Casa Fantástica na Flip

A Flip - Festa Literária Internacional de Paraty - acontece desde 2003. Diferente de outros eventos literários que acontecem em um centro de exposições, como a Bienal do Livro, a Flip acontece em uma cidade, com casas destinadas aos eventos que visam discutir literatura, mercado literário, carreiras, tudo o que gira em torno do mundo literário. Este ano, porém havia algo diferente no ar, uma casa que permitiria discutir aqueles gêneros marginais que a gente tanto ama. Surgia assim a Casa Fantástica, voltada para discutir ficção científica, fantasia, terror e seus subgêneros.




A mídia já está chamando esta Flip de o evento das casas pequenas e editoras independentes tamanha a repercussão que as casas, não apenas a Fantástica, tiveram durante os dias da Festa. E depois de participar desta edição entendo a razão: era gente saindo pelo ladrão, lotando a casa e fazendo a organizadora considerar uma casa maior para a próxima edição.

Compartilhei a proposta do financiamento coletivo para a casa acontecer e incentivei a galera a apoiar a casa o quanto pude, sonhando com a possibilidade de comparecer porque sabia que seria um evento único, aqueles momentos cósmicos onde as pessoas que você queria muito conhecer fora da Matrix estarão reunidas num mesmo lugar.

Quando a Priscilla Lhacer me convidou para a casa o coração deu aquela apertada, porque eu queria muito ir, mas não tinha como. E essa mulher fez acontecer. ♥️ Não pude ficar todos os dias da Flip e perdi várias mesas legais que queria ter assistido. Cheguei na sexta-feira, dia 27, mais quebrada que arroz de terceira depois de quase 7 horas de ônibus até Paraty, tendo encontrado Jim Anotsu e Carol Chiovatto na fila do embarque no Tietê.

A indecisão a respeito do alojamento se resolveu rápido, apesar da caminhada até o centro histórico cobrar um tanto das minhas costas. Ainda assim, nada poderia me preparar para encontrar as pessoas que eu só conhecia de nome e trabalho pela internet. Conhecer as damas da "firma", a Dame Blanche, como a Clara Madrigano, a Ana Fagundes Martino, Soraya Coelho, Paola Lima Siviero e reencontrar a Jana Bianchi.

Pude encontrar pessoalmente as lindas Karen Alvares, Má Matiazi e Melissa de Sá, a Lídia Zuin, a Lu Ain Zaila, conhecer os fofíssimos Mário Bentes (que foi um companheirão), Santiago Santos e o Andriolli Costa (que me trancaram no alojamento!). Vi o Fábio Kabral apenas na rodoviária e perdi sua mesa, ahhhhhhh!

Santiago, eu e Camila Fernandes em Paraty. Foto de Santiago Santos

Reencontrei o Alexey Dodsworth, a Cris Lasaitis, a Camila Fernandes, conheci o Gerson Lodi-Ribeiro e o fofo do Felipe Castilho. Sei que estou deixando nomes de fora, me desculpe por não lembrar de todos, mas foram dois dias intensos, de muita dor nos pés, nas costas e amor no coração para admirar e apreciar o trabalho de todo mundo.

Nunca tinha ido à Flip e ir como convidada palestrante deixou tudo muito especial. Uma coisa que eu sempre digo pra quem está escrevendo e pensa que seu trabalho pode não ter relevância neste imenso mercado literário: alguém sempre está de olho no que você faz. Eu não tinha ideia que, um dia, as pessoas me procurariam para buscar dicas de escrita ou de autopublicação, que me procurariam para poderem me mandar seus livros e um dia poder resenhá-lo no blog. Isso nunca me passou pela cabeça quando o Momentum Saga surgiu, eu só queria escrever. E todo mundo reunido na Casa, provavelmente, teve os mesmos pensamentos um dia.

A estrada da escrita pode ser solitária muitas vezes, assim seja gentil com seus pés. E haverá momentos como este, como esta Casa Fantástica, em que você verá que tem mais gente com calos e ataduras nos pés além de você para te ajudar com os machucados, mas que vai valer à pena continuar caminhando. Estar na casa fez eu me sentir compreendida e acolhida, pois sei que ninguém lá dentro riria do meu estilo literário preferido, das coisas que produzo ou das pautas que defendo.

Meu muito obrigada à Priscilla mais uma vez por insistir na minha ida e garantir que ela acontecesse e a todo mundo que pude abraçar e tietar pessoalmente.

Vida longa e próspera! ♥️

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

2 COMENTÁRIOS

  1. Sybylla, adorei te encontrar na Casa Fantástica! Que evento incrível, foi tão bom ver todos os escritores ali reunidos, trocando ideias, é como você disse, a gente se sente acolhida, sente que não estamos sozinhas nesse mercado difícil.

    Quero te encontrar mais vezes e conversar mais!

    Beijos,

    Karen

    ResponderExcluir
  2. Queria muito ter ido, tentar me programar para 2019!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.