10 coisas que você não sabia sobre Viagem Insólita

Viagem Insólita (1987) é um dos meus filmes favoritos da Sessão da Tarde! O tenente Tuck Pendleton (Dennis Quaid) participa de um experimento de miniaturização, mas ao invés de ir parar no corpo de um coelho, ele acaba injetado no corpo de um atrapalhado e hipocondríaco caixa de supermercado, chamado Jack Putter (Martin Short). Começa então uma corrida para salvar o tenente, antes que ele fique sem oxigênio e uma corrida pela tecnologia de miniaturização.




Dirigido por Joe Dante, o filme foi um fracasso nos cinemas. Tendo custado cerca de 25 milhões de dólares, ele faturou apenas 27 milhões em bilheteria. Ainda assim, o filme ganhou um Oscar da Academia, em 1988, por Melhores Efeitos Visuais. Mesmo tendo ido tão mal nas bilheterias, o filme tem boas avaliações da crítica especializada, com 82% de aprovação no Rotten Tomatoes.

10. Roteiro original
Quando o diretor leu o roteiro original, que era um filme de espiões estilo scifi, ele detestou a ideia. O enredo então foi reescrito, de drama para comédia. O roteiro foi entregue a Steven Spielberg, que o ofereceu a Robert Zemeckis, que por sua vez se recusou a dirigir. Spielberg então ofereceu a Dante novamente, que achou a ideia de uma comédia de scifi muito mais legal.

9. Fracasso
A primeira exibição do filme para os executivos da Warner Bros. foi bastante positiva. Eles ficaram animados com o longa e esperavam que ele fosse um grande sucesso nos cinemas, assim como tinha sido Gremlins (1984), outro filme em que Joe Dante esteve envolvido, junto de Steven Spielberg. O filme foi lançado no feriado de 4 de Julho, mas o estúdio não se esforçou na divulgação e no marketing, o que fez as vendas de ingressos serem bem baixas.

8. "Spectral Recording"
Este foi o primeiro filme comercial lançado com o sistema Dolby Stereo "Spectral Recording" (SR), que é uma melhoria no sistema de redução de ruído que substituiu o sistema Dolby "A-type", usado durante décadas por todos os profissionais de áudio.

7. Viagem Fantástica
O roteirista admitiu que uma grande inspiração para o filme foi o filme original de 1966, Viagem Fantástica. Em uma tela no laboratório, durante a miniaturização de Tuck Pendleton, é possível ver seis hexágonos interligados, que formam o símbolo de "Combined Miniature Deterrent Forces", ou CMDF, que também foi usado no filme de 1966.

6. Soluço
Quando Jack está indo para o espelho para que Pendleton possa olhar para sua cara, um soluço previamente gravado por Mel Blanc, que foi usado em vários desenhos da Warner Bros, pode ser ouvido. Martin Short tinha dificuldade de soluçar e o jeito foi usar um cenográfico.

5. Laboratório
No laboratório de miniaturização, antes de Tuck entrar no módulo, os técnicos que vemos trabalhando são especialistas de verdade, não atores. O diretor acreditava que atores não conseguiriam passar com propriedade o ambiente de trabalho para a audiência.

4. O Incrível Homem que Encolheu
O ator William Schallert interpreta o médico que atende o hipocondríaco Jack Putter. Essa foi uma piada interna do diretor, já que William interpretou um médico em O Incrível Homem que Encolheu (1957).

3. VHS
Apesar de ter sido um fracasso de bilheteria, o filme foi um sucesso nas locadoras. Foi um dos grandes sucessos em VHS no final dos anos 1980 e continuou por muitos anos depois disso, até porque foi um dos primeiros VHS em widescreen lançados no mercado.

2. Perspectiva
Para filmar os vilões 50% menores do que o tamanho original, a equipe de efeitos teve que construir um carro duas vezes mais longo que um veículo original, filmando os atores em perspectiva com Meg Ryan e Martin Short na frente. O carro cenográfico tinha 6 metros a mais que um carro comum.

1. Casório
No filme, os personagens de Dennis Quaid e Meg Ryan vivem uma relação tumultuada até que eles se casam. Na vida real, os atores se conheceram nos sets e se casaram de verdade em 1991, divorciando-se em 2001. O casal tem um filho, o também ator Jack Henry, que interpretou Marvel, um dos tributos em Jogos Vorazes.


Até mais!

Leia também:
The fantastic voyage of Innerspace -Tor.com

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.