Resenha: Hellraiser - Renascido do Inferno, de Clive Barker

sexta-feira, outubro 30, 2015

Hellraiser é, particularmente, assustador. Eu li aquilo à noite, claro, né?, tinha que me arriscar a ler isso de noite e passei mal em vários momentos. Clive Barker é um mestre do horror e, mesmo sem nunca ter assistido Hellraiser (gente, sou muito patife pra filme de terror), pude sentir os Cenobitas como uma encarnação perfeita da perversão só pela leitura desta obra do Barker.





O livro
Frank Cotton é um hedonista, sempre em busca de prazeres, custe o que custar. Participou de todo o tipo de experiência sexual em busca de um prazer inigualável e, esgotadas todas as possibilidades para isso, ele se apropria da Caixa de Lemarchand, também conhecida como A Configuração da Lamentação. Ele então arruma um quarto com todas as oferendas necessárias para a abertura da caixa e a abre...


Este é um plano existencial que é habitado por criaturas barbaramente deformadas e bizarras. Seus corpos são deformados, pinçados por arames, agulhas, ganchos e pinos. São os Cenobitas. Mergulhados na agonia e no desespero, eles não diferem mais o prazer dos extremos da dor. São seres sadomasoquistas que relegam à uma eternidade de torturas inimagináveis todo aquele que desvendar os segredos da caixa. É como passar um ano inteiro lendo comentários de portais de notícias. Taí um sofrimento que eu nunca desejaria a alguém.

Algum tempo depois, o irmão de Frank se muda para a casa da família, fechada há muito tempo, com a esposa, Julia. Enquanto trabalha na reforma da casa, no quarto da frente da residência, Frank se machuca e gotas de seu sangue caem no chão do quarto, o mesmo onde Frank invocou os Cenobitas, o mesmo onde ele está preso entre a dimensão dos Cenobitas e a humana. O sangue é o suficiente para acordar Frank de sua lastimável situação. Frank consegue pedir ajuda a Julia, de quem foi amante momentaneamente. E ela sai em busca de maneiras de tirar Frank desta dimensão e assim poder sair de seu casamento morno, com um homem que ela pensou que amava.

"Hellraiser Puzzle Box" por Formanavt

Assim.... Você tem estômago sensível? Se impressiona fácil? Se sim, não leia Hellraiser. É sério. Passei mal em diversos momentos só de pensar nas dores excruciantes descritas pelo autor. Tudo tem uma grande riqueza de detalhes e isso pode incomodar os mais sensíveis. Eu não vi o filme todo (patife, como disse), mas pelo o que pude ler pela rede, ele consegue ser até que bem fiel às cenas descritas no livro.

O filme foi roteirizado e dirigido pelo próprio Clive Barker, que foi barrado pela censura e precisou cortar muitas cenas. Ainda assim, fãs do terror sabem que o filme é perturbador. Imagine o livro? Houve momentos em que precisei respirar fundo, dar aquela controlada na náusea, porque Barker descreve com muita competência todos os eventos aterrorizantes. É como sentir na pele. E mais uma vez, parabéns para a editora DarkSide pela arte. Ficou incrível.


Ficção e realidade
Eu tinha tanto medo do Pinhead quando criança que nunca parei sequer para investigar do que se tratava o filme. Juro. Só descobri que aquela era a história de Hellraiser quando comecei a ler o livro. Achei interessante a busca desesperada de Frank por todo o tipo de prazer, a ponto de nem se preocupar com as consequências. É praticamente uma descrição da sociedade de hoje, apenas buscando novos e novos prazeres e coisas novas.


Normalmente, livros de terror não me assustam tanto. Este apenas bateu todos os recordes de sanguinolência, medo e bizarrice. A escrita de Barker te prende, te enoja, te cativa... É difícil de explicar como que um livro violento e bizarro como esse, com seres deformados acostumados a viver na dor e no prazer conseguem prender tanto um leitor. Mas atenção: não recomendo o livro para pessoas sensíveis. É sério. Se você é impressionável vai ser difícil ler este livro.


Pontos positivos
Terror
Cenobitas
Bem escrito
Pontos negativos

Muita violência e cenas sangrentas


Título: Hellraiser - Renascido do Inferno
Título original: The Hellbound Heart
Autor: Clive Barker
Editora: DarkSide
Ano: 2015
Páginas: 160
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
Bem, o que dizer? O livro é bom, certamente, com uma arte perfeita para os fãs dos Cenobitas. Se você é fã do filme ou do terror dos anos 80, pode se jogar no livro. Ele é bem mais denso e contém mais cenas que não foram permitidas no filme. Se você é sensível, passa pra frente, tem outros livros. Não quero que você perca o sono por causa dessa indicação. Quatro aliens para Hellraiser.


Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris