Lendo livros em inglês

quinta-feira, junho 11, 2015

Uma das coisas a que me propus este ano (ok, ano passado também) era de ler mais livros em inglês. Estou um tanto saturada da ficção científica que é filtrada pelas editoras daqui por vários motivos. E como temos um excesso de distopias juvenis (nada contra, adoro, apenas cansei), fui procurar por outros títulos, na tentativa de diversificar minhas leituras. E é algo que recomendo a todo mundo, até aquele que não domina tanto o inglês.




Eu nunca fiz curso de inglês. Tive o inglês do colégio com a professora Selma, maravilhosa, e o inglês em casa porque minha mãe, como professora de inglês, tradutora e intérprete, acabou tornando questão de honra eu falar e entender o idioma. Mas foi só com o tempo que comecei a ler livros inteiros nessa língua e foi pouco tempo atrás. Eu acabei desanimando um pouco com a leitura em inglês por causa do livro Ancillary Justice, da Anne Lackey, pois a narrativa dela é meio truncada, meio aos tropeços, apesar de ser um enredo muito bom.

Mas me animei novamente com os livros de John Scalzi (e vai ter resenha dele aqui, várias!). Li dois livros em menos de dez dias, e agora já estou indo para o quinto livro, Zoe's Tale. Sua narrativa flui melhor, ele tem cenas muito engraçadas e é um autor que aposta em diversidade em seus enredos com mulheres em posições de liderança, negros, gays e pessoas com deficiência. A série de livros Old Man's War, por exemplo, têm personagens da terceira idade que são convocados para uma guerra com raças alienígenas. Não é de se estranhar que nosso mercado conservador não tenha traduzido Scalzi ainda.

Se você tem medo de investir em leituras em inglês, acredite, eu entendo. Não é tarefa fácil entender gírias e outras expressões em outro idioma. Mas acho que dá para gente se ajeitar e assim poder viajar melhor na leitura.

Tenha um dicionário à mão (mas não se pendure nele)
Dica principal. Nem em português conhecemos todas as palavras, imagine em inglês? Quem tem e-reader é mais fácil, pois ele já vem com dicionário na memória. O Novo Kindle, por exemplo, me mostra o significado, dá a tradução literal (se tiver) e para o caso de expressões e siglas, ele abre o Wikipedia. Então, um dicionário é o mínimo que você deve ter do lado. Mas evite usá-lo o tempo todo, você interrompe a leitura e prejudica o entendimento. Anote ou marque no ereader aquilo que você não entendeu e procure depois.

Comece hoje e comece com livros novos
Deixe a preguiça de lado! Sério, eu tinha muita preguiça de pegar um livro em inglês e começar a ler. Ficava com medo de ler devagar, aos tropeços, de nunca terminar. Hoje percebi que isso depende muito do estilo narrativo do autor e nem precisa ser em inglês. Anne Lackey tem um enredo incrível, mas uma narrativa difícil de acompanhar, enquanto John Scalzi flui muito bem. Aposto que você também teve problemas com autores nacionais que têm essas peculiaridades. Então, escolha livros que tenham sido publicados recentemente, cujo inglês seja atual, evite os clássicos. Isso vai facilitar sua vida e o entendimento.

Não leia traduzindo para o português
Um dos maiores erros das pessoas ao ler um texto em inglês é traduzir palavra por palavra para o português. Evite isso a todo custo. Leia e compreenda a palavra sem ter que traduzir, ou você vai demorar mais, vai desanimar, vai se perder e vai acabar largando a leitura. O ideal é saber o significado sem ter que procurar no vocabulário em português. Pense em inglês.

Entenda o todo
Ao invés de parar para entender a palavra que gerou a dúvida, leia toda a frase ou todo o parágrafo e veja se você consegue entender o sentido do que está sendo dito. Às vezes você adivinha o que aquilo quer dizer sem ter que recorrer ao dicionário o tempo inteiro. Quanto mais você pensar em inglês, mais fácil ficará para compreender o texto. E mais rápido você lerá.

Leve o tempo que for necessário
Eu leio muito rápido. Terminei um dos livros do Scalzi em menos de três dias. Mas nem sempre é assim. Às vezes a gente tem que digerir o livro com mais calma. Por isso, não se apresse. Leia no seu ritmo, degustando o texto com calma, para que você não perca nenhuma parte da estória. Aproveite e tenha uma meta diária, nem que sejam algumas páginas, mas tenha contato com o idioma todo dia.

Leia com frequência
Evite ficar tempos prolongados sem ler. Sei que tem momentos em que a ressaca literária bate com força, mas nos livros em outro idioma é interessante manter uma frequência, mesmo que a meta seja pequena, de algumas páginas ao dia. Pode ser que assim você até saia da ressaca e retome leituras que passaram.

Leitura Facilitada em Inglês
Ou Leitura Simplificada em Inglês. Procure por estes títulos em livrarias ou lojas online. Eles possuem uma classificação com níveis diferentes de dificuldade para quem quer começar a ler em inglês, mas não sabe bem por onde começar. As editoras usam uma espécie de código para identificar os níveis e esses códigos são baseados na classificação do Common European Framework:

  • A1 (básico)
  • A2 (pré-intermediário)
  • B1 (intermediário)
  • B2 (pós-intermediário ou pré-avançado)
  • C1 (avançado)

Estes livros podem ser um bom ponto de partida se você não souber o que ler.

Cerque-se de palavras em inglês
Minha mãe sempre fala que acha um erro tremendo a pessoa entrar num curso de inglês e já na primeira aula ter conjugação verbal. As primeiras aulas deveriam ser para aprender palavras. Bem primário mesmo. E a explicação é simples: como nós aprendemos o português? É indo na escola e já tendo aulas de conjugação, ou aprendemos com os outros, identificando objetos e aprendendo a palavra? Nenhum idioma deveria ser ensinado de outra maneira.

Cerque-se de palavras em inglês. Dê preferência para filmes e séries legendados e ouça o inglês. Veja se consegue identificar a palavra, se consegue entender o que está sendo dito e só depois leia a legenda. Isso é algo que faço com frequência e até desligo as legendas para ficar só com o idioma mesmo.

Espero que estas dicas te animem e que você possa expandir seu conhecimento e vocabulário. É uma experiência muito gostosa terminar um livro em outro idioma. Tente!

See ya!



Ler em inglês para melhorar o vocabulário



Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris