10 coisas que você não sabia sobre Galaxy Quest

domingo, agosto 20, 2017

Galaxy Quest ou Heróis Fora de Órbita (terrível, eu sei) se tornou um clássico imediato da ficção científica e uma das mais conhecidas comédias do gênero. Acolhido pelos fãs de Star Trek como uma paródia bem feita e muito bem humorada, foi acolhida também pelos não-trekkers, como um dos melhores filmes do gênero. Os atores de uma cultuada série de televisão - Galaxy Quest - acabam envolvidos em uma aventura interplanetária em uma nave de verdade, baseada no show que protagonizaram.

10 coisas que você não sabia sobre Galaxy Quest



O filme custou aproximadamente 45 milhões de dólares, tendo arrecadado tímidos 90 milhões mundo a fora, mas logo se tornou um cult entre os fãs. Dirigido por Dean Parisot, ele estreou em 1999 nos Estados Unidos e em 2000 no Brasil. Uma sequência estava sendo planejada, mas foi engavetada com a morte súbita do ator Alan Rickman, em janeiro de 2016. Mas o reboot pela Amazon está caminhando e já conta com um roteirista.

10. Não era pra ser comédia
O diretor e o próprio ator Tim Allen revelaram em entrevistas que o filme era muito mais violento, com muito mais drama. Porém testes com a audiência mostraram que eles deveriam enfatizar na paródia escrachada ao invés de tentar explorar luta e dor. A mudança acabou influenciando o linguajar dos atores: palavrões foram removidos. Pode reparar na cena dos amassadores que Sigourney Weaver fala "Fuck that!", mudado para "Screw that!". Os atores precisaram dublar todos os palavrões.

9. Documentário falso
Um falso documentário sobre o "aniversário" de 20 anos do primeiro episódio de Galaxy Quest foi criado e apresentado pelo canal E! em 1999. Os atores interpretam seus personagens dando entrevista e falando dos bastidores da série. Você pode assistir pelo Youtube e ver Alexander Dane (Alan Rickman) sem sua maquiagem do Dr. Lazarus.

8. Website
Embora Galaxy Quest não tenha sido o primeiro filme a ter um site próprio, a página "oficial" do filme foi feita para parecer um site feito por fãs, com cenas capturadas dos episódios e um HTML amador. A página original está fora do ar, mas fãs criaram uma página alternativa, a GalaxyQuest.tv.

7. Sete de Nove
Gwen DeMarco lamenta, no começo do filme, que sua entrevista ao T.V. Guide tinha "seis parágrafos sobre os meus peitos e como eles cabiam no meu uniforme". Isso aconteceu de verdade, mas a personagem era Sete de Nove, de Star Trek Voyager.

6. Sarris
O grande vilão do filme, Sarris, foi nomeado para tirar sarro do crítico de cinema Andrew Sarris, que uma vez esculachou o filme do produtor Mark Johnson, Um Homem Fora de Série (1984). O tapa-olho de Sarris foi inspirado no personagem de Christopher Plummer, o General Chang em Jornada nas Estrelas VI - A Terra Desconhecida (1991).

5. A ponte
A ponte da Protector foi construída em cima de uma plataforma móvel para dar realismo às cenas de batalha, ao invés de mandar os atores se chacoalharem em conjunto. Da primeira vez que foi testada, porém, ninguém foi avisado. Todos os atores caíram no chão e duas lâmpadas despencaram do teto.

4. Monstro de pedra
O monstro de pedra que parte pra cima de Jason Nesmith foi uma piada a William Shatner, que desesperadamente queria colocar monstros de pedra numa cena de luta em Jornada nas Estrelas V - A Última Fronteira (1989). Por falta de verba, ele não conseguiu. Outra piada com Shatner é o fato de Jason ficar sem camisa durante a luta, algo que sempre acometia o capitão Kirk.

3. Os atores de Star Trek gostaram, menos...
Patrick Steweart disse que, num primeiro momento, não queria assistir Galaxy Quest, mas Jonathan Frakes o convenceu e ele riu de chorar no cinema. Wil Wheaton disse que Galaxy Quest é uma sátira brilhante e que gostaria muito de ter sido escalado para o longa. George Takei reconheceu diversas piadas e homenagens a Star Trek no longa, acreditando que serão os fãs que salvarão o mundo um dia. Mas é claro, William Shatner achou que o filme é até bom, mas ele não entendeu o que Tim Allen tentou fazer ali. Disse não reconhecer o que ele estava imitando. Mas é bem óbvio pra todo mundo, neam?

2. Harold Ramis
Ramis era o diretor original do projeto. Ele queria Alex Baldwin para o papel do capitão Taggart, mas Alec não aceitou. Steve Martin e Kevin Kline também foram sondados, mas Kline teve problemas de família e também não aceitou. Quando o estúdio escalou Tim Allen, Ramis deixou o projeto, mas depois se arrependeu, admitindo que ficou surpreso com a interpretação de Allen.

1. NSEA Protector
Muitas referências a Star Trek estão escondidas no longa. Para começar, o número de série da nave, N.T.E. 3120. N.T.E. quer dizer "Not The Enterprise". A forma da Protector também foi feita para ser semelhante ao comunicador da Nova Geração. Quando Tim Allen está no banheiro e ouve alguns fãs dizendo como os outros atores não suportam Jason Nesmith, isso aconteceu com William Shatner, quando ele esteve em uma convenção, em 1986. Dr. Lazarus segurando o rastreador ao contrário quando vão buscar uma esfera de berílio, é uma referência a Leonard Nimoy, que segurava o tricorder ao contrário em alguns episódios da série clássica. E o personagem de Sam Rockwell, Guy Fleegman, que apareceu como figurante em Galaxy Guest e depois se junta à tripulação na aventura espacial, foi uma homenagem ao ator Guy Vardaman, que interpretou diversos figurantes em A Nova Geração, como também foi o dublê de Brent Spiner (Data) e Wil Wheaton (Wesley).


Pelo martelo de Grabthar, até mais!

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

1 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Curta no Facebook

Viajantes