O mimimi do fã chato

quarta-feira, junho 19, 2013

E Star Trek Além da Escuridão estreou! E bem antes disso, o mimimi de fã xarope, cheirando a racht meio morto começou, descendo a lenha no novo filme de JJ Abrams pelas redes sociais, apontando N defeitos no longa que chegou ao Brasil em 14 de junho e fazendo comparação com os antigos filmes da franquia. É... dureza.



Quando o filme de 2009 saiu, eu fiquei com um pé atrás. Claro, Star Trek ou Jornada nas Estrelas (que soa muito melhor) é uma das minhas franquias prediletas e eu não sabia muito bem o que esperar do longa. E logo adorei o novo formato, os atores nos papéis clássicos, o retorno das aventuras de personagens icônicos aos cinemas e ao gosto popular. Foi uma ótima maneira de angariar fãs que por alguma razão não conheçam o histórico desta que é uma das mais importantes ficções científicas da cultura pop.

E aí, eu pergunto... Por que diabos tem gente reclamando de ver um novo filme de Star Trek? Eu assisti ao filme algumas semanas antes da estreia e comentei na página do Saga no Facebook que tinha adorado, que era foda e que valia muito à pena assisti-lo. Sim, tem alguns problemas, mas gostei mesmo e quero ver de novo assim que for possível. Os atores estão de parabéns por encenarem tão bem os personagens clássicos que deram origem à série e à franquia.

Enterprise saindo da água.

"Ain, mas os Klingons estão diferentes", "Ain, mas a Enterprise estava embaixo d'água", "Ain, mas o Kirk deixa de ser o capitão", foram só algumas das reclamações que li de fãs fundamentalistas que por uma razão que eu realmente não compreendo parecem ser incapazes de sentar um filme e assisti-lo sem partir para o ataque gratuito. Também são incapazes de pensar que esta é uma REALIDADE ALTERNATIVA daquela que acompanhamos nas séries e filmes originais. Novamente, é uma REALIDADE ALTERNATIVA, e nesta REALIDADE ALTERNATIVA Vulcano foi destruído, os romulanos tem tatuagens no rosto, o pai de Kirk morreu e uma série de outros eventos díspares da linha de tempo que conhecemos ocorre.

Se a maioria dos fãs que criticou os dois últimos filmes se tocasse disso, essas críticas seriam reduzidas para menos da metade. Se esses fãs também pensassem mais um pouco, estariam gratos de ver novamente a indústria do cinema investindo em Star Trek que voltou aos cinemas e está bombando pelo mundo, juntando fãs da velha e nova guarda e colocando a marca de novo no topo.

Se ficção científica é um gênero que lida com o futuro e com a maneira com que a sociedade lidará com as novas tecnologias, por que então tantos fãs de FC tem medo do novo?


Esta é uma característica especialmente enervante de muitos fãs, não só de ficção científica, que se sentem insatisfeitos com absolutamente tudo. A Nova Geração foi criticada quando foi ao ar com um capitão careca e mais velho que Kirk. Deep Space 9 foi criticada ao ter um negro como capitão, Voyager foi criticada com uma mulher no posto de capitão, Archer foi criticado por sua violência em Enterprise. Sempre foi assim, sempre e aposto que estes mesmos fãs que xingam o filme hoje criticaram alguma coisa, em alguma série ou filme do passado.

Se não agrada, sério, não assista. O gosto pessoal de cada um é o gosto pessoal de cada um, mas aposto que se durante todos estes anos desde de Star Trek Nêmesis e desde o fim de Enterprise não tivesse acontecido mais nada, estes mesmos fãs estariam agora criticando a indústria do cinema, a Paramount e a apatia de atores e produtores por não mais investirem na franquia. Aí quando lançam alguma coisa que diverge do original para dar uma maior liberdade a roteiristas e diretor, pronto, chovem críticas e mimimi de fã chato que acredito que prefiram ver Shatner e Montalban brigando na base da bengalada.

Deem espaço para o novo. Façam críticas pertinentes, aproveitem os cenários e os atores dando vida aos personagens que mais gostamos, mas parem com esse mimimi porque isso deu no saco. Quer continuar criticando? Então pegue a sua cópia de A Ira de Khan e assista até furar o disco.

Quebra tudo, Khan!

Se você já viu Star Trek Além da Escuridão, deixe seu comentário sobre o que achou. Você acha que estas críticas tão pesadas são válidas? Não viu ainda? Então vá logo!

Até mais!

Racht: prato tradicional klingon com vermes vivos. Vermes meio mortos alteram o sabor da iguaria.

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris