10 coisas que você não sabia sobre O Homem Bicentenário

Ainda que o filme tome algumas liberdades, ele segue bem de perto os eventos do enredo que lhe deu origem, escrito por Isaac Asimov. Um robô, chamado Andrew, é adquirido por uma família, mas ele parece ser diferente dos robôs comuns, pois tem criatividade, tem iniciativa e deseja melhorar a si próprio e ser reconhecido como um ser humano.

10 coisas que você não sabia sobre O Homem Bicentenário



Dirigido por Chris Columbus, o longa foi um fracasso de bilheteria. Ele custou por volta de 100 milhões de dólares, tendo arrecadado apenas 87,4 milhões no mundo todo.

10. Piadas
Todas as piadas feitas pelo Andrew, o robô, foram de improviso. Elas não estavam no roteiro. Robin Williams improvisou cada uma delas, portanto a reação dos atores é genuína.


9. Adam Bryant
Adam Bryant foi o substituto de Robin Williams em pelo menos 14 filmes, incluindo O Homem Bicentenário, onde ele aparece como a cabeça do robô Andrew. Seu último trabalho com o ator foi em 2014, em Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba.


8. U.S. Robotics
No livro original de Asimov, a fábrica de robôs se chama U.S. Robots and Mechanical Men. Em 1971, uma empresa de robótica foi fundada com o nome de U.S. Robotics, em homenagem a Asimov. Porém, como a fábrica de robôs não tem uma participação positiva no filme, querendo inclusive destruir Andrew, ela pediu que no roteiro seu nome viesse diferente. Assim foi criada a NorthAm Robotics para o longa. A sede da empresa que vemos no filme é, na verdade, a sede da Oracle, na Califórnia.


7. Chris Columbus
Esse foi o terceiro filme que Robin Williams fez com Chris Columbus. Os outros foram Uma Babá Quase Perfeita (1993) e Nove Meses (1995). Chris tinha planos de fazer uma sequência de Uma Babá Quase Perfeita, mas os planos foram engavetados com a morte súbita de Robin, em 2014.


6. Robô
Robin Williams precisou depilar o corpo inteiro para caber confortavelmente na apertada roupa do robô Andrew. Ela foi inteira moldada sobre seu corpo em moldes de silicone e depois feitas em placas de plástico para ficar mais leve. Ainda assim era bem desconfortável de usar.


5. Orçamento
A Disney estava preocupada com o custo muito elevado do filme e pediu que ele fosse cortado em 20 milhões. No dia da estreia, no Natal de 1999, o filme flopou e flopou feio. Robin Williams culpou a Disney por não fazer um bom marketing do filme e pelos cortes salgados no orçamento. Como resultado, Robin se desentendeu com a Disney.


4. Desastre
O filme foi rodado em apenas dois meses, mas em uma filmagem na sede da Prefeitura de San Francisco, um dos membros da equipe, sem querer, disparou o sistema de sprinklers do prédio. Corredores, salas, arquivos, todos ficaram alagados, danificando computadores e telefones, e deixando o então prefeito, Willie Brown, muito puto.


3. Datas
O filme começa em 3 de abril de 2005, quando Andrew é ativado ao sair da caixa na casa da família Martin. Ele morre em 3 de abril de 2205, daí vindo o nome de O Homem Bicentenário.


2. Elenco
Mel Gibson, Harrison Ford, Michael Keaton, Alec Baldwin, Bill Paxton, Jeff Bridges, Richard Dreyfuss, Howie Mandel, Martin Short, Billy Crystal, Jack Nicholson, Robert De Niro, Steve Martin, Dan Aykroyd, Bill Murray, Anthony Hopkins, William Shatner e Kurt Russell foram todos considerados para o papel de Andrew Martin. Tim Allen estava escalado para o papel, mas largou para estrelar em Galaxy Quest (1999).


1. Galatea
A robô amiga de Andrew, Galatea, tem esse nome devido à estátua trazida à vida pelos deuses, feita pelo escultor grego Pigmalião.


Até mais!


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

1 Comentário

  1. Eu amo esse filme. Perdi as contas de quanto assisti quando era adolescente. Esse texto me deu vontade de matar a saudade.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.