Como escolher livros e criar o hábito de leitura

Já vi essa pergunta rolar aqui no blog algumas vezes: tenho preguiça de ler e queria ler ao mesmo tempo. E aí, o que fazer? Ler é uma competência da linguagem, você precisa da leitura para qualquer coisa, até para dirigir. Mas o hábito de pegar livros e ler é isso mesmo, um hábito. E hábito a gente cultiva. O que você não cultiva bem vai inevitavelmente morrer. Sendo assim, você precisa agir se quiser ter o hábito de leitura.

Como escolher livros e criar hábito de leitura



Pessoas que não têm o hábito de leitura acabam tendo problemas ao chegar numa faculdade, por exemplo, onde terá que ler capítulos, livros e artigos para suas disciplinas. E quem diz que não gosta de ler, em geral, nunca encontrou algo que gostasse de ler. Há também o precário ensino público que mal consegue formar pessoas capacitadas para a leitura e para as operações básicas da matemática. É todo um conjunto conspirando contra o leitor.

Se a pessoa é apresentada aos livros ainda na escola, ela corre o risco de ficar sob o crivo de um professor que tenha preconceito com uma literatura mais acessível e fique enfiando livros que a garotada não entende ou não consegue ler porque ainda não está pronta para certas narrativas. Não quer dizer que os livros sejam ruins, apenas estão longe do público leitor ideal naquele momento e nem todo professor entende isso.

A maioria das pessoas não tem critério na hora de escolher a leitura. Ela pode ver a lista dos mais vendidos e tentar se aventurar nos primeiros colocados, ela pode pegar as infindáveis listas de livros para ler antes de morrer e tentar a sorte, ela pode comprar pela capa. Assim é bem possível ela não gostar de quase nada e acabar lendo cada vez menos e aí ficam aquelas pilhas de livros lidos pela metade e o hábito morre. Lembre, você tem que cultivar o hábito.

Mas então, como criar o hábito? Tudo se baseia na sua escolha e no seu gosto. Pense nisso: o que te atrai numa história? É um tórrido romance entre uma mulher solitária e um cowboy sedutor? É uma invasão alienígena onde uma linguista corre contra o tempo para tentar aprender o idioma? É uma nova ciência tentando prever o futuro da humanidade? É a vida de uma personalidade cativante que você admira?

Estes livros existem e eles estão por aí. Mas muitas vezes os leitores se sentem intimidados por elitistas literários que dizem que o que você gosta de ler é ruim. Não acredite nisso. Nunca. O que você gosta de ler é o seu gosto. Pode ser o romance de banca, pode ser o novo livro do Dan Brown, pode ser livros de divulgação científica ou poesia. Não importa. Ignore o que essa gente diz, pois você é o foco dessa história.

Dito isso, volte para os seus gostos de leitura. Se teve um livro que te marcou e que você devorou em pouco tempo, procure outros livros do mesmo autor. Nora Roberts, por exemplo, é a grande autora dos romances, com mais de 200 títulos publicados e muito romance e magia e conflitos familiares para quem curte essa literatura. Se você gostou de um livro dela, possivelmente vai gostar de outros também. Eu que nem sou uma ávida leitora de romances ou de Nora Roberts curti muito a Trilogia do Coração que se passa na Irlanda.

A partir daí, procure livros com temas semelhantes. Se você gosta de livros de robótica, por exemplo, saiba que Isaac Asimov e Joe Scalzi têm livros com este tema. Se a narrativa do Asimov não lhe agrada, a de Scalzi possivelmente vai agradar e vice-versa. O mesmo vale para Nora Roberts. Procure autoras como Danielle Steel, Brenda Novak ou J. D. Robb. Evite listas com títulos óbvios como "100 livros para ler antes de morrer", porque você corre um risco grande encontrar coisas ali que não vão te agradar. Procure listas como "5 livros de autores não-brancos para ler", "5 livros de afrofututurismo", "10 autoras de romances eróticos que você precisa conhecer". Se você segmentar a procura, a chance de achar livros legais é muito maior do que listas genéricas.

Use e abuse dos algoritmos de indicação das lojas ou converse com os livreiros. Se você, assim como eu, usa mais a internet para comprar seus livros, os algoritmos de indicação podem te ajudar muito na hora de encontrar bons livros. Desça até o final da tela e você verá indicações de livros semelhantes numa lista. Se você frequenta livrarias menores e têm um livreiro de confiança, essa conversa pode resultar em diversas indicações que podem te ajudar. Blogueiros e canais literários que também tenham um gosto semelhante ao seu podem indicar livros que te ajudem a reavivar a leitura.

Neste primeiro momento, em que você está cultivando o hábito novamente, evite livros muito grandes. Os calhamaços podem esperar, assim prefira livros de menor extensão e que você possa ler rápido para não desanimar. Pode acontecer de você não estar no momento de ler algo e acabar largando até aquele livro com tema que curte. Tente livros com menos de 300 páginas. Vá aumentando conforme se sentir confiante de que não vai largar a leitura no meio.

Outra coisa importante: leia a bibliografia e as notas do tradutor ou do editor no rodapé das páginas. Muitas boas indicações podem surgir dali. Dependendo do livro, o autor menciona obras durante a narrativa que podem te ajudar a encontrar bons livros. Dependendo do livro, há uma bibliografia comentada e indicada no final e isso pode resultar em bons títulos e com temáticas semelhantes.

Algo que eu gosto muito de fazer: encontrar citações que curto e aí procurar os livros. A maioria das citações de autores que nós gostamos está em livros escritos por eles. Usuários do Goodreads, um sistema bem semelhante ao brasileiro Skoob, podem incluir citações que gostaram sobre os livros que leram numa sessão a parte e elas podem ser inspiradoras para quem quer ler mais. Gostaria que essa ferramenta também existisse no Skoob, mas se você procurar uma citação específica na internet, vários sites lhe darão o autor e muitas vezes o livro. Procure os livros do autor pelas citações e você certamente vai achar coisas legais para ler.

Rapunzel pegando vários livros numa prateleira

Espero que essas dicas ajudem a alavancar sua leitura este ano que começa. Mas você precisa se mexer para isso começar. Implemente algumas das técnicas ou todas elas e depois me conte se conseguiu ler mais.

Até mais! 📚

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.