Resenha: O Livro dos Sith, de Daniel Wallace

sábado, novembro 08, 2014

Que meu mestre jedi não me veja carregando este livro pelo templo. Mas como parte dos ensinamentos, é necessário conhecer as origens do lado sombrio e assim se precaver para não ceder a ele. Todo mundo pode ficar tentado a deixar a ira extravasar de vez em quando, por isso este livro é válido para todos os padawans e estudiosos da Força.



O livro
Novamente, espero que meu mestre não ouça, mas este livro é muito bonito. Do acabamento ao estilo das páginas, ele foi pensado com muito cuidado pela editora Bertrand Brasil. Como O Livro dos Sith é um apanhado de vários trechos de livros há muito tempo perdidos, reunidos por Darth Sidious, ele contém páginas com estilos de letra diferentes, bordas recortadas, algumas com letras de mão.


O textos sobreviveram aos tempos, sendo que o restante do conteúdo acabou se perdendo. Mas ainda é possível acompanhar como o lado sombrio ganhou adeptos, como foi desenvolvido e usado contra os jedi e até contra outros lordes sombrios. Conta também como surgiu a necessidade da Regra de Dois, para preservar o lado sombrio sob um lorde e seu aprendiz e assim potencializar sua força.

Darth Sidious tentou organizar de maneira cronológica os textos, mas o livro está mais para um dossiê de fatos marcantes do mundo Sith do que um livro de ensinamentos. Podemos ver que, assim como em O Caminho Jedi, os leitores deixaram suas anotações nas margens, a maioria de Luke Skywalker, mas os conselhos e observações do livro são bem diferentes daquele que os jedi usam. Temos lições sobre feitiçaria sith, armas e até feras controladas pelo lado sombrio.

Bertrand Brasil está, mais uma vez, de parabéns pelo livro. Como são vários fragmentos de livros perdidos, cada capítulo é diferente em letra, papel, tamanho, cores, tudo para demonstrar essas diferença. A capa é macia, de um vermelho intenso, com os textos em preto. Veja abaixo algumas páginas do livro.








Quem não conhecer muito sobre o universo expandido de Star Wars (tipo eu) vai ter problemas em identificar os figurões que aparecem nos textos. E temos aqui, mais uma vez, o problema que aparece em O Caminho Jedi, com a fonte que foi usada para a letra de Darth Sidious. Reparei que em vários trechos ela fica incompreensível. Faltam sílabas, especialmente 'fi' e assim palavras que a usam como 'confiscar' ficam 'con scar'. É preciso um certo exercício mental para decifrar os trechos.


Ficção e realidade
Um dos grandes ensinamentos de O Caminho Jedi é que a ira e a raiva não levam a lugar algum, ela apenas causa dano. E em O Livro dos Sith isso é tratado de maneira a potencializar ainda mais essa ira e torná-la ainda mais mortal. Se podemos tirar um ensinamento disso para a vida real é que momentos de ira podem até resolver alguma situação em um determinado momento, mas ela causará mais dano do que se a gente tivesse mantido a calma. Fica aí a escolha de cada um.

Pontos positivos
Análise sobre o lado sombrio
Arte e diagramação
Star Wars

Pontos negativos
Problemas na letra de Darth Sidious


Título: O Livro dos Sith
Título original: Book of Sith
Autor: Daniel Wallace
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 160
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
Você pode não escolher o lado sombrio da Força, mas é essencial conhecer seus perigos. Luke adverte várias vezes durante a leitura que esse é um caminho que é prejudicial. Mas que pode ser contornado se algum lorde sombrio quiser voltar à luz. Estude este livro com cuidado, padawan. Ele guarda muitas armadilhas.

Que a Força esteja com você!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris