10 coisas que você não sabia sobre Jornada nas Estrelas: Generations

Jornada nas Estrelas: Generations não é nem de longe o filme mais querido da franquia Star Trek. Nele nós temos o encontro entre parte da tripulação da série clássica com a tripulação da Nova Geração e o derradeiro fim do capitão Kirk.



10 coisas que você não sabia sobre Jornada nas Estrelas: Generations


Dirigido pelo britânico David Carson, o longa estreou em 1994 e contou com 35 milhões de dólares de orçamento, tendo lucrado 118 milhões em bilheteria pelo mundo. O filme foi produzido, simultaneamente, com a terceira temporada de Deep Space Nine (1993).


10. Diretor
Já calejado na televisão britânica, o diretor queria entrar no mundo norte-americano do cinema e da TV. Seu agente então conseguiu uma reunião com os produtores da Nova Geração, mas Carson nunca tinha assistido a um único episódio de Star Trek na vida ao ser chamado para trabalhar na série. Carson, por sua vez, alugou os filmes anteriores de Star Trek e os assistiu em um final de semana para poder se inteirar sobre o universo criado por Roddenberry. Antes de dirigir o longa ele dirigiu o episódio "The Enemy", 7º episódio, da 3ª temporada. Carson viria a dirigir mais sete episódios, tanto da Nova Geração quanto de Deep Space Nine.


9. Gene Roddenberry
Este é o primeiro filme da franquia Star Trek a ser produzido e filmado após a morte de seu criador, Gene Roddenberry (1921-1991). Sua morte também deu liberdade criativa aos produtores de usar ideias e enredos que ele tinha anteriormente recusado, incluindo um encontro entre as duas tripulações, da série clássica e da nova geração.


8. Leonard Nimoy
Originalmente, Leonard Nimoy tinha sido escalado como produtor e diretor do longa, mas depois de ler o roteiro, Nimoy achou que não daria tempo de corrigir vários problemas que ele apontou no roteiro. Seu personagem estava presente, mas suas falas eram tão genéricas que poderiam ser ditas por qualquer personagem. As falas foram passadas para James Doohan, o Scotty. DeForest Kelley também apareceria como o dr. McCoy, mas a saúde cada vez mais frágil do ator elevou demais o seguro exigido pelo sindicato. Suas falas foram passadas então para Walter Koenig, o Chekov.


7. A morte de Kirk
A cena da morte do capitão Kirk precisou ser refilmada. Testes com a audiência mostraram que a cena original não era "heróica" o suficiente. Originalmente ele era alvejado por um tiro nas costas pelo dr. Soran. Por causa da reação negativa dos fãs, Shatner escreveu o livro The Return, onde os Borg e os Romulanos forjaram uma aliança para destruir a Federação e o trouxeram de volta com o uso de nanotecnologia. Eles então o tornaram o inimigo que se volta contra Picard e a tripulação da Nova Geração. O livro não faz parte do cânone original de Star Trek.


6. William Shatner
O cavalo do capitão Kirk, bem como sua casa e a fazenda onde ele aparece cavalgando com o capitão Picard pertencem de fato ao ator. Este é o único filme de Shatner em que ele não atua com Nimoy.


5. Lady Washington
O navio que aparece no Holodeck na promoção do Worf é o Lady Washington, um pequeno navio de guerra, de tipo escolta, com um único canhão no convés, e cerca de 18 canhões na coberta. Nomeado em homenagem a Martha Washington, esposa de George Washington, outro quatro navios do mesmo modelo usaram o nome de Lady Washington, sendo que o primeiro foi utilizado na Guerra da Independência dos Estados Unidos, atacando navios ingleses. A réplica do Lady Washington vem sendo usada em vários filmes desde então, como em Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra (2003), onde apareceu como o HMS Interceptor.


4. Cliffhanger
A cena da queda da seção do disco da Enterprise tinha sido pensada, originalmente, como sendo um cliffhanger para o final do episódio "All Good Things", 25º e 26º episódios, da 7ª e última temporada. A ideia foi abandonada e reaproveitada para o longa.


3. Poema
A frase que Soran fala para o capitão Picard, "they say time is the fire in which we burn" (dizem que o tempo é o fogo no qual ardemos) foi retirado do poema "Calmly We Walk Through This April's Day", de Delmore Schwartz, do livro "In Dreams Begin Responsibilities", que no filme foi incorretamente referenciado como "Dreams Begin Responsibilities."


2. Aliens, o Resgate
Jenette Goldstein, que interpreta a fuzileira Vasquez, em Aliens, de James Cameron, interpreta uma oficial da ponte da Enterprise-B. A Jenette foi originalmente escalada para interpretar a personagem Tasha Yar, da Nova Geração, que foi inspirada em seu papel de Vasquez.


1. Malcolm McDowell odeia o filme até hoje
Malcolm McDowell interpreta o vilão que mata o capitão Kirk neste filme. E por conta disso muitos fãs de Star Trek passaram a perseguir e ofender o ator que nunca tinha assistido a Star Trek antes na vida. Ele já tinha sido abordado outras quatro vezes para aparecer em uma das séries e sempre recusou por achar o salário baixo demais. Quando finalmente aceitou o papel de Soran, o vilão, foi por ter achado o personagem interessante e por não precisar ficar 5 horas numa cadeira de maquiagem. Malcolm é tio pelo lado da mãe de Alexander Siddig, o dr. Bashir, de Deep Space Nine.

Jornada nas Estrelas: Generations


Bora lá assistir? O filme está disponível no Amazon Prime!

Vida longa e próspera! 🖖🏼


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

1 Comentário

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.