10 coisas que você não sabia sobre O Milagre Veio do Espaço

Um dos filmes de comédia e de ficção científica mais queridinhos dos anos 1980 é este! Campeão do Cinema em Casa, o O Milagre Veio do Espaço (1987) fala de um prédio no subúrbio de Nova York onde seus moradores estão prestes a ser despejados para a construção de um mega conjunto de edifícios modernos. Os moradores tentam desesperadamente impedir o despejo e a destruição das memórias, mas o milagre virá, literalmente, do espaço, quando pequenas naves alienígenas inteligentes resolvem fazer do prédio um lar temporário.




10 coisas que você não sabia sobre O Milagre Veio do Espaço


Dirigido por Matthew Robbins, o longa contou com 25 milhões de dólares de orçamento, tendo arrecadado tímidos 65 milhões de dólares em bilheteria, ainda que tenha sido uma das mais rentáveis no dia de sua estreia, em 18 de dezembro de 1987.


10. Amazing Stories
Originalmente, o roteiro do filme era para ser um episódio de Amazing Stories, série criada e produzida por Steven Spielberg que foi ao ar entre 1985 e 1987. Mas ele gostou tanto da ideia de pequenas navezinhas auto-replicantes do espaço que decidiu transformá-la em um longa para o cinema.


9. Casal
O casal de idosos que protagoniza o filme, Frank e Faye Riley, donos da lanchonete no térreo do prédio, eram casados na vida real. Hume Cronyn e Jessica Tandy atuaram juntos em diversos filmes e ficaram casados por 52 anos. O casal pode ser visto no filme Cocoon (1985), também interpretando um casal. O primeiro trabalho juntos foi em Anos de Ternura, de 1946.


8. Memórias
É possível ver várias fotos do casal Frank e Faye pelas paredes do apartamento, na lanchonete e no começo do filme. As fotos são de Hume e Jessica em vários momentos de sua vida.


7. Trilha sonora
Durante o filme é possível ouvir algumas passagens de jazz que depois foram reaproveitadas em Cocoon, o Regresso (1988) e em Querida, Encolhi as Crianças (1989). Os três filmes têm produtores em comum.


6. Título
O título do filme é dito duas vezes no longa. A primeira é na televisão em uma propaganda. E a segunda vez é quando o terceiro bebê de latinha nasce e não parece ter reação.


5. Discos voadores
Os disquinhos voadores foram criados e operados por Brad Bird, que trabalhou em O Gigante de Ferro (1999) , nos dois filmes de Os Incríveis (2004 e 2018) e Ratatouille (2007). O Milagre Veio do Espaço foi seu primeiro filme como animador. Ele também dirigiu Missão Impossível - Protocolo Fantasma (2011). Os disquinhos eram operados principalmente pela técnica de stop motion. Poucos efeitos por computação gráfica foram feitos devido ao alto custo, como a cena em que vários discos descem voando pelos céus.


4. RIP
Mais da metade do elenco principal do filme já morreu. Michael Carmine, que interpreta o vilão, morreu em 1989. Jessica Tandy faleceu em 1994 e seu marido, Hume Cronyn em 2003. Elizabeth Peña, a moradora grávida do prédio, morreu em 2014. Michael Greene, um dos vilões que quer derrubar o prédio, faleceu em janeiro de 2020.


3. Demência
Vemos no filme que Faye sofre de demência, provavelmente por conta da idade e precisa de constante supervisão. Mas ela também sofre de estresse pós-traumático, pois o único filho do casal, Bobby, morreu em um acidente de carro e a empurrou para uma doença mental relacionada ao trauma. Quando ela é confrontada por Carlos e ele menciona um carro, ela cai na real e se lembra da morte do filho.


2. Sonda de von Neumann
Os disquinhos voadores foram criados pela Industrial Light & Magic. Ainda que no filme não saibamos a origem deles, sabemos que eles são Sondas de von Neumann. Uma Sonda de von Neumann seria uma espaçonave autorreplicante, projetada para investigar um alvo determinado no universo e transmitir as informações obtidas de volta para seu sistema de origem. O nome faz referência ao físico húngaro-americano John von Neumann. No filme, os dois disquinhos "adultos" são Kilowatt e Carmen, enquanto os bebês são Wheems, Jetsam e Flotsam.


1. Locação
Os produtores começaram a buscar um local para as gravações ainda em 1984. Precisavam de um edifício solitário em meio a um grande terreno em ruínas e ainda precisavam alugar pelo tempo necessário para rodar o filme. A locação acabou sendo Entre a Avenida C e a Rua 8, em Nova York, no Lower East Side. O prédio foi demolido pouco depois da estreia do filme e a área revitalizada.



Até mais! 🛸


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.