Resenha: Arvorada, de Orlandeli

quarta-feira, outubro 25, 2017

Arvorada é uma das mais belas edições da Graphic MSP, que reinventa personagens da Turma da Mônica sob a pena de novos ilustradores e roteiristas. Adoro Pavor Espaciar por seu minimalismo e por ser um enredo de ficção científica na roça e agora também adoro Arvorada pelas luxuriantes páginas de uma história tocante de Chico e uma infância nostálgica que vai arrancar lágrimas de quem estiver lendo.



A graphic novel
Vó Dita chama Chico várias vezes. O ipê-amarelo floriu! E ela quer dividir esse momento com neto. Mas Chico tem um montão de coisas para fazer e acaba deixando para depois. No dia seguinte, quando ele consegue ir até o ipê, ele perdeu todas as frô.


As frô do ipê são como os momentos da nossa vida. Uma hora estão lá e depois se vão, como se nem tivessem existido. Se você não souber aproveitar o exato momento em toda a sua plenitude, ele se vai. Não importa a quantidade de frô no ipê e sim a beleza que você conseguiu enxergar em cada uma delas. Assim, Chico promete que nunca mais vai perder outra florada com ela.

A partir desse dia, Chico começou a aproveitar tudo o que a vida lhe punha na frente. Espremendo cada minuto, sem se intimidar com as dificuldades, vivendo intensamente. Cada cena traçada por Orlandelli é vívida, em movimento, apaixonante, colorida e intensa, como a vida deveria ser. Quando a florada do ipê se aproxima, Chico logo corre para chamar Vó Dita, eles não podem perder. Mas Vó cai de cama, sem conseguir ver as frô.

O título da graphic novel traz um lindo duplo sentido: tanto é um novo dia traduzido para o bom caipirês como é também uma referência à florada do ipê. Você encontra todos esses duplos sentidos nas mensagens transmitidas nas páginas. Chico tem medo por Vó Dita, tem medo do dia seguinte, tem medo do que o escuro pode trazer, tem medo de viver o momento e perder algo ao lado da vó. É inevitável que Chico não lembre de sua irmãzinha que morreu ainda bem pequena e como ele não está pronto para experimentar essa dor de novo. Na verdade, quem está?

Entrelaçado com o dia a dia dele, as lembranças dos ensinamentos da avó aparecem em sua memória e ele muda de atitude em seguinte. E claro, como toda HQ do Chico Bento, as criaturas da roça estão presentes para o medo de nosso caipira mais querido.


Ficção e realidade
Como toda criança urbana, as aventuras de Chico Bento na roça sempre me cativaram. Eu tinha medo das histórias de saci, me divertia com as corridas até as goiabeiras de Nhô Lau e todas as confusões armadas por Giserda e Torresmo. Aquele mundo me era e é totalmente desconhecido, pois minha infância foi em meio ao caos da cidade grande, do trânsito, dos playlands dos shoppings.

Mas ainda me lembro de alguns ensinamentos da minha vó de criação que, sem dúvida, foram muito importantes para a formação do meu caráter. Como quando eu sujei a parede branquinha, recém-pintada, com uma boneca que desenhei a carvão e ela me obrigou a limpar e não me deixou sair dali até deixar a parede limpinha. Eu, aos berros, não queria, claro, mas ela se abaixou na minha frente e disse: "e se fosse com as suas coisas novas, seus brinquedos, você gostaria que alguém sujasse? Você não pode sujar o que não é seu e até o que é seu você tem que tomar cuidado."

Engoli o choro e lavei. Obrigada, vó. ♡


Pontos positivos
O traço e as cores
As criatura da roça, sô!
Lições para a vida
Pontos negativos
Nenhum!


Título: Arvorada
Autor: Orlandeli
Editora: Panini
Ano: 2017
Páginas: 100
Onde comprar: Amazon

Avaliação do MS?
Amo essa edição e irei protegê-la, além de indicar para qualquer pessoa. Assim que der, adquira. Se você já tem, leia de novo. A correria do dia a dia nos faz esquecer dos momentos mais singelos, do prazer nas coisas mais simples, de apreciar o ipê florido ali na praça. Não deixe esses momentos se perderem no vento como as frô do ipê. Leitura obrigatória e indicada para toda a tripulação da capitã. ♡

Inté mais, sô!

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

1 comentários

  1. Acho que tenho quase todas as Graphics MSP, e também amo Pavor Espaciar, tenho xodozinho por ela. Concordo com você, Arvorada é luxuriante e tocante!!! Essa HQ faz a gente pensar no que aprendemos com nossas avós, emociona, enternece demais. Adorei sua resenha, me deu vontade de reler e concordo que é um obra sem "Nenhum!" ponto negativo.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Curta no Facebook

Viajantes