Resenha: Como tudo começou, de Bruno Mendonça Coêlho

Eu amo livros de divulgação científica, em especial na área de astronomia, sou entusiasta das missões espaciais e da tecnologia, então a Pólen foi certeira em me mandar essa edição de Como tudo começou. Um livro bem curtinho, mas lindamente ilustrado que vai agradar a adultos e crianças!



Este livro foi uma cortesia da Editora Pólen


O livro
Como nosso universo, nosso sistema solar, começaram? Nem sempre é fácil explicar conceitos como esse para crianças. Nem mesmo para adultos! É difícil pensar que antes de nossas casas, nossos planetas, do chocolate e da batata frita existia apenas o nada e que do nada se fez um universo inteiro. Felizmente, o livro de Bruno consegue, passo por passo, explicar para quem está lendo de onde viemos e como galáxias e estrelas surgiram.

Resenha: Como tudo começou , de Bruno Mendonça Coêlho

Com belas ilustrações e uma impressão de alta qualidade o livrinho lançado pela Pólen faz uma viagem que começou há 14 bilhões de anos. Passamos pela formação das galáxias e seus vários tipos diferentes, até chegarmos à nossa Via Láctea e àquele pontinho minúsculo em um de seus braços, que sinaliza a posição do nosso sistema solar.

Chegando perto da galáxia, vemos o grande buraco negro no centro da Via Láctea e passeamos pelos diferentes tipos de estrelas e seu brilho e cor. Tudo isso com uma linguagem direta, sem floreios ou termos científicos muito complicados, então é bem fácil para a garotada acompanhar e até mesmo aqueles que nada conheçam a respeito do universo.

Chegando em estrelas do tipo do nosso Sol, chegamos ao nosso cantinho no cosmos, o Sistema Solar, seus principais planetas e o único capaz de abrigar vida, a Terra. Há inclusive uma reprodução da famosa foto da Terra tirada da superfície da Lua, que explicita nossa fragilidade diante de um universo que é totalmente indiferente a nós. E que a Terra é a nossa casa. Fomos feitos e evoluímos neste planeta, não há outro lugar para ir e assim ele precisa de cuidado, um cuidado urgente, para que as próximas gerações possam viver nele.

No final, o autor compilou várias informações a respeito do universo, da Via Láctea e dos planetas, com curiosidades e informações. Feito em papel encorpado, achei a capa um tanto frágil e com tendência a entortar. O papel tende a ficar com marcas de dedo por causa do manuseio, então cuidado ao virar as páginas.


Obra e realidade
Lembro que na minha mente de criança, o universo era algo inconcebível. E se alguém tentasse me explicar sobre Big Bang, galáxias e buracos negros, minha cabeça não entenderia. Foi só nas aulas de geografia, que coincidência, da 7ª série, que a professora nos mostrou vários slides de imagens enviadas pelas sondas Voyager e aí minha cabeça pirou. A sala ficou muito animada com as imagens e com as aulas sobre origem do universo e sobre os planetas. Esse foi um daqueles momentos que mais me marcou, pois a sensação de deslumbramento é algo que eu ainda lembro.

Bruno Mendonça Coêlho

Bruno Mendonça Coêlho é psiquiatra, com doutorado pela USP e autor de vários livros infantis.


Pontos positivos
Ilustrações
Universo
Alta qualidade
Pontos negativos

Acaba rápido!


Título: Como tudo começou
Autor: Bruno Mendonça Coêlho
Editora: Pólen
Páginas: 48
Ano de lançamento: 2019
Onde comprar: na Amazon ou na loja da Pólen!


Avaliação do MS?
Esse é um daqueles livrinhos que eu queria ter quando era criança! É informativo, lindamente ilustrado, desperta a curiosidade e a vontade de buscar mais informações sobre o universo em que vivemos. Uma grande edição e uma ótima dica de presente. Cinco aliens para o livro e uma forte recomendação para você ler também!


Até mais!


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.