Resenha: The Last Colony, de John Scalzi

sexta-feira, outubro 23, 2015

O terceiro livro da saga Old Man's War, de John Scalzi é um livro que engana. John Perry e Jane Sagan retornam nesta obra para descobrirem que foram usados para fundarem uma colônia. Os perigos estão em qualquer lugar, até mesmo na mão daqueles que se dizem amigos.





O livro
John Perry e Jane Sagan estão de boa, vivendo um planeta agrário e provinciano, com problemas provincianos, população provinciana, bem diferente dos cenários grandiosos de batalhas que precisaram enfrentar nos dois livros anteriores. Eis então que, um dia, voltando para casa, um oficial da União Colonial os espera. Ele tem um cargo para os dois. Eles serão os administradores de uma nova colônia, chamada Roanoke.


John, Jane, sua filha adotiva adolescente Zoe e seus dois guarda-costas da raça Obin, Hickory e Dickory, embarcam para Roanoke. A nave colonial está carregada de suprimentos, módulos, mas também estranhos e obsoletos aparelhos agrários, que John e Jane não sabem bem para que servem. A tripulação é muito diversa, tendo inclusive membros da imprensa presentes para documentar a fundação de uma nova colônia.

O problema: assim que a nave chega, eles percebem que não estão em Roanoke. O planeta que aparece nas telas não é aquele que estudaram e que viram antes do embarque. A União Colonial ocultou a viagem e a localização deles, em um desafio aberto ao Conclave, uma união de alienígenas que proibiu as raças de fora de sua congregação a fundar novas colônias e a reclamar novos mundos. Quem desobedecer será destruído. Simples assim.

Como o Conclave é capaz de detectar tecnologia, tudo o que funciona por transmissão sem fio entre outros tipos de aparelhos são proibidos na colônia, o que deixa todo mundo meio ansioso. É aí que entram os aparelhos antiquados e ultrapassados que John e Jane viram no manifesto da nave. Agora faz sentido porque trazer estes equipamentos tão datados.

Mas o perigo ronda a colônia. Os contêineres estão com marcas de garras, como se algo tivesse cavado para entrar. Então, além do perigo com o Conclave, há também o risco de algo ou alguém rondar a nova colônia, sendo que eles não têm como se defender, além do pouco arsenal que possuem e das habilidades de Jane, que foi um soldado especial na famosa divisão Ghost Brigades.


Eu adoro o estilo do Scalzi. Neste livro não temos os grandiosos cenários de batalha dos dois livros anteriores, mas temos um final surpreendente e emocionante, além de todo um desdobramento político das ações dos colonos em Roanoke. Este não é um livro de ação, é mais um livro de politicagem mesmo. É uma pena que a ameaça nativa de Roanoke não foi mais trabalhada. O autor a menciona rapidamente, com algumas cenas das criaturas que chegam a matar alguns colonos e... elas somem depois.


Ficção e realidade
Roanoke é o nome de uma antiga colônia norte-americana. Ela ficava no Condado de Dare, na atual Carolina do Norte, e foi um empreendimento financiado e organizado por Sir Walter Raleigh, no final do século XVI para estabelecer um assentamento inglês permanente na Colônia da Virgínia. Entre 1585 e 1587, vários grupos de colonos foram deixados na área com essa finalidade, mas todos eles ou abandonaram a colônia ou desapareceram. O último grupo desapareceu após um período de três anos, onde não receberam suprimentos vindos da Inglaterra, o que levou ao surgimento de um mistério que perdura até os dias de hoje, conhecido como "The Lost Colony" (A Colônia Perdida).

A principal hipótese é que os colonos foram absorvidos por uma das populações indígenas locais, embora também possam ter sido massacrados, pelos espanhóis ou pelos índios powhatan. O mistério que ronda Roanoke foi aproveitado até mesmo por Stephen King em A Tempestade do Século.

A colônia desapareceu sem que se saiba ao certo porque, mas estudos recentes apontam que os colonos teriam se refugiado na ilha de Croatoan, ao sul de Roanoke e não se sabe se foram absorvidos pela tribo do local ou dizimadas por ela. Scalzi aproveitou a colônia verdadeira para construir e isolar a sua colocando-a no espaço e cercada de mistérios e segredos para não ser descoberta. Ótima sacada.


Pontos positivos
Personagens femininas
Aliens
Roanoke
Pontos negativos
Não tem tradução para Português
Nativos de Roanoke mal aparecem


Título: The Last Colony
Série Old Man's War
1. Old Man's War
2. Ghost Brigades
3. The Last Colony
4. Zoe's Tale
5. The Human Division
6. The End of All Things
7. The Sagan Diary (conto)
8. After the Coup (conto)
9. The End of All Things
Autor: John Scalzi
Editora: Tor Books
Páginas: 340
Ano de lançamento: 2008
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
Scalzi é um autor que indico para todos. Pena não ter chegado ao Brasil ainda. Ele consegue escrever muito bem personagens femininas, diversidade, representatividade e ainda nos brinda com aventuras e batalhas espaciais, alienígenas diversos e política. Se você lê em inglês e procura algo para se divertir, pode se jogar nesse livro, ou se quiser, comece do começo mesmo, a partir de Old Man's War. Quatro aliens para a última colônia da União Colonial e uma recomendação para você ler também.


Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris