Resenha: Amanhã você vai entender, de Rebecca Stead

Este é um livro muito gostosinho de ler e queria retornar a ele por esse motivo e por ser um livro, digamos, retrofuturista, mas que também tem um fim otimista. Acho que precisamos de livros assim mais do que nunca. Obviamente que não posso falar mais do que isso para não entregar o enredo, mas apenas digo que é uma leitura que acaba surpreendendo no final enquanto acompanhamos uma garotinha de 12 anos que mora com a mãe em Nova York.

👓 Este livro faz parte do Projeto Releituras!





O livro
Nossa protagonista e narradora é Miranda Sinclair, de 12 anos, que leva uma vida simples em Nova York, no final dos anos 1970. Mora com a mãe, que a criou sozinha e que abandonou a faculdade de Direito quando engravidou. Miranda nunca conheceu seu pai. Sua mãe é pequena, bondosa, trabalha como auxiliar legal em um escritório de advocacia e namora um dos advogados de lá, chamado Richard. É uma vida simples, mas também feliz para as duas.

Resenha: Amanhã você vai entender, de Rebecca Stead


Sua mãe está animada e Miranda também, pois elas receberam uma correspondência do programa A Pirâmide de 20 Mil Dólares e começam a treinar palavras todos os dias para o dia em que estiverem no programa na televisão. Tanto que alguns capítulos do livro começam com a frase "Coisas que..." e mais tarde descobrimos que isso é uma referência às categorias deste programa. A vida das duas é dura, mas elas são muito unidas, muito próximas. Miranda tem aqueles gostos que toda criança tem, mas me pareceu bastante solitária algumas vezes e acabei me idenficando muito com ela nesse sentido.

Imagino que por nunca ter tido pai, não gostaria de ter um agora. Não se pode sentir falta de algo que nunca se teve.

Miranda e seu melhor amigo, Sal, são inseparáveis. Os dois vão e voltam juntos da escola, brincam juntos, fazem a lição de casa juntos. Um dia, quando Miranda volta para casa, percebe que a porta está aberta e que um bilhete está escondido embaixo da mangueira de incêndio, onde a chave está escondida. Alguém precisava de sua ajuda, uma pessoa desconhecida para Miranda, mas que está com problemas.

Aquele mundo tão pequeno e conhecido de Miranda acaba virando do avesso. Sal apanha de um colega da escola e acaba se afastando de Miranda e todas aquelas longas tardes vendo televisão juntos se foram. Ele a evita, não quer conversar, nem chegar perto e enquanto isso os bilhetes misteriosos continuam chegando, relatando fatos que acabam acontecendo de verdade, relatando coisas que somente Miranda saberia.

É fácil entender a decepção de Miranda com o mundo e como ela embarca naquela jornada iniciada com os bilhetes. Sua vida parecica fora dos eixos e os bilhetes, de alguma forma, indicavam um caminho para que tudo volte ao normal. É claro que Miranda está desconfiada, mas quem está escrevendo para ela sabe das coisas, então não vai colocar ninguém em perigo. Gostei muito de acompanhar essa garotinha já que me identifiquei tanto com ela. Desde a primeira leitura que eu tinha uma lembrança forte de como foi gostoso acompanhar sua jornada e chegar ao final dela.

É uma leitura que flui muito rápido, tanto que eu gostaria de ter mais páginas para ficar mais um pouquinho com Miranda. Dá inclusive para ler em um dia já que ele tem menos de 250 páginas. É possível desconfiar do que esta de fato acontecendo, mas ainda assim a autora te leva com delicadeza e precisão até o final, onde somos surpreendidas pelas circunstâncias. É um livro enganosamente simples, com uma premissa que também parece simples, mas que no final se mostra um grande livro.

Li algumas reclamações descabidas em algumas resenhas, reclamando que a narrativa é infantil. Bem, o que esperar de uma narradora de 12 anos? Queriam o que? Um livro indecifrável, um calhamaço cheio de palavras difíceis? A personagem se comporta como alguém de sua idade e não entendo como alguém pode se incomodar com isso.

É um pouco difícil encontrar o livro físico nas lojas, pois está esgotado. Em sebos ele pode ser meio caro. Mas o ebook vale à pena. A tradução foi de Flavia Souto Maior e está ótima e o ebook não tem problemas de revisão ou diagramação.


Obra e realidade
Ainda que se passe nos anos 1970, o livro não é datado nem difícil de compreender. Ele lida com questões muito humanas, como erros e segundas chances, solidão, infância, a luta para sobreviver a um sistema desigual, amizade. Todos temas muito atuais e adultos, mas que podem ser discutidos com leitores jovens e ainda entregar um bom entretenimento. Não consigo entender as críticas de algumas pessoas que, pelo visto, nem ao menos leram a sinopse, para saber que este livro tem uma narradora jovem e se comporta como tal. Nem por isso sua jornadad deixa de ser interessante.

Rebecca Stead

Rebecca Stead é uma escritora norte-americana de ficção para crianças e adolescentes.


Pontos positivos
Personagens bem construídos
Bem escrito
Histórias interligadas
Pontos negativos
Acaba rápido
Díficil encontrar o livro físico nas lojas

Título: Amanhã você vai entender
Título original em inglês: When you reach me
Autora: Rebecca Stead
Tradutora: Flavia Souto Maior
Editora: Intrínseca
Páginas: 222
Ano de lançamento: 2011
Onde comprar: na Amazon!

Avaliação do MS?
Foi muito gostoso poder retornar para a companhia de Miranda e, novamente, acompanhar sua jornada e a resolução do mistério dos bilhetes. É uma história que dá um conforto a quem está lendo, que deixa aquele calorzinho quando chegamos ao final e o mistério se revela e surprendee. Quatro aliens para o livro e uma forte recomendação para você ler também!



Até mais!


(…) o tempo é ardiloso: guarda hoje momentos que só amanhã você vai entender.



Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

1 Comentário

  1. Adoro esse livro, mas nunca vi ninguém falar sobre ele, li a versão digital. Poderiam relançar nas livrarias, eu compraria para ler novamente.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.