Acostumada com a opulência e o luxo, Effie destoa completamente da pobreza e paisagem monocromática dos distritos mais pobres. Suas roupas exuberantes acompanham os penteados elaborados em perucas com uma elaboração impressionante, com brilhos, apliques e extensões.

Elizabeth Banks afirmou que se inspirou no papel de Rosalind Russell no longa A Mulher do Século, Mame Dennis, uma excêntrica mulher, mas foi o trabalho da figurinista Trish Summerville que de fato deu à personagem o visual que já se tornou um marco da cultura pop. Banks usou produções de estilistas famosos para os longas, como o vestido de Alexander McQueen para a festa na mansão presidencial no segundo filme, Em Chamas.


Princesa Leia - Star Wars - Uma Nova Esperança
Princesa Leia - Star Wars - Uma Nova Esperança

Um dos penteados mais famosos e imitados do mundo é o de princesa Leia. Indo na contramão da opulência colorida e exagerada dos anos 1970, George Lucas pensou em uma Leia simples, um vestido branco sem adornos e os famosos coques torcidos nas têmporas. Lucas alegou em 2002 que, embora o penteado não aparecesse nos designs originais do filme, a inspiração veio das soldaderas, mulheres que lutaram na Revolução Mexicana.

Porém, é mais provável que a inspiração tenha vindo do penteado das mulheres do povo Hopi, da América do Norte, que enrolam e prendem as longas madeixas em coques laterais, tal como Leia. É até compreensível que Lucas tenha pensado nas Soldaderas por causa da posição de Leia como revolucionária e membro da resistência, mas o penteado simplesmente não era prático de se fazer em meio aos conflitos. Mas as mulheres Hopi estavam bem acostumadas a usar os coques.


Rainha Amidala - Star Wars - A Ameaça Fantasma
Rainha Amidala - Star Wars - A Ameaça Fantasma

O prêmio de grande ícone fashion deve ficar com a rainha e senadora de Naboo, Padmé Amidala. Não apenas pelas roupas e figurinos deslumbrantes, mas pela incrível diversidade de tecidos, estilos e cores, além dos penteados baseados em várias culturas. Diferente de Leia, George Lucas disse que queria que Padmé fosse mesmo um ícone, por isso tantos figurinos e penteados ao longo dos três filmes.

Alguns penteados de Padmé têm fundo histórico bem conhecido. Por exemplo, além do coque duplo das mulheres Hopi, enquanto alguns de seus cabelos foram inspirados nas rainhas da Mongólia, como a rainha Genepil, última rainha do país, principalmente seu penteado para o casamento real. Mas além dos coques e penteados elaborados, Padmé também aparece de tranças, cabelos soltos ou levemente presos e adornados com joias. Ela destoa completamente da simplicidade de Leia.

Quais são os seus preferidos? Deixe nos comentários!

Até mais! 💈


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

1 Comentário

  1. Quando li a chamada da matéria e segui o link, vim pensando em dois cortes de cabelo do cinema "estranho": Henry Spencer (Eraserhead) e Leeloo (O Quinto Elemento), hehehe!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.