Leia antes de comentar

segunda-feira, outubro 26, 2015


Somos constante e diariamente bombardeados por informação. Temos a informação ao alcance da mão, nas redes sociais, no smartphone, no computador, na TV, no Whats. A toda hora, todo momento, em qualquer lugar, sabemos quem morreu, quem foi preso, quem sofreu acidente, onde aquele avião caiu, se o time ganhou, se tem trânsito, se tem acidente. Somos alcançados com igual facilidade, cobrados de maneira semelhante; cobrados se não respondemos, cobrados se não respondemos no tempo suficiente. Tudo isso torna nossa vida ainda mais corrida do que já é.

Mas não podemos esquecer que atrás de todas as notícias e textos pela rede ou pelos jornais, alguém produziu esse conteúdo. E quando você comenta algo e dá sua opinião sem ler comete dois erros: um é a falta de respeito com quem produziu o conteúdo. E dois é perder a oportunidade de absorver tudo o que poderia.





É muito comum aqui pelo blog as pessoas lerem apenas os subtítulos dos textos, verem as imagens, rolarem a tela e chegarem na caixa de comentários. É comum também encontrar nestes comentários apressados as mesmíssimas coisas que já foram descritas no texto acima, o que deixa nítido que a pessoa nada leu e correu para comentar.

Quem é produtor de conteúdo sabe o quanto isso é chato. Na pressa, na preguiça ou ambos, a gente rola a tela rapidamente, bufando, revirando os olhos, querendo que aquele texto passe rápido que é pra você não perder aquela atualizada nas redes, dar o seu check in em algum lugar, postar a décima foto do dia, tuitar alguma coisa. Entre avisos de curtidas e retuítes, os conteúdos parecem embaralhados e, repletos de links, notícias e perguntas, não lemos quase nada.

Querendo ou não, toda a inserção de informação da rede tem uma etapa que é escrita. E toda a inserção de informação demanda algum tempo. Até mesmo pra um 'copiar-colar' a pessoa precisou parar e fazer apenas isso. Se temos que nos utilizar da escrita até para rir daquele meme no Facebook, por que os textos acabam não sendo lidos, relegados até mesmo a comentários do tipo "muito grande, não li"?

Culpo grande parte disso ao excesso de informações. Pouco tempo atrás fiz uma limpa nas minhas TLs de Twitter e Facebook, para poder priorizar o tipo de conteúdo que queria receber. Percebi que ao seguir diversos portais, recebia as mesmas notícias, com alguns minutos de diferença, mas que continham a mesma informação. Pra que isso? Pra que lotar a TL com as mesmas coisas? Assim, deixei de seguir e de assinar o feed de vários portais que só me falam do mesmo.

Isso reduziu muito o número de informações que chegam por dia. Deixei de assinar o feed de alguns amigos no Facebook também devido ao excesso de postagens que, infelizmente, também não agregavam nada ao meu dia, apenas lotando a TL. Criei listas para poder acomodar as pessoas e assim ver conteúdos que realmente me importam, filtrando os memes, gifs, desabafos e check ins. Diminuí também o tempo que perdia jogando e tirei as notificações das redes sociais do celular. Se for algo realmente muito importante meu celular recebe emails, SMS e até ligações, olha que maneiro.

O excesso de informação é opressivo. E nem todo mundo percebe isso. Na tentativa de ficar antenado de todos os assuntos, segue mil portais diferentes, recebe 1 milhão de notificações de diversas redes e sites e blogs e no fim mal consegue ler os links que foram retuitados. Algo sempre se perde nessa ação. Sempre perderemos tempo ou informação e não podemos nos dar ao luxo de perder nenhum dos dois ultimamente. Mas ainda assim, nas páginas de grandes portais do Facebook, por exemplo, proliferam os comentários que, nitidamente, mostram que o autor não leu o conteúdo.

A facilidade de ter à mão a informação de qualquer lugar do mundo pode ser usada ao nosso favor. É possível ler um conteúdo legal enquanto você está no ônibus ou no metrô, se deslocando entre casa e trabalho, por exemplo, ao invés de ler 1000 links diferentes na telinha do celular. Priorize o que você quer receber, priorize a informação que chega até você. Não seja soterrado por uma avalanche de portais, textos e vídeos se o seu tempo é escasso. Valorize seu tempo e as coisas que você lê e acessa. Aprecie um bom texto, ou uma vídeo resenha, como se degustasse um bom jantar: sem pressa, sem a gana de sair catando o próximo link.

E nunca, nunca mesmo comente sem ler, ouvir ou assistir. Respeite o trabalho do profissional, do blogueiro, do vlogueiro ou do podcaster que está ali lhe dizendo algo. E se você chegou até aqui e quiser comentar, por favor!

Até mais!



Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris