Resenha: O Livro Mágico para Jovens Bruxas, de Ariel Kusby e Olga Baumert

Este é um dos lançamentos mais fofinhos da DarkSide no ano! Não apenas o livro é lindo, com um trabalho gráfico impecável e belas ilustrações, mas ele também dá dicas bacanas para a garotadinha entre 8 e 12 anos interessada na magia da natureza e que se interessem em ser aprendizes de feiticeiras através de feitiços simples, atividades e poções mágicas. Ideal para fãs de Harry Potter!





Parceria Momentum Saga e
editora DarkSide



O livro
Livro da coleção Magicae, que abrange vários selos da editora, O Livro Mágico para Jovens Bruxas faz parte do selo Caveirinha, especializado em livros para o público infantil. Aquelas jovens bruxas, como Hermione, precisam de um livro que as guie pelo mundo natural e pela magia. Não existem regras muito complexas, pois a magia tem muito mais a ver com o que a bruxa leva em seu coração do que com a magia em si. É isso o que Ariel Kusby reforça no começo do livro.

Resenha: O Livro Mágico para Jovens Bruxas, de Ariel Kusby e Olga Baumert


Você é uma bruxa se você se sente, de alguma maneira, diferente ou especial, e acredita que na sua singularidade reside o seu poder.

Página 11

Bruxas são pessoas que fogem às regras, que amam a natureza, que amam gatos, que adoram um chá bem gostosinho no final da tarde, que observam as nuvens em um amanhecer ou no pôr do sol. Mas acima de tudo, a bruxa é uma pessoa que acredita no poder transformador da bondade, da inteligência, no poder de acreditar que algo bom pode acontecer.

A ideia do livro é de ajudar a garotadinha a reconhecer essas qualidades dentro de si e de melhor trabalhá-las. Às vezes crianças podem ser bem cruéis e um livro desse reforça qualidades que acompanharão essa molecadinha até à idade adulta. Acreditando ou não na magia dos elementos e nas poções ensinadas aqui, o que importa é que elas fazem bem à bruxinha em questão, além de ajudar a desmistificar a bruxa como figura malígna que ainda existe por aí.

A autora explica que os feitiços do livro não são regras, apenas diretrizes para ajudar em seu percurso mágico. Eles são de simples realização e com ingredientes que qualquer cozinha têm como mel, chá, água e palitos de dente. Também serão necessários jarros, sacolinhas, potinhos, ervas secas e temperos para vários feitiços e rituais, então seria interessante a jovem bruxa começar a guardar alguns deles, sempre lembrando de pedir a ajuda de um adulto na hora de entrar na cozinha.

O Livro Mágico para Jovens Bruxas


A arte de Olga Baumert é lindíssima e complementa com delicadeza e sensibilidade as receitas e rituais do livro. Dividido em cinco grandes temas - Amor e Amizade, Sucesso, Proteção & e Cura, Felicidade e; Adivinhação - os feitiços e rituais podem ser feitos em grupo ou de maneira solo. Tem tutoriais do tipo Como montar seu altar mágico, Como fazer seu próprio grimório e até Como fazer um jardim mágico de fadas. Até para fazer sua própria varinha e uma estrela mágica!

O Livro Mágico para Jovens Bruxas


A edição vem em capa dura, com papel encorpado no miolo e fitilho para marcar seus feitiços. O papel é branco e creme, alternando-se nos capítulos. Além de rituais e encantamentos, no final existe um dicionário de símbolos, um índice boticáro, um glossário mágico e livros recomendados para jovens bruxas. A tradução foi de Aline Zouvi e está ótima. Não encontrei problemas de revisão ou diagramação.

Quando se trata de magia, quanto mais gente, melhor. E quando várias bruxas se encontram, não só elas podem formar um vínculo mágico poderoso, mas há, várias vezes, muita diversão envolvida. Um grupo de bruxas que praticam magia juntas é chamado de coven.

Página 33


Obra e realidade
Na época em que eu estava no colégio, houve uma febre de livros sobre bruxaria. Era época do filme Jovens Bruxas, onde quatro estudantes do ensino médio descobriam seus poderes mágicos, basicamente a mesma série em que eu e minhas amigas estávamos. Então nós comprávamos livros escritos por bruxas e os trocávamos entre nós, até realizando feitiços básicos inofensivos (?).

A primeira vez em que li algo sobre feminismo foi num desses livros. A autora falava sobre a perseguição às mulheres cujo conhecimento sobre ervas, os ciclos da natureza, que se utilizavam de medicamentos naturais para tratar as pessoas começou a incomodar os dogmas religiosos. E reforçava que uma mulher livre é, em essência, uma bruxa por natureza.

Ariel Kusby e Olga Baumert


Ariel Kusby é escritora, bruxa de lareira e vendedora de livros infantis. Suas inspirações são o folclore, a magia das águas, rituais de poesia e fitoterapia. Ela vive no noroeste do Pacífico, em uma casa antiga com um jardim assombrado. O Livro Mágico para Jovens Bruxas é o seu primeiro livro.

Olga Baumert é uma ilustradora e designer gráfica polonesa, hoje residente na Inglaterra.


Pontos positivos
É ilustrado!
Rituais e feitiços fáceis de fazer
Trabalha bons sentimentos na garotada
Pontos negativos

Nenhum!


Título: O Livro Mágico para Jovens Bruxas
Título original em inglês: The Little Witch's Book of Spells
Autora: Ariel Kusby
Ilustradora: Olga Baumert
Tradutor: Aline Zouvi
Editora: DarkSide (coleção Magicae e selo Caveirinha)
Páginas: 224
Onde comprar: na Amazon ou na loja da DarkSide com cartela de adesivos!


Avaliação do MS?
Esse é mais um daqueles livros que eu queria ter quando criança! Bem escrito, lindamente ilustrado, com mensagens positivas por trás de seus feitiços e encantamentos, ensinando à garotada a procurar a magia interna de cada um. Também é um guia natural, ajudando a trabalhar com ervas, temperos, a melhor observar as estações do ano, evidenciando aquela magia diária da natureza. Cinco aliens para o livro e uma forte indicação para você ler também!


MARAVILHOSO!


Até mais! 🧙‍♀️


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.