10 coisas que você não sabia sobre No Limite do Amanhã

No Limite do Amanhã (2014) não é aquela obra-prima de ficção científica, mas é um filme que entrega o que promete. A Terra foi invadida por alienígenas e segue em guerra com eles. Bill Cage (Tom Cruise) é um major e relações públicas do Exército que é obrigado a ir para o front, mesmo sem ter treinamento. É então que ele fica preso em um loop do tempo, revivendo seguidamente sua última batalha. A única pessoa que pode ajudá-lo é a sargento veterana Rita Vatraski (Emily Blunt).




Com direção de Doug Liman, o filme teve impressionantes 175 milhões de dólares de orçamento. Faturou mais de 370 milhões em bilheteria, apesar de grande parte desse valor ter vindo de fora dos Estados Unidos, onde ele foi um fracasso, e Emily Blunt ganhou dois prêmios por sua atuação da incrível Rita, que não tem pudores em descer a porrada em Tom Cruise várias e várias vezes.

10. Dia D
A estreia do filme nos Estados Unidos foi em 6 de junho de 2014, o 70º aniversário da invasão da Normandia pelas tropas aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. O longa tem várias similaridades com o evento histórico, inclusive o horário de duas exibições e o clima em Londres quando ele foi exibido.

9. Tom Cruise
O ator teve papel fundamental na produção do filme. Uma semana antes do lançamento de Oblivion, ele já estava envolvido na pré-produção de No Limite do Amanhã. Foi ele quem indicou Emily Blunt para o diretor e quem sugeriu que todos os exoesqueletos fossem reais, nada de computação gráfica. Tom ainda fez todas as cenas de ação, sem ajuda de dublê e pediu que as cenas em que seu personagem morre fossem todas bem humoradas. Tom também torrou 100 mil dólares para dar uma festa em homenagem ao elenco e à equipe, sendo que ele mesmo não participou porque estava em estúdio refilmando algumas das cenas.

8. Patagônia
As cenas que mostram uma represa na Alemanha, na verdade, foram rodadas no Parque Nacional Torres del Paine, no Chile, na região da Patagônia. A represa foi adicionada por computação gráfica.

7. Emily Blunt
Indicada por Tom Cruise para o diretor, Rita foi coordenada por especialistas israelenses e treinou por vários meses com a técnica do krav magá. Apesar de ter feito um treinamento intenso e ser praticante de ioga, o que a ajudou em várias cenas de exercícios, como aquelas em que ela conhece Cage, nada a preparou para usar os exoesqueletos que pesavam 40 quilos, além do armamento, que pesava quase 60. A atriz fez a maioria de suas cenas de ação, mas quando foi preciso refilmar algumas delas, a atriz estava grávida e precisou usar uma dublê.

6. All You Need Is Kill
Baseado no livro de Hiroshi Sakurazaka, All You Need Is Kill, pouca coisa do livro foi transportada para o longa. Apenas três personagens foram mantidos - Cage, Rita e Farell - ainda que radicalmente diferentes dos originais. Mesmo com as mudanças, o autor curtiu a adaptação.

5. Arma branca
Uma das imagens mais impactantes de Rita é vê-la usar uma grande espada no lugar de uma arma de fogo. Apesar de nunca ser explicado no filme, no livro Rita a usa porque ela ficava sem munição durante seus resets no tempo. Assim, se ela ficasse sem munição assim que entrasse no loop, sempre teria sua espada fodona para combater os aliens.

4. Os aliens
Nove empresas diferentes foram as responsáveis pela computação gráfica do filme e pelo design das criaturas. Eles tinham que parece totalmente estranhos e diferentes de qualquer ser vivo da Terra. Assim, eles foram criados com vários tentáculos e com uma aparência mais mecânica, para fugir de qualquer modelo orgânico que já existisse.

3. Minivan
Há uma cena em que Emily está dirigindo com Tom no banco do passageiro. Ela tinha que dirigir rápido e fazer uma curva à direita, mas a atriz perdeu a marca e acabou levando o carro adiante, para uma árvore. Felizmente ninguém se machucou. Quando a equipe chegou ao veículo, encontrou os dois dando risada.

2. Operação Downfall
Esse é o nome da operação que é planejada no filme, mas ela era uma operação real, preparada pelos Estados Unidos para invadir o Japão durante a Segunda Guerra Mundial. A invasão nunca aconteceu já que as bombas nucleares jogadas sobre Hiroshima e Nagasaki levaram à rendição incondicional do arquipélago.

1. Bloody hell!
Em uma das primeiras cenas do filme, um soldado bem jovem grita para Rita: "Bloody hell, it's the Full Metal Bitch!". Esse soldado era o irmão mais novo de Emily Blunt.


Até mais!

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

3 COMENTÁRIOS

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.