Resenha: 50 ideias da biologia que você precisa conhecer, de JV Chamary

Esse é um daqueles livros que a gente deve manter sempre à mão para uma consulta rápida, sabe? A coleção tem títulos como astronomia, química, filosofia e psicologia e é um grande aliado da pesquisa para qualquer estudante, professor, jornalista e escritor que precise de um tira-teima rapidão em algum assunto de biologia. É também um apanhado geral da história e evolução da ciência biológica, com o trabalho de alguns de seus maiores representantes bem pontuado. Quisera eu ter esse livrinho quando prestei vestibular!



Parceria Momentum Saga e
editora Planeta


O livro
Chamary reuniu neste livro cinquenta ideias da biologia que são essenciais. Não só para aquela estudante que esteja na reta final do ensino médio ou entrou agora para a faculdade, mas aquela jornalista que precisa de informações sobre determinados conceitos, ou uma escritora que precise entender de determinados termos para seu livro de ficção científica, o livro é um prato cheio para quem curte divulgação científica sem muito blá blá blá.

50 ideias da biologia que você precisa conhecer

Enquanto termos muito complicados possam afastar as pessoas da ciência, Chamary foi bastante didático em suas explicações de termos como relógio biológico, células-tronco, deriva genética, gene egoísta, evolução e epigenética. Como faz muito tempo que estudei biologia para o vestibular, foi revigorante rever uma série de conceitos e os grandes nomes que ajudaram a impulsionar a ciência, além de estudar coisas mais recentes, como a hipótese da Rainha Vermelha.

A biologia é a ciência das exceções, e isso ajuda a explicar porque a vida é tão difícil de rotular.

Introdução

Enquanto senti falta de uma menção ao trabalho de Nettie Stevens, bióloga pioneira que descreveu a base cromossômica de definição sexual nos organismos, o livro menciona o trabalho de Rosalind Franklin, sem o qual a estrutura de dupla hélice de nosso DNA não teria sido descoberta. Sabemos por cartas que ela sofreu nas mãos de Watson e Crick, a quem se atribui normalmente a descoberta da dupla hélice e como ela morreu muito jovem devido a um câncer de ovário (provavelmente pelo uso de radiação nos experimentos em laboratório), seu nome foi convenientemente deixado de lado pela ciência.

Os três primeiros capítulos tratam tópicos fundamentais para se entender a biologia e os seres vivos, como a evolução. São capítulos bem sintéticos, então não espere longos parágrafos com o que há de mais novo e recente na ciência biológica. A ideia é justamente de divulgação científica e informação a um público não especializado. Depois dessa introdução, temos os capítulos 6 a 16 dedicados a trata os genes. De 17 a 24 as células. De 25 a 40 os corpos e de 41 a 50 as populações. Os vírus e os seres humanos possuem capítulos distintos para a discussão abordada pelo autor sobre o que é a vida.

A estrutura dos capítulos, mesmo sendo simples e direta, foi bem escrita e bem pesquisada. No rodapé da página há uma linha do tempo que informa as datas importantes de descobrimentos de cada item. E há um quadro que sempre trará uma discussão sobre temas ditos polêmicos, como o design inteligente (termo elegante e vago para criacionsimo) e há diagramas e desenhos simples para compreender os assuntos.

Algo que o autor ressalta é sobre como a ciência funciona e como uma "guerra" entre religião e ciência não existe, pois são fundamentalmente diferentes. A evolução é um fato comprovado, quer a pessoa entenda como ela funciona ou não. O autor também foi muito elegante em criticar a pseudociência e em apontar porque ela é pseudo, porque ela não deve ser encarada como ciência tradicional. Nos tempos de hoje, isso é mais do que importante pontuar e diferenciar.

A tradução ficou na mão de Petê Rissatti e está muito boa. Alguns termos me pareceram fora de lugar em algum momento, mas como não li o livro em inglês, não sei dizer qual era o termo original. Praticamente não há erros de revisão ou diagramação no livro que bem em papel amarelo e capa brilhante. No final há um glossário e um índice para você conseguir achar qualquer coisa.

As pessoas se sentem bastante desconfortáveis com a ideia de que muito do seu DNA não tem valor.

Sydbey Brenner, página 61


Obra e realidade
Biologia era uma das minhas disciplinas favoritas na escola e tive duas professoras incríveis na época. Até porque eu queria fazer medicina e tinha que ir muito bem em biologia para o vestibular. Mesmo na geografia, nós tivemos muitos conceitos biológicos, o que mostra como o conhecimento nunca é estanque, nunca é compartimentalizado. O conhecimento não deveria ser rechaçado e combatido. Ao invés de termos orgulho da ignorância, deveríamos nos orgulhar de sermos curiosos, de termos perguntas para serem respondidas e termos o ímpeto e o desejo de respondê-las porque, no fim, é assim que se faz ciência.

JV Chamary

JV Chamary é um escritor e biólogo francês. Seus pais são originalmente das ilhas Maurício, mas Chamary nasceu na França. Estudou biologia no Imperial College London e fez doutorado em evolução molecular e genética pela Universidade de Bath. Foi editor da revista Science Focus da BBC por vários anos, sendo hoje colunista da Forbes.


Pontos positivos
Estrutura das seções
Bem escrito
Bem pesquisado
Pontos negativos

Acaba rápido!
Bem básico


Título: 50 ideias da biologia que você precisa conhecer
Título original em inglês: 50 Biology Ideas You Really Need To Know
Autor: JV Chamary
Tradutor: Petê Rissatti
Editora: Planeta
Páginas: 216
Ano de lançamento: 2019
Onde comprar: na Amazon


Avaliação do MS?
Livros de referência sempre são necessários, por mais que a gente tenha a internet ao alcance do clique. Um livro que passa rápido, com uma leitura sem terminologias complicadas, bastante acessível para estudantes, para curiosos, para quem precisa de uma explicação rápida para conceitos biológicos essenciais para entender de onde viemos e como evoluímos e somos constituídos. Cinco aliens para o livro e uma forte recomendação para você ler também!

MARAVILHOSO!

Até mais! 🌿

Já que você chegou aqui...

COMPARTILHE

Seja o primeiro a comentar.

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, com Desconhecido ou Unknown no lugar do nome, em caixa alta, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.

O mesmo vale para comentários:

- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.

A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.