Resenha: Britt-Marie esteve aqui, de Fredrik Backman

Eu não sabia bem o que esperar desse livro, confesso. A indicação da Rocco de que era uma das melhores leituras do ano me fisgou. E devo dizer que fui pega de surpresa pela metódica protagonista e pelo enredo. Aposto que você vai se surpreender também!



Parceria Momentum Saga e
editora Rocco


O livro
Britt-Marie √© uma senhora de 63 anos em busca de um emprego. √Č uma segunda-feira de janeiro e ela est√° em uma ag√™ncia de empregos. Precisa trabalhar, precisa se sustentar de alguma forma. A mo√ßa super paciente tenta fazer Britt-Marie preencher a ficha e assim poder lhe indicar vagas em aberto, mas quem disse que Britt-Marie vai facilitar para ela?

Resenha: Britt-Marie esteve aqui, de Fredrik Backman

Britt-Marie é toda cheia de manias. Ela quase perde o controle ao ver que lhe foi oferecido café em um copinho de plástico e não em uma xícara e quase cai da cadeira ao ver que não há porta-copos. Qualquer pessoa civilizada saberia que se usa porta-copos para não manchar a madeira! Essa é Britt-Marie, mordaz em suas frases, sempre com uma observação a ser feita.

Em um primeiro momento, eu a achei c√īmica e intrag√°vel. Britt-Marie foi casada com Kent por 40 anos, seu mundo se resumia ao seu marido, sua casa e suas palavras-cruzadas. O que ela conhece do mundo? O que ela sabe sobre as pessoas? Quando a vemos em a√ß√£o, √© √≥bvio que ela tenta fazer o seu melhor. Ouviu o marido que ela era "socialmente inepta" por todos aqueles anos. Os filhos de Kent - de um casamento anterior - tamb√©m riam da √≠nfima intera√ß√£o social de Britt-Marie.

Mas o que realmente a assombra √© que se esque√ßam dela. Ter um emprego √© uma forma de ser notada, pois ela n√£o aparecer para trabalhar, v√£o atr√°s dela, certo? E √© a√≠ que a gente entende o t√≠tulo e entende sua obsess√£o com limpeza e como bicarbonato de s√≥dio, sua arma secreta para deixar qualquer coisa, quase superf√≠cie, colch√£o ou tapete, totalmente limpos. Ela teme o esquecimento. Teme n√£o existir, pois foram 40 anos se anulando por um marido controlador e traidor. E suas vontades? E sua vida? Seus gostos? √Č hora de descobrir.

Hoje em dia exigem uma quantidade irracional de papelada só para ser humana. Uma quantidade absurda de administração para a sociedade permitir que alguém participe.

P√°gina 11

Depois de atormentar a paciente mo√ßa da ag√™ncia de empregos, ela consegue uma vaga! Borg √© uma comunidade min√ļscula constru√≠da ao longo de uma estrada. Com a crise - que o marido de Britt-Marie disse que acabou - a pequena cidade est√° em uma profunda recess√£o. A pizzaria tamb√©m √© a ag√™ncia dos Correios e o mercado. Britt-Marie ter√° a fun√ß√£o de cuidar do centro comunit√°rio da cidade, que por um acidente or√ßament√°rio agora necessita de algu√©m. S√≥ que ela n√£o esperava se envolver nas vidas das pessoas.

E que vidas. Cada personagem é intenso, bem escrito, apaixonante. Fiquei envolvida com suas histórias, seus sonhos, seus desejos e tragédias. Foi até difícil conter as lágrimas perto do final, pois muitas coisas acontecem, tanto com Britt-Marie quanto com a pequena população de Borg. Se Britt-Marie teme o esquecimento, é em Borg que ela se sentirá importante e necessária, querida de uma maneira que ela nunca foi. Não é algo que todas queremos? Que se lembrem da gente, que nos queiram bem?

O fato de a protagonista ter 63 anos também foi um alento em tantos livros com jovens millenials de corpo escultural. Dizem que os 60 são nos novos 40, e talvez para o caso de Britt-Marie isso seja verdade, pois ela fará coisas que nunca fez antes, como amizade com um rato e vai começar a pensar em futebol. Você vai passar muita raiva com várias passagens, mas vá em frente, pois vale à pena! Em outras tudo o que você quer é abraçá-la.

O livro est√° bem traduzido por Maria Parula, bem diagramado e com poucos errinhos de revis√£o, nada que atrapalhe a leitura. Capa macia e p√°ginas amarelas no miolo.


Ficção e realidade
Ainda que Borg e o enredo sejam fict√≠cios, o tema n√£o √©. A solid√£o tem se tornado um problema cr√īnico em v√°rios pa√≠ses, em especial na popula√ß√£o mais idosa, justamente aquela que n√£o consegue mais coloca√ß√£o formal, que muitas vezes fica sem fam√≠lia, pois foi esquecida por ela ou porque n√£o tem mais ningu√©m. Como lidar com uma popula√ß√£o que est√° envelhecendo? Como nos preparar para o futuro? Como impedir que nossas exist√™ncias caiam no esquecimento?

Além disso, quantas mulheres se anularam para se dedicar ao marido e à casa? Quantas chegaram à terceira idade com a sensação de que nunca viveram, que nunca foram impulsivas e seguiram um caminho totalmente inesperado? Quantas mulheres como Britt-Marie estão agora olhando pela janela, pensando em voar e se perder no mundo? São tantas coisas a se discutir neste livro que em uma resenha apenas não comportaria.

Fredrik Backman

Fredrik Backman é um escritor, blogueiro e colunista sueco.


Pontos positivos
Vega
Britt-Marie
Bem escrito
Pontos negativos

Probleminhas de revis√£o


Título: Britt-Marie esteve aqui
Título original em inglês: Britt-Marie was here
Autor: Fredrik Backman
Tradutora: Maira Parula
Editora: F√°brica 231 (Rocco)
Ano: 2019
P√°ginas: 304
Onde comprar: na Amazon


Avaliação do MS?
Foi uma leitura √≥tima! Ser pega de surpresa pelos enredos dessa forma √© sempre maravilhoso. √Č capaz que voc√™ sinta antipatia por Britt-Marie em v√°rios momentos, mas confia em mim e se joga na leitura. As l√°grimas teimaram a cair em v√°rios momentos. Bem capaz que eu v√° atr√°s dos outros livros do autor. Quatro aliens para o livro e uma forte recomenda√ß√£o para voc√™ ler tamb√©m!

MUITO BOM!

At√© mais! ūüźÄ

Chega uma certa idade em que quase todas as perguntas que uma pessoa faz a si mesma giram em torno de uma só coisa: como se deve viver a vida?

P√°gina 244


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Coment√°rios an√īnimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreens√≠veis ou com ofensas ser√£o exclu√≠dos.

O mesmo vale para coment√°rios:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavr√Ķes e palavras de baixo cal√£o;
- reaças.

A √°rea de coment√°rios n√£o √© a casa da m√£e Joana, ent√£o tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora n√£o se responsabiliza por opini√Ķes emitidas nos coment√°rios. Essas opini√Ķes n√£o refletem necessariamente as da autoria do blog.