Outros dez monstros horripilantes de Arquivo X

quinta-feira, abril 30, 2015

Três anos atrás, fiz um dos posts mais acessados do blog, com dez monstros assustadores, nojentos e malignos de Arquivo X. Como a série voltará com episódios novos, resolvi reassistir para acompanhar mais uma vez nossos intrépidos agentes na busca pela verdade. E também para elencar mais dez monstros assustadores, nojentos e malignos que ficaram de fora da primeira lista.





Para ver a primeira lista, clique aqui. Uma coisa que muitos dos monstros desta lista nova têm em comum é que eles são bem humanos. Mas o outro costuma ser nosso maior inimigo.


Leonard (A Fraude, 2X20)
Um dos episódios mais criativos e bizarros, ele se passa em uma comunidade circense composta pelos mais diferentes personagens de shows de horrores. Leonard é um ser pouco desenvolvido, com características de feto, que morava dentro de seu irmão alcoólatra, Lanny. Mulder e Scully são chamados para investigar estranhos crimes na comunidade e precisam se enturmar com seres excêntricos para conseguir cooperação.


Robert Patrick Modell (O Instigador, 3X17)
Um sujeito com cara de pacífico, com um tumor maligno ameaçando sua vida. Não parece perigoso, certo? Mas quando pessoas que não apresentam nenhum tipo de problema emocional começam a se matar e a fazer coisas que não querem na presença dele, percebemos que algo muito errado está acontecendo. Criativo e sádico, Modell não é fácil de se capturar.


Isaac Luria (Oração Para um Morto, 4X15)
Um crime de ódio acontece em uma comunidade judaica, em Nova York. Mas de repente um dos envolvidos na morte de Isaac, prestes a se casar, é encontrado morto, com as digitais dele no corpo. Segundo uma antiga tradição cabalística judaica, era possível invocar um golem, feito de barro, mas que era insensível e sem inteligência, movido por desejos primitivos, como vingar sua morte. Bem sombrio.


Orell Peattie (A Perda, 7X14)
Estranhas mortes começam a acontecer ao redor de um médico. Enquanto isso, um homem obscuro e amargurado faz vudu com bonequinhos em seu apartamento mal cheiroso. Sua técnica é silenciosa e perturbadora, chegando a usar uma bonequinha da agente Scully para cegá-la, enquanto ele completa sua vingança. Sem contar que ele adora deixar mensagens escritas com sangue nos locais dos crimes.


Fungo alucinógeno (A Viagem, 6X21)
Você nunca mais olhará para o champignon da pizza com admiração (ou fome). Pense em um fungo gigante capaz de digerir seres humanos inteiros e ainda por cima fazer alguém, literalmente, viajar na muscarina. Ele mantém as pessoas em um transe alucinógeno, como se fosse a vida real, embaixo da terra, enquanto são lentamente digeridas. Yummy!


O comedor de almas (O Dom, 8X11)
Esse sujeito não é mau, mas certamente é mal compreendido. Em outro episódio perturbador, esta pobre criatura era invocada por pessoas condenadas pela medicina e sem esperança de cura e as comia. E depois as regurgitava num molde de um corpo humano no chão. A doença ficava no corpo dele e a pessoa "renascia" do vômito sem doença alguma. Espero que não esteja comendo agora.


Phyllis H. Paddock (Adoradores das Trevas, 2X14)
Uma pacata professora substituta... que é um demônio também? Acho que um dos grandes méritos do episódio é mostrar uma pessoa provinciana e pacata, quase careta, daquelas em que nada de extraordinário acontece, totalmente inocente, transformando-se. E não se engane, Phyllis não se deixa ser pega e deixa corpos e sangue pelo caminho.


O mendigo (O Vingador, 8X10)
Cheguei a sonhar com o barulho das rodinhas do carrinho desse sujeito. Não o subestime, ele é pequeno, parece inofensivo, mas é completamente repulsivo. Ele é capaz de entrar pelo ânus das pessoas e se contrabandear para outros países. Sua jornada começa num aeroporto na Índia e ele acaba nas mãos da agente Scully numa das cenas mais nojentas de toda a série. Cuidado ao usar banheiros de aeroportos.


Donnie Pfaster (Irresistível, 2X13 e Reverendo Orison, 7X7)
Serial killer, necrófilo e fetichista, Donnie Pfaster tinha uma especial e letal atração por unhas e cabelos de mulheres mortas, que gostava de guardar no congelador. Ruivas de preferência. Tanto é que ele desenvolveu uma fixação doentia na agente Scully, que tentou matar duas vezes. No fim, descobrimos a verdadeira natureza diabólica de Pfaster, um verdadeiro demônio se aproveitando de corpos e almas na Terra.


Leonard Betts (O Homem do Câncer, 4X12)
Esse é um dos caras de quem eu mais tive nojo, depois de Flukeman, em toda a série. O cara é um tumor ambulante, tamanho família, que é capaz de regenerar membros e até uma cabeça inteira comendo tumores malignos extraídos de pacientes (argh!). Este também é um dos episódios mais importantes de Arquivo X, pois é nele que descobrimos, junto da Scully, que ela tem um câncer agressivo e inoperável.

Não veja esses episódios antes de dormir. Até mais!



Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris