Resenha: Turma da Mônica - Laços, de Vitor e Lu Cafaggi

sábado, novembro 23, 2013

Enquanto aguardo ansiosamente pela quarta graphic novel do universo da Turma da Mônica, Piteco - Ingá, resolvi completar a coleção e comprei o segundo volume da série, Laços. Ainda farei a resenha de Magnetar. Laços é uma história graciosa, com amor, aventura, amizade e companheirismo em cada página. Você nem precisa ser um leitor assíduo de Turma da Mônica, porque Laços é completo.



A graphic novel
Depois de mais um plano "infalível" dar errado e de tomar um pequeno cacete da Mônica, Cebolinha chega em casa e percebe que alguma coisa aconteceu. Sua mãe está inconsolável e quando ele pergunta o que houve descobre que seu cachorrinho de estimação, o Floquinho, desapareceu. Ela deixou o portão aberto por alguns minutos e foi o suficiente. O Seu Cebola saiu de carro para procurar por ele e nada.


Cebolinha vai dormir, mas se recusa a sair do quarto no dia seguinte. Está triste, deitado na cama, sem querer comer, nem ver ninguém. Seus amiguinhos vão vê-lo, Cascão, Mônica e Magali, numa tentativa de animá-lo. Seu desânimo continua, até que Cascão o instiga a criar um plano para encontrar o cachorrinho, afinal este não parecer ser o Cebolinha que todo mundo conhece. Vendo que isso faz sentido, ele se dispõe a traçar um plano de ação para procurar Floquinho.

De posse de vários cartazes, eles saem pelo bairro do Limoeiro e espalham a imagem do cachorrinho verde por muros, postes e dão nas mãos das pessoas em busca de pistas. Eles chegam a topar com um bando de valentões que zombam do nome do bichinho até que Mônica e Sansão entram na conversa e eles tomam uma bela sova da baixinha e dentuça. Mas a surra surtiu efeito: eles juram de pé junto que viram um cachorro que bate com a descrição no Parque das Andorinhas. A partir daí, os quatro amiguinhos se preparam - Magali, obviamente, só pensa na comida - e partem rumo ao parque e a perigos que eles nem pensam em enfrentar.

Floquinho chega à casa dos Cebolas.

Esta é uma história de amizade e companheirismo. Vitor e Lu Cafaggi conseguiram colocar muito amor em cada traço gracioso e na escolha das cores. Logo no começo, temos um vislumbre de como o Floquinho chegou na casa dos Cebolas e como um pequenino Cebolinha se encantou pelo filhotinho verde. Tudo é desenhado com tanto esmero, com tanta ternura que é difícil não se emocionar com as cenas ali retratadas. Vítor foi o responsável pelos traços esmerados, mas Lu, sua irmã, foi a responsável pelo tom certo das cores e pelo bom gosto no uso da paleta, dando um ar um tanto vintage, saudosista a cada quadro.

A própria personalidade de cada um dos quatro personagens foi bem retratada, cada um peculiar e encantador a seu modo. Não poderia imaginar um melhor traço para reimaginar essa turminha fofa. E tudo isso enlaçado em um enredo assustadoramente simples, mas que nos remete uma profundidade devido à intimidade e amizade dos personagens e no comprometimento um com o outro na busca pelo cachorrinho perdido. Mesmo com as estripulias de Cebolinha e Cascão, às avessas com a Mônica, o que vemos em Laços é amor, puro e simples.

Magali, Mônica, Cebolinha e Cascão.

Ficção e realidade
Eu achei que Laços é um verdadeiro tributo não só à Turma da Mônica, mas também um tributo à amizade, ao amor, aos laços invisíveis que unem os seres humanos uns aos outros. No melhor estilo dos anos 80, tendo como exemplo Conta Comigo, Laços nos apresenta quatro amigos que, mesmo com as traquinagens infantis, se mantém unida para ajudar um dos coleguinhas.

O esmero em todas as edições das graphic novels deve ser elogiado, pois em Laços a Magali aparece em uma das sequências usando um vestido verde, vestidinho que ela usava no antigo álbum de figuras da Turma da Mônica, de 1986. No final de cada edição, existe um making off e os bastidores da produção e da elaboração, além da ficha de cada autor. É muito gostoso saber o quanto eles se dedicaram para trazer algo tão deliciosamente bem feito, homenageando não apenas à turminha como também seus fãs de décadas.


Pontos positivos
Leitura fácil, amigável
Aventura da Turminha
Amizade, amor e companheirismo
Pontos negativos

Nenhum!

Título: Turma da Mônica - Laços
Autor: Vitor e Lu Cafaggi
N.º de páginas: 82
Editora: Panini
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
Impossível ficar sem esta graphic novel na sua estante. Bem feita, com um enredo amoroso, gracioso e emocionante, Laços é um tributo à Mônica e seus amiguinhos, ao amor e à amizade, e a toda uma legião de fãs que acompanhou os passos e as confusões destes personagens cativantes desde sempre.

Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris