Resenha: A Menina do Outro Lado, Vol. 1, de Nagabe

Nunca fui uma ávida leitora de mangás. Não sei bem porque; algo a ver com o formato ou porque fiquei empapuçada de Cavaleiros do Zodíaco. Por isso que quando chegou A Menina do Outro Lado eu fiquei receosa de não gostar do que leria naquelas páginas. Ainda bem que me surpreendi e me apaixonei por Shiva e Sensei.



Parceria Momentum Saga e
editora DarkSide



O mangá
O mundo onde caímos é um mundo dividido. Nele existem as pessoas normais e os seres amaldiçoados. Fora da cidade, vivem Shiva, uma menininha, e uma criatura, Sensei, meio animal, meio humana, mas que não pode ser tocado. As pessoas normais que vivem dentro da cidade morrem de medo de serem amaldiçoadas. Já notamos algo de diferente por ver Shiva vivendo fora dos muros urbanos, recebendo ordens diretas de Sensei, como o de nunca tocá-lo nem de sair sozinha pela floresta.

Resenha: A Menina do Outro Lado, Vol. 1, de Nagabe

Essa dupla improvável convive muito bem, o que seria um choque para qualquer pessoa da cidade. Mas Shiva está ansiosa pelo retorno da tia que não vê há muito tempo e espera que Sensei a ajude a encontrá-la. Notamos que Sensei se esquiva como pode das perguntas irritantes da garotinha, mas ela é isso, uma menininha, que não entende direito o mundo em que vive e que não tem noção do que está se passando, ainda que a gente, ao ler, também não tenha bem ideia.

O relacionamento desses dois é muito fofinho de acompanhar. Por mais que Sensei diga que é amaldiçoado e não pode ser tocado, ele é responsável, cuida de Shiva, cuida da casa, se preocupa até em fazer uma torta para ela, mesmo que não dê muito certo. Notamos que a inocência de Shiva é um fio condutor da relação dos dois, mesmo com a aparência ameaçadora de Sensei, mesmo que nós, enquanto estamos lendo, percebamos que ele está de alguma maneira relacionado com a maldição que habita fora dos muros da cidade.

A dupla vive na floresta, em uma casa simples, mas bem cuidada. Mas para terem suprimentos básicos, eles precisam ir até a vila mais próxima e de lá tirar o sustento. Andar por aí não é muito seguro, Sensei avisa Shiva diversas vezes dos problemas de andar sozinha. Eles cortam lenhas juntos, fazem chás juntos, ainda que Sensei não possa sentir gosto nem comer nada.

Dualidade é a palavra certa para descrever A Menina do Outro Lado: bem e mal, animal e humano, fora e dentro, preto e branco. Com a convivência pacífica entre Sensei e Shiva temos todas essas questões de vivência se desenvolvendo ali no dia a dia deles, na esperança de Shiva de ver sua tia mais uma vez, ainda que já saibamos que não é bem assim que as coisas acontecem.

A edição da DarkSide é em capa dura, bem acabada, sem erros de digitação ou diagramação. A tradução de Renata Garcia foi feita diretamente do japonês e antecipando a doidice das leitoras pelo segundo volume da série, ele já está em pré-venda!


Ficção e realidade
Em tempos como o nosso, é revigorante ler uma obra que ressalte a importância de se tolerar o que é diferente. Tudo o que é visto como anormal é visto como amaldiçoado. Portanto, a única saída nestes casos, é a morte desses seres. No que isso defere do nosso mundo atual? Shiva nos mostra que não só é possível viver ao lado do que é diferente como ambos podem mutuamente se ajudar e se amar. A floresta é escura e cheia de sombras, mas eles são aquele ponto de luz na escuridão que diz que sim, é possível.

Nagabe

Nagabe é um aclamado mangaká, formado em Artes Visuais pela universidade de Musashino, no Japão e um dos mais bem-sucedidos novos autores dos quadrinhos japoneses.


Pontos positivos
Capa dura
Sensei e Shiva
Muito fofo!
Pontos negativos

Acaba rápido!
Preço

Título: A Menina do Outro Lado
Título original em japonês: とつくにの少女 - Siúil, a Rún
Autor: Nagabe
Tradutora: Renata Garcia
Editora: DarkSide
Páginas: 176
Ano de lançamento: 2019
Onde comprar: na Amazon e na loja oficial da editora DarkSide, com direito a dois pôsteres exclusivos


Avaliação do MS?
Fico bastante feliz de ser surpreendida como fui neste volume de A Menina do Outro Lado. Uma história cativante, personagens adoráveis e uma belíssima discussão sobre tolerância e amor. Mal posso esperar pelo segundo volume! Quatro aliens para o mangá e uma forte recomendação para você ler também!

MUITO BOM!

Até mais! 🌸

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

1 Comentário

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.