Curiosidade

quarta-feira, agosto 08, 2012

O planeta vermelho
Às 2 horas da manhã da segunda-feira, o jipe Curiosity chegou à Marte em busca de várias respostas que ainda intrigam cientistas, como se existe vida no planeta vermelho. Mas acima do orçamento, das dificuldades técnicas e da viagem à Marte, acima de todos os desafios que este equipamento terá de enfrentar, está a curiosidade do ser humano.



O jipe Curiosity da NASA pesa quase uma tonelada e vai bem equipado para Marte. Ao todo ele conta com 12 câmeras espalhadas por sua estrutura, com resoluções diferentes, capaz inclusive de gravar vídeos. Seu gerador de energia projetado pela Boeing conta com um mini reator nuclear de plutônio-238. Ele tem analisadores para solo, umidade, pH, temperatura, velocidade do vento e radiação.

As câmeras do Curiosity
Todas as câmeras do Curiosity. Fonte: NASA

O fato de uma forma de vida alcançar o nível técnico necessário para enviar equipamentos para fora da órbita de seu planeta é algo notável e até então uma coisa única e exclusivamente humana, um fenômeno. Não conhecemos nada pelo o universo além de nós mesmos capazes de realizar algo tão perigoso e caro para satisfazer nossa curiosidade e assim responder nossas perguntas.

Leia também sobre o jipe Spirit.

Por mais que exista uma ciência inteira dedicada a fazer tais caminhadas espaciais, é a pura curiosidade que move o ser humano. O homem não suporta ver uma caixa fechada, pois a vontade de saber seu conteúdo é imensa e para isso ele é capaz de fazer coisas maravilhosas ou terríveis. Marte, o deus guerreiro, o planeta vermelho, tem essa capacidade de instigar a curiosidade da civilização desde que a mesma surgiu. Seu aspecto sanguíneo evocava à violência e posteriormente seus vales e canais foram confundidos com sinais de civilização.

Olhe sempre para o céu
Olhe sempre para o céu.

O nível tecnológico pode ainda não ser bom o suficiente para levar o ser humano à Marte, mas isso não quer dizer que a vontade de visitá-lo diminui, ao contrário. Cada nação se sente impelida a buscar cada vez mais longe e seria interessante que todas as agências espaciais se esforçassem para mandar a primeira missão à Marte. Por que de uma maneira ou de outra, sempre olharemos para os céus e já que nossos representantes robóticos estão por lá, nada pode nos impedir de ir também.

O que você achou da missão do Curiosity? Deixe seu comentário. Até mais!



Leia também
Robô Curiosity pousa em Marte e Nasa comemora início da missão - G1
A tecnologia por trás da Rover Curiosity

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris