10 coisas que você não sabia sobre Stargate

domingo, agosto 13, 2017

Stargate é hoje um filme cult de ficção científica e mais conhecido dos fãs pelas três séries de TV derivadas. Um egiptólogo descobre um misterioso círculo feito de um metal supercondutor que não existe na Terra. Mas décadas depois, ninguém conseguiu fazê-lo funcionar, nem mesmo a Força Aérea. Eis então que um excêntrico arqueólogo, que defende a ideia do astronauta no passado entra no projeto. Pronto! Estava aberto o Stargate!




👉 Como funciona o Stargate?

Com um orçamento de aproximadamente 55 milhões de dólares, o filme arrecadou quase 200 milhões de dólares em bilheteria, 16 milhões deles apenas no final de semana de estreia. Na época, em outubro de 1994, ele foi o filme com maior bilheteria.

10. Website
Stargate foi o primeiro filme a ter um site exclusivo pela ocasião de seu lançamento. Foi criado por Dean Devlin, um dos produtores, em 1994, com imagens oficiais, making off e informações sobre elenco.

9. O olho de Rá
Um teste feito com a audiência indicava que as pessoas não identificavam Rá como sendo um alienígena poderoso e que pouco ligava para os seres humanos. Assim, na pós-produção, eles adicionaram os olhos que brilhavam enquanto Rá falava, para distingui-lo dos demais e adicionaram também a ideia de ele ser muito antigo, tendo abduzido um garoto na Terra para ser seu hospedeiro. O efeito dos olhos brilhantes continuou em Stargate SG-1 (1997) e se tornou vital para identificar aqueles que eram Goa'ulds.

8. Yuma
Todas as cenas de deserto foram filmadas em Yuma, Arizona, onde as temperaturas, facilmente, chegam aos 50º C na sombra. Mas a areia é muito pesada para certos efeitos que a produção precisava fazer, então utilizaram um pó mais fino, semelhante ao talco que, segundo o ator Kurt Russell, era impossível de tirar.

7. Atores originais
Somente quatro atores que participaram do longa apareceram nas três séries de TV: Alexis Cruz (Skaara) e Erick Avari (Kasuf) apareceram em Stargate SG-1 (1997) em seus papéis originais. Richard Kind (Dr. Gary Meyers) aparece como Lucius Lavin em Stargate: Atlantis (2004). E French Stewart (Tenente Ferretti) participou de Stargate Universe (2009) como o Dr. Andrew Covel.

6. O Stargate
O aparato alienígena é composto por um mineral fictício supercondutor chamado "Naquadah", com 39 glifos marcados no anel central. Ele usa sete glifos para estabelecer uma rota, com base em constelações conhecidas, que abrirá outro stargate em um determinado ponto do espaço. Com sete glifos (sem reutilizar um deles), ele pode localizar até 77.519,922,480 de planetas. Se usar oito glifos, são 2.480,637,519,360.

5. Mullets
Kurt Russel é conhecido por suas bem cuidadas costeletas e o cabelo um pouco mais comprido que o habitual e pode ser visto desta forma em muitos filmes. Mas os produtores pediram que ele tivesse um corte militar para o longa, o que desagradou o ator. O corte reto e chapado do coronel O'Neill é uma das poucas vezes em que vemos Kurt sem suas costumeiras costeletas.

4. Sha'uri
Vaitiare Bandera fez o teste para o papel de Sha'uri, mas quem a interpretou no filme foi a atriz Mili Avital. Vaitiare foi chamada para participar de três episódios de Stargate SG-1 como Sha're, a esposa do Dr. Daniel Jackson, interpretado pelo ator Michael Shanks. Shanks e Bandera se apaixonaram loucamente e ela engravidou dele durante a série, tendo uma menina. O casal não ficou junto.

3. Crianças
Rá se utiliza de crianças como escudo humano em sua nave-pirâmide quando se vê ameaçado. Os produtores acharam que era uma maneira de demonstrar o completo desprezo que ele sentia pelos seres humanos.

2. Money, money, money!
O ator James Spader admitiu que fez o filme por dinheiro, que odiou o roteiro e pegou o papel do Dr. Daniel Jackson, o egiptólogo frustrado, porque precisava da grana. Outro ator que relutou em aceitar o papel foi Jaye Davidson, que interpreta Rá, devido à atenção indesejada que recebeu em seu filme anterior, Traídos Pelo Desejo (1992), onde interpretava uma transexual. Ele então colocou um salário bem alto para a época e para o tipo de papel secundário - 1 milhão de dólares - e para sua surpresa, o estúdio aceitou. Jaye inclusive parou de atuar logo depois do lançamento.

1. Processinho
Um professor de ascendência egípcia, chamado Omar Zuhdi, processou a MGM, Roland Emmerich e Dean Devlin em 140 milhões de dólares por violação de direitos autorais. Segundo Omar, ele enviou um roteiro para a 20th Century Fox em 1984, que o rejeitou. Emmerich e Devlin teriam conseguido uma cópia do manuscrito de Omar com a produtora do longa, a StudioCanal e se utilizado de algumas ideias do professor em Stargate. Em 1997, o caso chegou ao fim, com um acordo entre Omar e a MGM, que lhe pagou apenas 50 mil dólares. Em 2013, Omar publicou seu livro, chamado "Egyptscape", baseado no roteiro original que enviou para a Fox, em 1984.


Chevron 7 locked!

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

2 comentários

  1. Respostas
    1. Não, não li, mas se a corte estipulou um preço sobre os direitos autorais, é porque Emmerich e Devlin devem ter culpa de alguma coisa. 🤣

      Excluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Curta no Facebook

Viajantes