As abduções alienígenas

quarta-feira, novembro 30, 2011

Recentemente especulei a respeito de uma experiência de contato alienígena, mais especificamente se naves de visitantes extraterrestres pairassem sobre nossas cidades e tentassem estabelecer contato e qual seria a reação da população. Já que abri a semana falando sobre isso, resolvi continuar o assunto dessa vez com um tema pra lá de controverso: as abduções por alienígenas.




O que é uma abdução? O termo usado em ufologia (ciência que estuda os relatos e aparições de objetos voadores não identificados) significa o encontro, o sequestro e as memórias de pessoas sequestradas, voluntariamente ou não por entidades não-terrenas e sua interação com elas. A ufologia e seus entusiastas se valem destas memórias de experiências para basear contatos alienígenas, experimentos e até a influência destes seres na vida humana e no planeta.

Ok. Vamos abrir aqui um imenso parênteses. As pessoas que alegam ter sofrido abdução contam apenas com a sua memória para descrever os eventos que aconteceram e como são estes visitantes. Não há prova concreta, nenhum tipo de artefato ou evidência em seus corpos que comprovem tal experiência. Além disso, muitos relatam o medo que sentiram, a paralisia, os experimentos dolorosos perpetrados pelos aliens e o modo até sádico de lidar de alguns deles. Muitas pessoas se lembram de suas abduções apenas por hipnose, após um longo tempo de exposição a fatos e eventos externos, o que invalidaria qualquer recordação do momento.

A mente do ser humano além de ser fértil é também bastante maleável. As pessoas abduzidas passaram por algum evento, sem dúvida, mas fabricado em sua imaginação, uma mistura caótica de pesadelos, textos variados esparsos em revistas e na internet, além da influência de filmes e de séries de televisão. De fato, o que estas pessoas provavelmente experienciaram foi uma condição médica chamada de paralisia do sono, onde a pessoa apresenta os seguintes sintomas enquanto dorme:

  • paralisia do corpo;
  • pressão no peito
  • sensação de presença no quarto ou ao redor;
  • estado de semi-consciência;
  • alucinações.

Um momento de paralisia do sono pode conter todos ou apenas alguns destes eventos. É uma sensação perturbadora de estar meio desperto e não poder se mexer que eu mesma já vivenciei uma ou duas vezes na vida e causa arrepios até hoje. É uma angústia terrível de tentar se mover e não conseguir, sentindo o coração disparado e o suor descer pela testa. Uma vez cheguei mesmo a pensar que uma criatura de um episódio do Arquivo X que transformava as pessoas em zumbis estava ao meu lado na cama (!).

Carl Sagan, sagazmente (se me permite a rima) disse uma vez:

Afirmações extraordinárias exigem evidências extraordinárias.

E tudo o que os abduzidos contam e afirmam como verdade depende de suas memórias confusas e influenciadas por diversos fatores externos. Não quer dizer que eles estejam mentindo, pois em suas mentes aquela é a verdade. Mas nosso cérebro é plástico, influenciável e é uma ferramenta poderosa do corpo que nos engana com frequência e muita facilidade. Se não há provas contundentes de contato, um relato de abdução é menos confiável ainda. Parafraseando Sagan de novo, eu posso ter evidência de terra mexida, mas posso simplesmente ter usado uma pá.


E você, o que acha das abduções? Já teve alguma experiência terrível durante o sono? Divida com a gente. Até mais!

Fontes:
Ceticismo Aberto - Abduzidos
Ceticismo Aberto - Sequestrados por ovnis

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

0 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Viajantes

Curta no Facebook

❤️


"A ficção científica é um substituto para todos os lugares que eu nunca vou alcançar nessa vida."

James W. Harris