Resenha: Jogos Vorazes - A Esperança, Parte 1 (2014)

E hoje foi a estreia mundial de Jogos Vorazes - A Esperança, Parte 1! Não sou muito fã de livros partidos em dois, porém diante da complexidade de eventos que ocorre no último livro da trilogia, eu até entendo o porque da divisão. Sim, ele estreou, primeiramente, no Brasil, o rei da pirataria na internet e estreia nos Estados Unidos no dia 21! Este não é um filminho de romance adolescente. É um filme violento, tenso, uma revolta contra um poder opressor.



Leia também: Jogos Vorazes - Em Chamas (2014)

O filme
Katniss luta contra a loucura. Ela tenta se manter sã enquanto está no Distrito 13, o distrito que tinha sido, supostamente, destruído pela Capital décadas atrás. Separada de Peeta, de Johanna, ela luta para manter a sanidade naquele lugar fechado e claustrofóbico que é o bunker do Distrito 13. Sua irmã Prim, sua mãe e Gale estão a salvo, mas ela não entende o que querem dela, nem o que está acontecendo lá fora. Quando a presidente Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymor Hoffman) tentam fazer dela o símbolo da rebelião, o tordo que todos devem seguir, ela se recusa.

Vocês deveriam ter resgatado Peeta!

Katniss


Resenha: Jogos Vorazes - A Esperança, Parte 1 (2014)


Só quando ela vê a destruição do Distrito 12, seu antigo lar, quando vê os esqueletos calcinados nas ruas, quando se vê pisando em crânios (cena muito forte) é que ela, finalmente, compreende a desgraça que se abateu sobre a vida de todos. De volta ao Distrito 13, com Buttercup e algumas coisas de sua casa, é Prim quem abre seus olhos. Katniss é o Tordo. O que ela quiser, as pessoas vão fazer. Katniss então dá um ultimato à presidente Coin: se ela não resgatar Peeta Mellark, Johanna Mason e Annie Cresta das mãos da Capital na primeira oportunidade, é bom ela começar a procurar por um novo Tordo.

A partir daí começa a campanha que o 13 quer, de Katniss ser um símbolo que una os Distritos contra o poder da Capital que usa Peeta como propaganda e como uma maneira de atingir Katniss. O presidente Snow sabe que ela se importa mais com a vida dele do que com sua própria e explora isso ao máximo. Vemos o quanto aquilo está custando a Peeta ao ver sua fisionomia mudar de uma entrevista a outra. A Capital está destruindo Peeta e todos os outros.

Enquanto isso, o presidente Snow decreta que todos aqueles que estiverem sequer portando o símbolo do tordo serão condenados à morte por traição. As execuções em praça pública aumentam (mais cenas tensas). A população é governada pelo terror, mas a presença de Katniss nas telas os enche de esperanças e eles começam a se organizar contra a Capital. Estão se sacrificando pela revolução. Mas isso tem um custo. A Capital bombardeia um hospital repleto de feridos, homens, mulheres e crianças, do Distrito 8.

Esqueça os espetáculo colorido que eram as apresentações para os Jogos nos outros dois filmes. Esqueça o glamour das roupas e o colorido dos cenários e de Caesar Flickerman. O Distrito 13 é um lugar de provação e onde tudo é contado, já que eles trabalham no limite. Por viverem isolados em um bunker é fácil propagar doenças em um ambiente desses, o que fez com que o complexo perdesse todas as suas crianças. Cinza é a cor dominante em tudo. Katniss está mais amarga, triste e irada do que antes. Ela nunca quis que a situação chegasse onde chegou, mas agora não tem mais como não lutar.

O filme intercala momentos parados e tensos com momentos de ação. Isso pode incomodar algumas pessoas que estejam esperando um filme mais intenso, mas estes momentos mais parados são necessários. Pense nisso como a calmaria antes da tormenta, pois a parte 2 será ainda mais tensa, mais explosiva e intensa do que este filme. Finnick Odair se mostra profundamente perturbado e sensível a tudo o que está acontecendo, vemos os tributos, os heróis de Panem, quebrados e feridos. A própria presidente Coin diz para Plutarch:

Os jogos destruíram Katniss.

Presidente Coin


Ficção e realidade
Jogos Vorazes é visto com um torcer de narizes por boa parte do público mais velho e fã de ficção científica. O Efeito Crepúsculo acabou baixando um padrão negativo sobre todas as obras de YA (young adult) que se seguiram. Elas acabam estigmatizadas antes mesmo de serem lidas e conhecidas. Esqueçam Crepúsculo, minha gente, Jogos Vorazes é uma obra com um conteúdo muito pesado e que remete a várias reflexões da parte dos adolescentes. Se os personagens fossem todos adultos, essa galera não sentiria diferença alguma.

A Esperança, Parte 1


Temos vários estereótipos quebrados na trilogia, como um núcleo predominantemente feminino (Katniss, mãe e Prim), e uma heroína que não quer os refletores, ela quer apenas poder alimentar sua família. A violência e os conflitos em JV são maiores que aqueles de 1984, por exemplo. E se muita gente tem medo de "romancezinho" no filme, a própria Katniss já explicou que não tem tempo de pensar nisso. Elas apenas quer proteger as pessoas que ama e quer que a Capital caia.

É um cenário bem ao contrário de outros livros de YA onde a moça coloca todo mundo em perigo por causa de um boy. Jogos Vorazes não tem isso, pois a obra trata da indústria do espetáculo, de um poder opressor e da luta pela liberdade e pela democracia.


Pontos positivos
Ótimos efeitos especiais
Cenários caóticos
Katniss

Pontos negativos
Momentos lentos




Título: Jogos Vorazes - A Esperança Parte 1
Título original: The Hunger Games: Mockingjay - Part 1
Saga Jogos Vorazes
1. Jogos Vorazes, O Filme
2. Jogos Vorazes - Em Chamas
3. Jogos Vorazes - A Esperança, Parte 1
4. Jogos Vorazes - A Esperança, Parte 2
Direção: Francis Lawrence
Duração: 125 minutos
Ano de Lançamento: 2014
Onde ver? estreou no Brasil em 19 de novembro de 2014.


Avaliação do MS?

O filme é obrigatório para todos os fãs de Jogos Vorazes. Marca uma nova fase de Katniss e dos outros tributos, uma nova fase na luta contra o poder da Capital, um momento mais perigoso do que os anteriores. Os Jogos Vorazes foram feitos para manter a população acomodada, quieta em seu canto, mas os tributos vão mostrar que eles podem se levantar contra o massacre e a favor da liberdade. Vá ao cinema correndo!


MUITO BOM!

Até mais!

Você sobrevive à arena, mas quando sai vira um escravo.

Finnick Odair



Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.