10 coisas que você não sabia sobre Apollo 13

Apollo 13: Do Desastre ao Triunfo (1995), ou só Apollo 13 para os íntimos, é um excelente filme que retrata os acontecimentos da missão Apollo 13 rumo à Lua. Enquanto o desinteresse do público indica que a população já estava "acostumada" com viagens à Lua, o desastre acabou se tornando uma das missões mais bem sucedidas da NASA ao trazer os três astronautas - Jim Lovell, Jack Swigert e Fred Haise - são e salvos para casa.

10 coisas que você não sabia sobre Apollo 13



Dirigido por Ron Haward, o filme teve 52 milhões de dólares de orçamento e faturou nas bilheterias cerca de 356 milhões. A produção adaptou algumas partes da missão original, mas os críticos aplaudiram a precisão científica do longa, bem como os atores e suas interpretações dos astronautas originais.


10. Vomit Comet
Para saber como é a sensação de microgravidade, Bill Paxton, Tom Hanks e Kevin Bacon embarcaram num voo do "Vomit Comet" (KC-135), avião da NASA utilizado para tais simulações, e ficaram bastante orgulhosos por não terem passado mal. Já o câmera não teve tanta sorte assim; ele vomitou em cima de Kevin Bacon.


9. 612
Para fazer as cenas em microgravidade, o avião da NASA precisou fazer 612 mergulhos que duravam aproximadamente 25 segundos por vez e esse era todo o tempo que os atores tinham. Algumas cenas foram combinadas com os atores simulando a falta de peso, com a câmera virada em ângulos estranhos para dar a sensação de falta de "em cima e embaixo".


8. Clint Howard
Ron Howard curte colocar seu irmão, Clint, em vários de seus filmes como O Grinch e A Luta pela Esperança. Em Apollo 13 ele é um dos técnicos de lançamento da missão. Clint também é tio da atriz Bryce Dallas Howard, filha mais velha de Ron. Em 1998, Clint ganhou o Lifetime Achievement Award da MTV pela sua aparição, ainda que breve, em um monte de filme de Hollywood. Ron também colocou o pai, o veterano ator Rance Howard, para interpretar o padre que conforta a família Lovell em casa.


7. Isso é real?
Quando o filme estreou, Ron Howard pediu que as pessoas escrevessem suas críticas sobre o filme. A maioria foi bastante positiva, mas uma arrancou risadas da produção e do diretor, pois a pessoa disse que era impossível que alguém sobrevivesse caso fosse uma missão real. A pessoa não sabia que a história da Apollo 13 aconteceu de verdade.


6. U.S.S. Iwo Jima
Quando os astronautas são resgatados e levados à bordo do U.S.S. Iwo Jima, Tom Hanks cumprimenta um oficial da marinha, enquanto narra os últimos eventos. O oficial é o Jim Lovell original, que aceitou o convite de Ron Howard de aparecer no filme. Originalmente seu papel era de almirante, mas Jim disse: "me aposentei como capitão, então serei capitão". Ele até usou seu antigo uniforme. Jim achava que Kevin Costner era mais parecido com ele do que Tom Hanks.


5. Febre
Vemos no filme que Fred Haise reclama que Jack Swigert deve ter passado alguma doença venérea para ele, pois o astronauta está com febre alta. Haise de fato ficou doente, com uma infecção urinária, causada pelo tubo de urina que os astronautas usavam à bordo.


4. Retrato fiel
Para interpretar o casal Jim e Marilyn Lovell, Tom Hanks e Kathleen Quinlan visitaram o casal em sua residência, no Texas. Marilyn disse que Tom Hanks interpretou com perfeição todos os maneirismos de Jim, até o jeito de andar. E ela de fato perdeu a aliança no chuveiro, mas depois a encontrou. Ed Harris e todos os atores do controle da missão fizeram curso para o filme na Flight Controller School, estudaram vídeos, transcrições de rádio e tiveram um curso rápido de astrofísica.


3. Frio
Ron Howard queria que o público soubesse, exatamente, como era a sensação de estar dentro da nave, voltando para a Terra, tendo que economizar energia das baterias para sobreviver. A fumacinha que vemos na boca dos atores era real. A cápsula e o estúdio eram mantidos a 1°C para as filmagens.


2. Fala nunca dita
Gene Kranz, chefe da missão, interpretado por Ed Harris, delega funções e dá ordens no ápice da crise para encontrar uma solução para a Apollo 13 e termina com "Failure is not an option!" (Fracasso não é uma opção!). Ele na verdade nunca disse isso, mas gostou tanto da frase que ela virou o título de sua autobiografia, lançada em 2000.


1. Houston, we have a problem
Uma das 100 cenas mais impactantes do cinema, a frase não foi dita tal como aparece no filme. Jack Swigert foi o primeiro a ver o aviso de alerta e a dizer "Okay, Houston, we've had a problem here". O controle de missão então pediu que ele repetisse a última frase e então Jim Lovell respondeu: "Uh, Houston, we've had a problem" num tom bem menos dramático do que aquele do longa. Ron Howard mudou de "we've had" para "we have" para mostrar que o problema não tinha acabado e por fim a frase pegou.


Até mais! 👨🏼‍🚀


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.