Resenha: Penadinho - Vida, de Paulo Crumbim e Cristina Eiko

terça-feira, julho 28, 2015

A graphic novel da Turma da Mônica que eu mais esperava finalmente saiu! E eu tinha que vir falar logo dela, num me guento! Estava muito curiosa sobre a edição do Penadinho e como eles trabalhariam o ambiente sobrenatural das tirinhas da turma do cemitério. E devo dizer, ela não decepciona. As novas roupagens dadas aos personagens ficaram incríveis e a escolha das cores para o ambiente noturno e sombrio compuseram uma sensacional graphic novel.





A graphic novel
A vida, digo, a morte segue tranquila no cemitério. Nosso conhecidos personagens queridos - Penadinho, Zé Vampir, Muminho, Frank e Cranícola - brincam de esconde-esconde pelas tumbas quando chega a Dona Cegonha em busca da Alminha. Penadinho a recebe e é quando a Cegonha dá a notícia terrível: Alminha vai reencarnar. Penadinho, claro, se desespera. Em todos os anos de convivência, convimorte, enfim, com ela nunca teve coragem para se declarar. E agora ela vai embora!


Tomado pelo desespero, ele acaba chamando Alminha para sair. Mas atrapalhado, desesperado e sem conseguir articular um encontro tão rápido, Alminha fica chateada e decide voltar para o cemitério. Penadinho fica sozinho na cidade, desnorteado, pensando no que fazer e em como dizer que ela está para reencarnar. E agora?

Mas a voltar para o cemitério, mais tarde, ele descobre algo terrível: Alminha não voltou. Para o desespero de todos, Penadinho não contou o que sentia por Alminha e eles decidem procurar por ela. Enquanto isso, uma criatura vil espreita as almas solitárias que rondam pela cidade. O anúncio assim diz:

Trago a pessoa amada viva ou morta
Método do perfume
Resultado infalível!

Com o folheto em mãos, Penadinho e a turma do cemitério partem em busca dela. Começa uma aventura pela cidade dos mortos, pela colina e pelas criaturas da noite, todas com um traço fofo e adorável. É incrível a forma como as expressões dos personagens mudam com poucos traços e tons de tinta. O Muminho ficou simplesmente genial, assim como o Frank e o próprio Penadinho, cheio de expressões incríveis.

E temos a presença de ninguém menos que D. Morte causando perto do final. Lobi também está presente, toda a turma que vemos nos quadrinhos do Penadinho estão aqui.

Dona Morte chegando! 

Ficção e realidade
Penadinho - Vida é uma jornada em busca de redenção. Penadinho percebe que cometeu um erro grave, por medo, e quase perde a oportunidade de amar. Isso mostra também como é difícil para as pessoas em amar na vida, quanto mais na morte. É uma jornada por segundas chances, uma jornada de amigos para ajudar o outro, que passa uma grande mensagem para as pessoas. O amor dá vida às pessoas, mesmo que elas não tenham mais um corpo físico.


Todas as graphic novels até agora conseguiram reinventar, reimaginar e tratar com muito respeito o legado de Maurício de Souza, cujos personagens estão na infância de tanta gente há tanto anos. Um dos primeiros quadrinhos com temática feminista que vi foi um em que a Mônica é uma menina numa família do século XIX e que reluta em ser a menina recatada que todos querem que seja. Muito menos quer noivar tão jovem e sua mãe vem em socorro e apoia, mandando o marido preparar o próprio banho e a própria comida. É um grande legado sendo homenageado em cada uma dessas GN.


Pontos positivos
Leitura fácil, amigável
Penadinho
Amizade, amor e busca
Pontos negativos

Nenhum!

Título: Penadinho - Vida
Autor: Paulo Crumbim e Cristina Eiko
N.º de páginas: 82
Editora: Panini
Ano: 2015
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
MELDELS, COMPRE LOGO E LEIA, VOCÊ VAI AMAR, POR FAVOR, QUE COISA FANTÁSTICA! Aliás, isso meio que virou padrão nas resenhas das graphic novels que eu faço. Desde a primeira edição das graphic novels que digo que elas são essenciais na estante de qualquer fã de Turma da Mônica e de quadrinhos. Os artistas estão dando um show, show mesmo, e com muita sensibilidade na hora de retratar os personagens da turminha, percebe-se que foi tudo feito com perfeição e esmero. Vale à pena!

Até mais!


Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris