Resenha: Corte Súbito, de Sandra Brown

sábado, janeiro 25, 2014

Fiquei de saco cheio da ficção científica e fantasia em algum momento de novembro e peguei este livro para ler. Queria um thriller policial, alguma coisa cativante, algo sexy, com mistério e acertei em cheio. Sandra Brown conseguiu criar um enredo que guarda surpresas até o final, além de ter feito personagens profundos e muito interessantes.





O livro


O empresário Paul Wheeler sai de um quarto de hotel, acompanhado de Julie Rutledge, uma amiga íntima e, até onde se sabe, sua amante. Ambos entram no elevador, onde mais três pessoas descem até o térreo. Em um dos andares, um assaltante encapuzado pede as joias e os relógios. Todos estão no chão, fazendo o que o ladrão pede. Paul diz que ele já tinha o que queria e que deveria deixá-los em paz e então leva um tiro na cabeça. A família fica chocada, mas Julie tem um suspeito desde o início: o sobrinho de Paul, Creighton Wheeler, um fanático por cinema, que vive às custas da fortuna da família.


Derek Mitchell volta de Paris e se interessa por uma jovem muito bonita e atraente no seu voo. Os dois se envolvem e acabam transando no banheiro do avião. Mas quando pousam, ela está fria, distante e diz que ele foi vencido. Sem entender nada, Derek resolve trabalhar. Ele é um conhecido advogado, famoso por sua eloquência e poder defender marginais que a sociedade previamente condenou. Derek é dono de um prestigiado escritório de advocacia, procurado pela família Wheeler para cuidar do assassinato de Paul, caso seja preciso por conta das circunstâncias do caso.

De início, você não percebe como estes personagens tão diversos vão acabar se encontrando. Mas a trama criada por Sandra prende do início ao fim. Não apenas pelo mistério por trás deste e de outros assassinatos, mas pela personalidade doentia de Creighton, que é repulsivo até o último fim de cabelo, e a suspeita que recai sobre Julie Rutledge, dona de uma refinada galeria de arte. Derek se vê no meio desta trama, envolvido sexualmente com Julie e juridicamente com o caso Wheeler. Em alguns momentos, você não sabe mais quem pode ser o culpado. Pode ser qualquer um.

O que torna o livro tão interessante é a profundidade dada a cada personagem. Até Maggie, a cadela Labrador de Derek, sua companheira inseparável mesmo no trabalho, aparece de maneiras incrivelmente sensíveis. O livro tem um tropeço aqui e ali, uma cena meio longa, mas é um enredo de mistério, crimes, surpresas e revelações homeopáticas, ou seja, o jogo não é entregue logo de cara. Para os fãs de mistério é um prato cheio. Além disso, é um livro sexy, um livro sensual, com passagens quentes e descrições super sensuais dos eventos.


Ficção e realidade
Vilões como Creighton Wheeler podem parecer surreais, mas tivemos nossos exemplos cruéis de assassinos sem escrúpulos para chegar onde queriam. Creighton é mais um que visa brincar com as pessoas, brincar com as autoridades e assim sair ileso de cada uma delas, revivendo ótimos momentos do cinema. Ele é formado em cinema e é um fanático, colecionando DVDs e assistindo seus diretores prediletos várias vezes. Gosta de estar na pele dos personagens favoritos de maneira doentia.


Também é um livro quente, com passagens sensuais para quem está cansado da literatura séptica e puritana que andamos vendo. Achei um livro próximo da realidade das relações pessoais e humanas, mostrando como as pessoas podem ser passionais, como podem agir por impulso ou então pensar friamente.


Pontos positivos
Enredo bem construído
Personagens cativantes
Crime e investigação
Pontos negativos

Algumas cenas longas demais

Título: Corte Súbito
Autor: Sandra Brown
Editora: Rocco
Páginas: 400
Onde comprar: Grandes livrarias


Avaliação do MS?

Um livro quente, intrigante, sensual, com um enredo criminal onde você não sabe quem é o assassino, o pêndulo oscila para os personagens o tempo todo. Personagens estes que são instigantes, com uma profundidade que vi em poucos autores. Recomendo a leitura para quem quer fugir um pouco do mais do mesmo. Quatro aliens.


Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris