Resenha: Nimona, de Noelle Stevenson

Um dos grandes lapsos da minha vida de leitora era o fato de eu não ter lido Nimona. Compadecida de minha situação, a editora Intrínseca me mandou um volume deste lindo e irreverente quadrinho lindamente ilustrado por Noelle Stevenson. Nimona é nossa protagonista, uma metamorfa que se candidata para trabalhar com um super vilão.



Este livro foi uma cortesia da Editora Intrínseca


O quadrinho
Nimona bate na porta do castelo do arquivilão, o vilanesco, o maligno Lorde Ballister Coração-Negro. Jogando uma lorota de que a agência tinha lhe enviado para ser sua nova comparsa, Nimona explica que a intenção é torná-lo mais atraente para o público jovem, que qualquer vilão precisa de um comparsa. Lorde Ballister não cai nessa conversa fiada, vendo aquela garota de cabelo raspado e papo leve se candidatando para ser sua parceira de crimes. Mas quando ela mostra que é também uma metamorfa, Ballister percebe que pode haver vantagens neste arranjo.

Resenha: Nimona, de Noelle Stevenson

Com esta premissa começa uma incrível jornada, por vezes perigosa, por vezes emotiva e em muitas vezes engraçada em que Lorde Ballister e Nimona se envolvem em missões. Esta é uma Idade Média meio cyberpunk super tecnológica, então você verá cavaleiros usando armaduras em laboratórios high tech. O paladino do reino, Ouropelvis, já foi uma vez grande amigo de Ballister, mas os dois estão em lados opostos agora.

Só que nada é o que parece aqui. O vilões e mocinhos não estão em posições rígidas, ao contrário, Ballister não é essa criatura vil e leviana super do mal e Ouropelvis (amei esse nome!) não é o grande paladino da justiça que todo mundo acha que é. Essa inversão das posições foi genial e desconstruiu a imagem estereotipada que temos de tantos contos de fada.

Enquanto Nimona que botar pra quebrar, Ballister quer o mínimo de perdas de vidas, algo que ela não entende. Se ele é o super vilão, por que não age dessa forma? Existem regras que nem Ballister ousa quebra no que se refere à vilania, enquanto Nimona quer apenas causar o maior estrago possível. Porém, a metamorfa chama a atenção do governo que manda Ouropelvis se livrar dela. O paladino no entanto acha um exagero que uma menina seja esse risco todo para o reino como lhe dizem.

Matar não resolve nada, Nimona. É grosseiro, só gera confusão. Se quer matar alguém, precisa ter certeza e estar preparada para arcar com as consequências.

Página 27

Como nada aqui é o que parece, fui surpreendida várias vezes ao virar as páginas. Foi uma deliciosa jornada ao lado de Nimona, que é apaixonante, uma garota-monstro como todas nós, com suas virtudes e defeitos, com sua vontade de botar pra quebrar e que entra também em uma jornada, esta de descobrimento, de cura, de perdão. Além é claro de Ballister Coração-Negro e Ouropelvis, que possuem uma relação longa, desde antes de sua rivalidade começar e que foi incrível de acompanhar também.

A edição da Intrínseca é lindíssima, em papel nobre e impressão de alta qualidade e colorida. No final ainda temos alguns extras do desenvolvimento do quadrinho e pequenas historinhas com os personagens em outros momentos. A tradução ficou na mão de Flora Pinheiro e está excelente.


Ficção e realidade
Nimona tem corpo fora do padrão, cabelo fora do padrão, é metamorfa e não quer ser objeto de pesquisa de ninguém. Quer botar pra quebrar, ainda que sua sede de mudanças cause alguns desastres. É muito fácil se identificar com Nimona, pois ela representa a todas nós, aquelas que sempre tiveram seus gostos relativizados, que foram ofendidas e tiveram seus gostos debatidos à exaustão por pessoas que não nos consideravam pessoas. Que vontade de virar um dragão e partir para cima deles! Nimona é isso, cada uma de nós, é por isso que nos identificamos tanto com ela e sua jornada.

Noelle Stevenson

Noelle Stevenson é uma cartunista norte-americana premiada. É conhecida pela webcomic de fantasia Nimona e pela série de quadrinhos Lumberjanes, e ganhou um Eisner Award por ambas.

Pontos positivos
Cores
Nimona
Construção de mundo
Pontos negativos

Muito curto!


Título: Nimona
Título original: Nimona
Autora: Noelle Stevenson
Tradutora: Flora Pinheiro
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 260
Onde comprar: Amazon


Avaliação do MS?
Que delicinha que foi partir nesta jornada com Nimona! Demorei tanto para ler e finalmente esse problema foi resolvido! Fãs de quadrinhos irreverentes, bem feitos e lindamente ilustrados, vão se apaixonar por Nimona. Se você já leu, leia de novo, se não leia, leia AGORA! Cinco aliens para o quadrinho e uma forte indicação para você ler também!

MARAVILHOSO!

Até mais! ♡

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.