Espalhando a palavra!

quarta-feira, julho 17, 2013

Quando eu defendo os novos filmes de JJ Abrams de Star Trek, é porque eu vejo muitos fãs fundamentalistas xingando e quebrando o pau por N problemas, N defeitos, N chatices de fã mané que prefere ver a série clássica ao invés de se abrir para o novo. Estes caras estão fechados em seu mundinho, choramingando, enquanto não percebem o mal que estão fazendo para a franquia tão amada deles.



Sábado, dia 13 de julho, AlineCamilaBen e eu fomos até a loja da Livraria Cultura para consumir nerdices, tomar café e bater papo. Ben e eu estávamos no setor de DVDs da loja, quando vimos o atendente com uma caixa de Star Trek na mão, pesquisando no sistema. E comentei que aquela caixa não era boa, pois eram só os melhores momentos de A Nova Geração, que não diziam muito sobre a franquia em geral.

Pá de lá, pá de cá, papo vai, papo vem sobre Star Trek e um rapaz se aproxima - o mesmo que perguntou sobre a caixa ao atendente - perguntando se a gente podia ajudá-lo. Ele tinha visto os dois novos filmes de Abrams e ficou fascinado por Star Trek e foi à loja procurando o que lá tivesse sobre o assunto. Como não conhecia nada, ele pegou a primeira coisa que viu sobre ST nas prateleiras, sem saber muito bem do que se tratava.


Ele não conhecia a série clássica, nem a Nova Geração, nem Deep Space 9, nada de nada. Não conhecia Leonard Nimoy, nem William Shatner, nunca tinha visto esses caras na vida. Não sabia que além dos dois filmes que viu, existiam outros dez! Você pode pensar, "nossa, que absurdo, como assim alguém não conhece Star Trek?". Infelizmente sim, existe gente que não conhece, pois a TV não passa mais nada a respeito da franquia já faz tempo. Não temos mais reprises nem na TV a cabo que possam atrair o público mais jovem para este tipo de entretenimento.

Tentamos orientar o rapaz com o que a loja dispunha, o que não era muito. Contei quem era Spock e Kirk e mostrei na capa do DVD de Star Trek 5 quem eles eram. Contei sobre o primeiro beijo inter-racial da televisão, o furor que a minissaia de Uhura causou e a importância de Star Trek na cultura. Contei também sobre a importância da série clássica, falei de todos os outros spin-offs que surgiram depois e também contei do que se tratava Star Trek Generations, outro DVD que foi garimpado nos estoques da livraria. Ele ficou contente, disse que procuraria pelas séries e pelos outros e filmes e levou os dois DVDs (mereço uma comissão!).

A adorada e saudosa tripulação clássica.

O bom trabalho de Abrams nestes dois últimos filmes, criando uma realidade paralela para poder abusar da ousadia e da criatividade cativou o público mais jovem que está mais uma vez se interessando por esta que é a maior franquia de entretenimento de ficção científica que existe. Recentemente, o próprio George Lucas, criador da saga Star Wars, reconheceu a importância de Star Trek ao preparar o público para este tipo de enredo nos cinemas e na televisão e para sua maior criação. Quando a NASA estava para nomear um de seus ônibus espaciais, toneladas de cartas chegaram à agência, pedindo que ele fosse batizado de Enterprise.

Star Trek merecia essa renovação. Merecia ganhar novos fãs, merecia a tecnologia aplicada nos dois filmes e a renovação do elenco para revitalizar algo que é tido como um estilo de vida, não uma mera invenção televisiva. As inovações antecipadas por ST são várias e em vários ramos, indo dos celulares, aos tablets, às vídeo-conferências, a importância da pluralidade humana e a tolerância ao diferente, a liberdade sexual, a existência de buracos negros e de exoplanetas. Esparramou-se pela cultura ocidental de tal maneira que não podemos mais mensurar sua importância.

A tripulação de Deep Space 9, um excelente spin-off de ST.

É agora então que eu volto nos fundamentalistas e pergunto: O que vocês estão fazendo para trazer fôlego novo à sua franquia amada? Ao invés de ficar choramingando que Khan não tem mais aquele cabelo suuuper atual do filme original, que tal começar a cativar fãs novos? Ficar reclamando é fácil, sentar a lenha é mais fácil e muito cômodo para quem tem medo do novo e de sair da sua zona de conforto. Se é esse o problema, caro fundamentalista, fique aí se lamentando enquanto a nova geração de fãs se junta aos fãs da velha guarda (como eu) e vamos curtir o filme novo. #ficadica

Você que é fã de Star Trek, deixe seu comentário sobre a importância de renovação em séries clássicas. Você que não é fã, por que meu filhx?!

Até mais! Vida longa e próspera!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris