Resenha: Porém Bruxa, de Carol Chiovatto

Em uma São Paulo mágica e caótica, como sempre foi, bruxos, orixás e entidades circulam pelas ruas. Uma bruxa é responsável por monitorar as atividades sobrenaturais da região quando se depara com não um, mas três histórias estranhas, que exibem uma ligação entre si.



O livro
Ísis Rossetti é uma bruxa que monitora as atividades sobrenaturais na região da Grande São Paulo. Se alguma coisa acontecer que não envolva o sobrenatural, teoricamente, ela não pode interferir. Mas sabe como é? Às vezes ela já está lá mesmo, o que é que custa dar uma ajudinha, ainda mais envolvendo gente inocente? Ísis tem uma parceria com Helena, delegada de polícia, que volta e meia pede sua ajuda quando um caso parece estranho. Este é um desses casos.

Resenha: Porém Bruxa, de Carol Chiovatto

Acompanhamos seu dia a dia, o contato com os amigos e com o peguete, Murilo, bissexual e em um relacionamento aberto que volta e meia joga a âncora no apartamento de Ísis. Abordando muitas questões importantes como questões de gênero e violência, intolerância religiosa retratada em um terreiro vandalizado por evangélicos, o que temos é um retrato muito fácil de reconhecer de nossa sociedade e realidade. O Brasil convive com esse ar mágico de uma multiplicidade de culturas e credos, mas também convive com a violência, intolerância, o medo e a ignorância.

Ísis acaba se envolvendo em três histórias ao mesmo tempo, envolvendo selos mágicos, sequestro e desaparecimento e o que em um primeiro momento parece não ter ligação, acaba mostrando ter várias interligações. Além disso, a intuição de Ísis é afinadíssima, ela saca que tem algo acontecendo e se usa de sua bruxaria e de seus feitiços para tentar encontrar as respostas. Adorei o fato de Carol desconstruir a visão tradicional que temos das bruxas. Essa é uma bruxa moderna, antenada e boca suja, volta e meia presa no trânsito caótico de São Paulo.

Dar uma trapaceada para fazer um bem deveria ser justificável.

página 17

A cidade de São Paulo tem uma grande relevância para a história, mas infelizmente ela não aparece como devia. Usar a geografia de São Paulo como forma de torná-la uma personagem e não apenas um cenário teria ajudado e muito ao enredo, principalmente pelo fato de alguns lugares não serem citados por conta da "relevância mágica" que possuem e Ísis não querer atrair a atenção. São Paulo é um imenso organismo vivo. Se as bruxas retiram suas energias da Terra, a cidade é um desdobramento dessas energias, com tanta areia e concreto (calcário) espalhados por aí. Senti que faltou considerar a cidade com esse grande personagem de fundo.

Existem vários personagens legais, amigos de Ísis na história, como Dulce (adorei ela!). Só sabemos quem ela é por conta da excelente descrição de Carol a respeito, sem estereótipos ou desrespeitar o protagonismo de Dulce. Isso mostra que trabalhar com diversidade não é complicado como alguns autores acreditam que seja. Basta ter humanidade. Mas senti que há muitos nomes e muitos personagens rasos e que foram mal descritos, pois em alguns momentos eu cheguei em um ponto da leitura que tinha que me lembrar quem era aquela pessoa. Algumas linhas a mais de descrição e ambientação teriam resolvido isso.

Foi brilhante a forma como Carol tratou a diversidade religiosa de nosso país. Tratou com respeito, igualou os credos, sem desconsiderá-los e como eles podem ser usados por gente picareta com seus próprios fins execráveis. Não é isso o que vemos com tantos cultos por aí, abusando da fé das pessoas? A crítica é bem visível e gritante na obra de Carol e a forma como as diferentes entidades são mencionadas ficou perfeito.

O livro é divertido e de ação rápida, você quer chegar ao final o quanto antes para saber se Ísis será capaz de enfrentar as adversidades que crescem diante de si. Mas sinto que não houve nenhuma revisão antes da publicação. Existem erros primários que nenhum revisor (me contrata!) deveria ter deixado passar, como "craque" no lugar da droga "crack" (várias vezes), "extinto" no lugar de "instinto" (página 38) e "tráfego" no lugar de "tráfico" (página 57), além de vários diálogos mal construídos, palavras mal usadas e fora de lugar. Sério, isso queima o filme da autora e da editora por deixarem passar uma publicação desse jeito. E a obra merecia um carinho maior.

O livro em si é em capa comum macia e papel amarelo.

(...) essa história de dar a outra face sempre me pareceu doutrinação para subjugar gente miserável.

Página 125


Ficção e realidade
Carol desmistifica bruxas e bruxaria no livro o tempo todo, inclusive quando começa citado a famosa frase "somos netas de todas as bruxas que vocês não puderam queimar" e completa dizendo que a Inquisição não queimou uma única bruxa. Um enredo com bruxas que se passe no Brasil é mais que bem-vindo. O imaginário está saturado de um estereótipo específico de bruxas e Ísis acaba quebrando o padrão de maneira muito saudável.

Carol Chiovatto

Carol Chiovatto é uma tradutora e escritora brasileira de ficção especulativa, mestra e doutoranda em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês na Universidade de São Paulo, estudiosa de gênero e estereotipagem.


Pontos positivos
Fantasia urbana
Bruxaria
Magia
Pontos negativos

Problemas de revisão
Alguns personagens rasos

Título: Porém Bruxa
Autora: Carol Chiovatto
Editora: Avec
Ano: 2019
Páginas: 256
Onde comprar: na Amazon!


Avaliação do MS?
Foi uma leitura gostosa, divertida, tensa. Mesmo com os problemas do livro que acabam desabonando o trabalho, a história vale à pena. Foi fácil me apegar à maioria dos personagens e sinto que uma série de livros com as aventuras mágicas de Ísis tem tudo para se tornar um sucesso. Quatro aliens para o livro e uma forte recomendação para você ler também!


Até mais! 🧙🏼‍♀️


Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.