10 coisas que você não sabia sobre Ex Machina

domingo, novembro 26, 2017

Ex Machina (2014) é um dos filmes mais misóginos que já vi. Tem excelentes atuações e uma grande discussão a respeito da inteligência artificial, além de um plot twist maravilhoso no final. Ficção científica vem tratando dos dilemas humanos com as inteligências artificiais já faz um bom tempo e com a presença cada vez maior de drones, robôs doméstico se barateando e androides com corpo feminino para sexo, a cultura pop está aproveitando para discutir as implicações da tecnologia na sociedade.




Dirigido e roteirizado por Alex Garland, o longa custou 15 milhões de dólares e arrecadou tímidos 36 milhões em bilheteria. É uma produção independente e o primeiro filme dirigido por Garland. O longa ganhou o Oscar da Academia de Melhores Efeitos Visuais, em 2016.

10. Suécia
Apesar de ser estrelado pela famosa atriz sueca Alicia Vikander, o filme não foi exibido nos cinemas de seu pai, pois consideraram o filme de baixa qualidade e com pouco potencial para as salas de exibição.

9. Caracterização
Oscar Isaac se inspirou em Bobby Fischer e Stanley Kubrick para sua caracterização de Nathan, o gênio misterioso, elusivo e errático que criou Ava. A barba de Kubrick também inspirou a barba de Nathan.

8. Noruega
A casa de Nathan, onde o enredo se passa quase que integralmente, é o Hotel Juvet Landscape, em Alstad, na Noruega.

7. Bíblicos
Os três personagens têm nomes bíblicos. Ava é uma forma de Eva, a primeira mulher. Nathan é um profeta da corte do rei Davi e Caleb era um espião enviado por Moisés para avaliar a Terra Prometida.

6. Gustav Klimt
Um quadro de Gustav Klimt pode ser visto no quarto de Nathan. A retratada é Margaret Stonborough-Wittgenstein, irmã de Ludwig Wittgenstein.

5. Blue Book
O nome da empresa de Nathan, a Blue Book, é uma referência ao "The Blue and Brown Books", de Ludwig Wittgenstein, uma série de ensaios filosóficos feitos pelo autor entre 1933 e 1934.

4. Caverna de Platão
Uma das cenas finais é o de Ava andando em meio às sombras de pessoas que depois tomam forma. A transição é uma referência à alegoria da caverna, de Platão, sendo que a caverna era o quarto de Ava

3. Prometeu
Em um determinado momento, Nathan diz a Caleb "isso é tipo Prometeu". Na mitologia grega, Prometeu era um titã que deu o fogo aos seres humanos, invocando a ira dos deuses. Ele foi então acorrentado a uma rocha e tinha seu fígado bicado e comido por uma águia toda manhã. Nathan todos os dias pune o próprio fígado ao beber compulsivamente. Prometeu também é o título de Frankenstein ou o Prometeu Moderno.

2. Pisca-pisca
Alicia Vikander praticamente não pisca durante o filme todo, uma forma de ressaltar a artificialidade de sua personagem. O T-1000, de Robert Patrick, em O Exterminador do Futuro II, também praticamente não pisca.

1. PC
Segundo Garland, a ideia para Ex Machina surgiu quando ele tinha cerca de 12 anos de idade. Foi quando começou a estudar programação no computador que ganhou de seus pais e ele acreditava que seu PC apresentava consciência algumas vezes. Suas ideias foram discutidas anos depois com um amigo especialista em neurociência, que alegava que as máquinas nunca poderiam se tornar conscientes. Outra grande inspiração de Garland foi 2001: Uma Odisseia no Espaço.


Bora assistir? Tem na Netflix!

Até mais!

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Curta no Facebook

Viajantes