Resenha: Jumanji, de Chris Van Allsburg

Jumanji (1995) deve ser um dos filmes de aventura mais conhecidos do público da minha geração. E com o filme de 2017, vem abocanhando novas gerações. Mas nem todo mundo conhece o livro de mesmo nome, de Chris Van Allsburg, que chegou por aqui pelas garras da editora DarkSide!



Parceria Momentum Saga e
editora DarkSide


O livro
Judy e Peter Shepherd ficam entediados em casa enquanto seus pais saem à noite. Criança inquieta em uma casa, sabe como é, né? Eles então decidem ir ao parque, onde encontram um jogo de tabuleiro encostado em uma árvore. Peter pega a caixa do jogo e lê JUMANJI. A grafia na caixa diz que o jogo é de graça, mas não é para qualquer um, por isso é preciso ler às instruções com bastante atenção.

Resenha: Jumanji, de Chris Van Allsburg

Peter inicialmente reluta em levar o jogo para casa, pois se deixaram no parque é porque deve ser chato. A irmã o convence, os dois correm para casa e abrem o tabuleiro na mesa de carteado dos pais.

Jumanji é uma aventura juvenil na selva, pensada especialmente para os inquietos e os entediados. A. O jogador escolhe seu peão e parte das profundezas da selva; B. O Jogador joga os dados e segue o número correspondente de quadrados na trilha de perigos da selva; C. Vence o primeiro jogador a chegar a Jumanji e gritar o nome da cidade bem alto.

E claro, há mais uma condição: depois que você inicia uma partida, só termina quando um dos jogadores chega ao final. Nada de parar no meio. Peter acha tudo muito chato, mas começa a jogar mesmo assim. Logo na primeira casa, um ataque de leão! Mas quando foi mexer o peão, viu o rosto aterrorizado da irmã, que lhe pedia para olhar para trás. Havia um leão de verdade ali! Peter corre do leão, se esconde embaixo da cama, e quando o leão faz o mesmo, Peter consegue sair do carro e bater a porta.

As crianças ficam assustadas, obviamente, mas não há como parar o jogo agora, é preciso continuar. Macacos, chuvas torrenciais, rinocerontes no meio da sala, uma imensa serpente, um vulcão em erupção. São vários os perigos que os irmãos enfrentam e acompanhamos a história com os belos traços dos desenhos dos irmãos, dos animais e dos cenários.

Preciso reiterar aqui que o livro é para crianças e pré-adolescentes. Um adulto vai achar o livro bem bobinho. Então encarne seu melhor espírito infantil e lembre de todos os momentos em sua infância em que você se munia de capa e espada (um lençol e uma régua) e lutava contra seres abomináveis que existiam apenas em sua imaginação e quando você defendia bravamente seu castelo (cama) contra dragões e manticoras. É isso o que Jumanji é. O tabuleiro é uma metáfora da imaginação infantil, que nos faz ver feras na sombra atrás do sofá, que torna a mesa da cozinha uma ilha a se conquistar.

Que criança sozinha em casa ou no silêncio do seu quarto não ergueu acampamentos, posicionou seus exércitos, voou pelo espaço, atravessou montanhas e brincou com suas bonecas, montando quebra-cabeças e resolvendo mistérios? Os adultos precisam recobrar o espírito infantil do gosto pela aventura e pelo o que existe na imaginação. Não percam isso!

Como a narrativa é bem ágil, é um livro maravilhoso para se ler com os pequenos, além das imagens que são muito bem feitas. O livro da DarkSide vem em capa dura, com ilustrações em PB, mas quem sabe uma sessão de pintura com lápis de cor não possa ser feita depois da leitura? A tradução é Érico Assis e está perfeita.


Ficção e realidade
A neurocientista Maryanne Wolf ressaltou em seu livro O cérebro no mundo digital a importância de ser ler para as crianças. Isso porque a cognição no cérebro infantil se forma depois da percepção dos sentimentos. Ler para elas e com elas é uma forma de aguçar seus sentidos, de gerar empatia e de criar um laço mais significativo com ela. Sim, esse é todo o poder do ato de ler para uma criança.

Chris Van Allsburg

Chris Van Allsburg é escritor e ilustrador norte-americano especializado em literatura infantil. É mundialmente conhecido por ser o autor dos best-sellers O Expresso Polar, Jumanji e Zathura, os três foram adaptados para o cinema.


Pontos positivos
O jogo
As ilustrações
O tema
Pontos negativos

Acaba logo!
Preço

Título: Jumanji
Título original em inglês: Jumanji
Autor: Chris Van Allsburg
Tradutor: Érico Assis
Editora: DarkSide (selo Caveirinha)
Ano: 2019
Páginas: 32
Onde comprar: na Amazon ou na loja da DarkSide com brinde exclusivo!


Avaliação do MS?
Uma aventura muito gostosinha de ler e de ver, já que as ilustrações são lindas. Edição em capa dura, com ilustrações em preto e branco, uma aventura para crianças e adultos. Quatro aliens para Jumanji e uma forte recomendação para você ler também!

MUITO BOM!

Até mais! 🐒

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.