Resenha: Lobo de Rua, de Jana P. Bianchi

sexta-feira, fevereiro 10, 2017

As ruas das grandes cidades são palco de situações insólitas. Criaturas mitológicas estão em todos os lugares, é só saber olhar. Vampiros, lobisomens, bruxas, os centros urbanos podem ser um caldeirão de seres em suas angústias e deveres. Aqui temos a história de Raul, um garoto de rua, que nasceu amaldiçoado.

Este é mais um livro do Desafio Literário 2017!



O livro
Raul se sente dilacerado por dentro. Seu corpo parece ter sido quebrado em vários pedaços que agora tentam se juntar. Suas memórias são erráticas, visões de sangue, sensação de fome, dor, muita dor. O que está acontecendo? Habituado ao abandono e da crueza na vida das ruas de São Paulo, Raul sofre sozinho, largado à míngua na metrópole que nunca para. Cenário que não é tão distante de nós.


Enquanto ele tenta pensar no sentido de tanta dor e confusão mental, é abordado por Tito, que o sente à distância e o encontra sofrendo em um canto isolado da cidade. É então que ele revela a Raul a natureza de seu sofrimento e tanta dor: ele é um lobisomem. Tito é um lobisomem centenário, que conhece bem a agonia da transformação e como a sede de sangue é hipnótica. Resistir à ela é bem difícil. O remorso pelas coisas que fez são tão doídas quanto a quebra dos ossos de Raul.

Com descrições super detalhadas, é possível sofrer a transformação com Raul e chorar junto dele. Largado nas ruas, sem conhecer atenção, carinho, sem saber o que é ter uma cama quente ou o amor da família, Raul sente que Tito é o mais próximo que terá de um amigo, quem sabe até uma figura paterna. Ele explica com paciência tudo o que Raul precisa saber sobre sua sina e de como a cada lua cheia ele sofrerá com isso, mostrando inclusive a literatura que existe a respeito.

Não são só as criaturas da noite que rondam as ruas, há também os caçadores. Eles parecem meio desocupados, mas assim que chacinas começam a despontar aqui e ali, isso pode indicar a presença de um lobisomem e eles logo são atraídos para o local. Mas Tito garante que não há com o que se preocupar no momento. Apenas precisam encontrar um lugar seguro para passar a próxima lua cheia.

Lobo de Rua faz parte da mitologia da Galeria Creta, criada pela autora. Pra quem nunca ouviu falar ou não sabe direito o que é a galeria, o livro não responde a muitas perguntas, por ser introdutório. A narrativa de Jana é envolvente, intensa, você encarna Raul nas horas mais dolorosas, sente sua confusão e seu medo, você respira o ar da cidade pelas narinas do lobisomem novato. Uma pena que é tão curto!

Ficção e realidade
A licantropia é bem conhecida da ficção, mas é também um transtorno psiquiátrico. Nela, o paciente acredita mesmo que se transformará em um lobo na lua cheia. Associada à agressividade e desejo sexual, lobisomem é a personificação da selvageria humana. Nossos instintos mais animalescos e bestiais seriam liberados através da força animal. Seria essa uma maneira dos povos antigos descreverem transtornos psiquiátricos?

Presentes em várias mitologias, o lobisomem é uma figura que representa nossas emoções reprimidas. Pessoas que perdem a cabeça facilmente podem ser comparadas com animais selvagens e daí para associar a um lobo é um passo. O fato de isso acontecer a um garoto de rua é ainda mais simbólico: relegados à invisibilidade das grandes cidades, seu nomes aparecem apenas nas páginas policiais, relacionados a crimes. As alfinetadas de Jana foram certeiras.

Pontos positivos
Lobisomens
Autora nacional
Personagens bem escritos
Pontos negativos
Acaba logo
Pode ser meio nojento
Se alonga demais em algumas partes

Título: Lobo de Rua
Autor: Jana P. Bianchi
Galeria Creta 0.5
Editora: Dame Blanche
Páginas: 105
Ano de lançamento: 2016
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
Este não é um livro que eu normalmente leria. Minha atenção finalmente foi atraída quando a Dame Blanche publicou a capa dele. Sim, eu compro pela capa também, às vezes funciona, às vezes não. Mas este definitivamente é um caso que funciona! Jana tem uma narrativa incrível, sabendo lidar com as partes mais dolorosas da vida de Raul com maestria. Gostaria que fosse um livro maior, porque você começa a ler e ele logo acaba. Quatro aliens para o lobo e uma recomendação para você ler também!


Até mais!

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Curta no Facebook

Viajantes