Contato com aliens não-humanoides

quinta-feira, outubro 16, 2014

No post sobre Ficção científica e os idiomas, um leitor de longa data do blog fez um comentário interessante a respeito de comunicação com aliens que não utilizem a comunicação verbal. Na FC, o que mais temos são aliens humanoides, então se cada um aprender o idioma do outro, fica tudo beleza, certo? Mas e quando temos formas de vida que não se comunicam desta forma? Como proceder? Ou melhor, devemos proceder?





Um dos filmes que mais gosto de FC é Esfera (1998), baseado no livro de Michael Crichton, o mesmo de Jurassic Park. O filme não agradou muita gente, mas achei o tema bastante interessante e inovador. Para quem curte Michael Bay e explosões, melhor não assistir Esfera. O filme - não li o livro, portanto não sei se segue à risca - começa quando quatro cientistas são convocados para o meio do Oceano Pacífico. Ninguém é exatamente informado sobre o que está acontecendo inicialmente, mas eles vão.


Uma nave que, ao que tudo indica, seja alienígena, está coberta por metros de corais. Os especialistas são os cientistas que deveriam ser contatados em caso de um primeiro contato com formas de vida extraterrestres. Mas o que eles descobrem é que a nave não é alienígena coisa nenhuma, é bem humana, que voltou no tempo e que tem uma esfera misteriosa em seu compartimento de carga. O problema começa a partir daí. Estranhas mortes, estranhos eventos no habitat dos cientistas ao lado da nave, tudo isso parece surreal e estranho.

Como o leitor bem aventou em seu comentário, como seria para humanoides pouco desenvolvidos como nós se comunicar com uma entidade inteligente como essa, sendo que nossos verbos e conjugações não são reconhecidos como forma de comunicação? Quem pode explicar para uma entidade imortal qual é o valor da vida, por exemplo? Quem pode demonstrar para uma entidade que tem a capacidade de fazer com que nossos sonhos - e pesadelos - se tornem reais, que isso nos causa danos sérios, por que imagina que esta seja a forma correta de se comunicar conosco?

Quem assistiu Star Trek A Volta Para Casa deve lembrar da nave rumando para a Terra que vinha causando problemas em cada parte do espaço que passava. Quando chegaram ao nosso querido planeta eles procuravam a entidade com quem se comunicavam e que tinham parado de enviar sinais: baleias jubarte extintas no século XXIII. E na busca por reencontrar seu antigo contato, eles quase aniquilaram o planeta e tudo o que havia nele.


É bastante possível que, se entrássemos em contato com qualquer tipo de espécie alienígena que não seja reconhecida por nós como uma forma humanoide seja um completo desastre, como o que quase aconteceu em Esfera, como quase aconteceu em A Volta para Casa. Seríamos atropelados, tal como um formigueiro no meio da estrada.

Além disso, o contato com uma raça alienígena capaz de traduzir nossos pensamentos, sonhos e pesadelos para o real numa forma de nos compreender para se comunicar conosco causaria um profundo terror. Quem já teve pesadelos vívidos ou qualquer tipo de terror noturno pode adivinhar o que aconteceria num nível mundial. Imagine seu pior pesadelo se transformando em um cenário real, com as pessoas que ama inseridas nele?

Apesar de termos alguns "protocolos" para comunicação com aliens, como usar a matemática ou a astronomia, que seriam linguagens universais, como nos comunicar com algo que sequer reconhece formas de vida orgânicas? Ao mesmo tempo em que ansiamos por um contato com eles, seriam todos eles, toda e qualquer forma de vida senciente que exista por aí? Até mesmo as potencial, e inerentemente perigosas para nós? Talvez ficar quietinho em nosso canto do cosmos seja melhor. Ou podemos estar envoltos por vida inteligente que simplesmente nos olhas e não nos reconhece como tal (aliás, quem tem gatos em casa se sente assim todo dia).

Até mais!

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris