Resenha: El Borbah, de Charles Burns

Não sabia bem o que esperar de El Borbah quando ele chegou aqui na nave. Só sei que a capa chamou muito a atenção e que foi meu primeiro contato com Charles Burns. Aqui temos sua primeira obra em quadrinhos, um detetive pra lá de esquisito que só pensa em grana e cerveja, com uma roupa colada de lutador mexicano e sua inconfundível máscara!





Parceria Momentum Saga e
editora DarkSide


O quadrinho
Os motivos de El Borbah para trabalhar na sua área como detetive não são nobres. O sujeito é apenas músculo que trabalha para quem pagar mais. Essa é a sua principal motivação: grana. Mas mesmo contrariado e querendo socar seus clientes, Borbah não desaponta e cumpre sua missão. Seja qual for o seu problema, Borbah vai resolver!

Resenha: El Borbah, de Charles Burns


Originalmente, o personagem foi inspirado em um amigo de Burns cujas características principais queria eternizar, John Borba e na tradição dos lutadores mexicanos de luta livre. Unindo tais elementos, o autor criou um herói improvável, não convencional, pouco inteligente, mas que luta contra o crime entre um drink e outro. Seu escritório é uma bagunça imunda que Borbah não se preocupa em limpar enquanto lê revistas de sacanagem. Neste volume temos cinco aventuras do detetive mascarado que se envolve em situações cada vez mais insólitas conforme as páginas viram. El Borbah é praticamente uma homenagem às histórias pulps de detetive, com elementos noir entrelaçados com várias bizarrices.

Borbah é mal educado, irritadiço e muito divertido. A tradução se preocupou em adaptar termos para o bom português, tornando a leitura muito gostosa. Cada história combina o insólito com o improvável, onde Borbah mostra seu sarcasmo e ironia mórbida. Em Amor Robô, a primeira história, ele procura um jovem cuja paixão pela tecnologia foi um tanto longe demais. Devo dizer que o desfecho desta aqui me pegou de surpresa.

Na próxima, ele ataca as redes de fast food Bovine Burguers, tentando desvendar a relação existente entre o aumento de suicídios e a rede de restaurantes. Mal ele termina sua missão e logo ele está investigando uma empresa criogênica que tem feito algo com seus corpos congelados. El Borbah em seguida se infiltra em uma sociedade secreta e fecha a edição ao tentar resolver um problema de paternidade em um banco de esperma. No final, temos alguns comentários do autor sobre o surgimento do personagem e das primeiras histórias, além de algumas artes extras de Borbah.

Curti muito o traço e os detalhes que o autor coloca em seus quadros. Todo em preto e branco, cada personagem é dotado de características únicas, surreais e engraçadas, como se saídos de um circo de bizarrices ou de uma feira de variedades. Coroado por piadas sutis ou escrachadas, algumas dessas histórias foram escritas com longos intervalos entre si nos anos 1980, mas a personalidade ácida de El Borbah permanece intocada.

El Borbah, de Charles Burns

A edição da DarkSide vem em capa dura e papel branco encorpado. A tradução de Paulo H. Cecconi está perfeita e não encontrei problemas de revisão ou diagramação.


Obra e realidade
Fiquei imaginando quais característica do personagem são originais do amigo de Burns. Será que ele gostou da homenagem? O quadrinho surgiu em 1982, publicado originalmente pela revista Raw, fundada por Art Spiegelman, ganhador do Pulitzer pelo consagrado quadrinho Maus. Em seguida, foi publicada pela revista Heavy Metal até que suas histórias foram republicadas por outras revistas dentro e fora dos Estados Unidos.

Charles Burns


Charles Burns é um cartunista, roteirista, ilustrador e diretor de cinema norte-americano.


Pontos positivos
Traços
Bem escrito
El Borbah!
Pontos negativos

Violência

Título: El Borbah
Título original em inglês: El Borbah
Autor: Charles Burns
Tradutor: Paulo H. Cecconi
Editora: DarkSide (selo Graphic Novel)
Páginas: 128
Ano de lançamento: 2020
Onde comprar: na Amazon ou na loja da DarkSide com um brinde exclusivo!


Avaliação do MS?
Se você curte histórias de detetives e ainda quer um toque surreal e irônico, vai curtir El Borbah. Pensei que não fosse curtir muito e acabei me divertindo com as presepadas deste detetive particular pra lá de exótico e pouco inteligente. Robôs, cadáveres, cerveja, elementos noir e casos solucionados estão espalhados por estas páginas. Quatro aliens para El Borbah e uma forte recomendação para você ler também!



Até mais!


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.