Resenha: Eu sou um pastor alemão, de Murilo Martins

Eu sou um pastor alemão, de Murilo Martins foi uma grata surpresa este ano. É um quadrinho tão fofo e divertido que seu único defeito é o fato de ser curto demais! Aqui temos a história de um pastor alemão muito dedicado ao seu trabalho, mas que também chega a ser mala de tão dedicado. É quase que um macho palestrinha.



Este livro foi uma cortesia da Editora Pólen


O quadrinho
Começamos a aventura com a apresentação do Pastor Alemão, que já te informa logo de cara quem ele é. Intercalando bom humor e informações sobre a raça criada em 1899 na Alemanha, descobrimos que ele é responsável por pastorear ovelhas em uma fazenda. Só que o Pastor é tão orgulhoso da sua função, que fica alardeando por aí o quão foda ele é. Até que uma das ovelhas, uma ovelha negra, começa a plantar dúvidas no nobre cachorro.

Resenha: Eu sou um pastor alemão, de Murilo Martins

A ovelha fica questionando sua autoridade, falando sobre bandos de lobos soltos nos bosques em volta da fazenda, questiona sua esperteza e inteligência, faz o coitado de idiota. É uma ovelha-palestrinha da discórdia, fazendo o pastor vacilar em sua função e começar a deixar os donos na mão no cuidado das ovelhas.

Murilo usa quadros amplos e minimalistas na composição dos quadros. Em alguns momentos o pastor é o único elemento na página. O traço é lindo e achei bem interessante os traços retos do Pastor, como se aludisse à retidão de sua postura e caráter, como se ele se recusasse a vacilar. Os momentos em que ele discute com a ovelha negra são excelentes, bem engraçados mesmo e temos uma surpresa no final.

O quadrinho é dividido em três atos, cada um com uma introdução simbólica para o momento que vamos ler. A edição em si é toda especial, com detalhes e mensagens em letras miúdas que valem à pena explorar antes de começar a ler.

detalhe do quadrinho Eu sou um pastor alemão

A costura da brochura é aparente, o que achei um pouco frágil. Preferia que tivesse uma lombada protegida para não desgastar a cola de tanto abre e fecha. Originalmente, o quadrinho foi escrito em inglês, lançada de forma independente na Toronto Comics Arts Festival no Canadá em 2013. Em 2015 ela foi traduzida e lançada pela Pólen Livros. Ela é bem curtinha, mas não quer dizer que você não vai se divertir e ainda ter algumas críticas sociais embutidas.

Como a maioria de vocês já sabe, eu sou um Pastor Alemão.


Ficção e realidade
Você provavelmente conhece algum sujeito que tem a mesma postura do Pastor Alemão. Aquele sujeito que acha que é o melhor em sua função, que se acha o supra sumo da humanidade, que já tem frases manjadas e conhece ditos populares para se dizer nas horas mais inconvenientes. Tá cheio de Pastor Alemão por aí com essa postura. Nada a ver com o cão fofíssimo que amamos. O cão da história é uma alusão aos seres humanos, tal como George Orwell fez com A Revolução dos Bichos.

Murilo Martins

Murilo Martins é um artista gráfico, ilustrador e fazedor de zines e histórias em quadrinhos brasileiro.


Pontos positivos
Pastor Alemão
Os quadros
Bem escrito e ilustrado
Pontos negativos

Muito curto!

Título: Eu era um pastor alemão
1. Eu sou um pastor alemão
2. Eu era um pastor alemão
Autor: Murilo Martins
Editora: Pólen
Ano: 2015
Páginas: 64
Onde comprar: na Amazon


Avaliação do MS?
Fãs de quadrinhos vão adorar a obra de Murilo, já conhecido por Love Hurts. Uma história bem escrita e ilustrada, divertida e introspectiva. É uma edição indispensável para amantes de HQs e até para aqueles que não têm tanta familiaridade com o formato. Cinco aliens para o quadrinho e uma forte indicação para você ler também!

MARAVILHOSO!

Até mais! ♡


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.