Star Trek e o Take a Knee

terça-feira, outubro 03, 2017




Star Trek: Insurrection não é, nem de longe, um dos melhores filmes da franquia. Mas há um diálogo que sempre gostei muito nele, que faz uma crítica muito contundente à política da Federação e da Frota Estelar (bem, o filme inteiro é uma crítica). O vilão, Ahdar Ru'afo, está mancomunado com um vice-almirante da Frota Estelar, Matthew Dougherty, que está coordenando a remoção forçada de uma pequena população, os Ba'ku, de um determinado planeta idílico e paradisíaco, quase que uma fonte da juventude. Ahdar está impaciente com a burocracia e quando Dougherty diz que ele deve seguir os procedimentos da Federação ou perderá o apoio se alguém se machucar, Ahdar explode:

Apoio da Federação, procedimentos da Federação, regras da Federação. Se olhe no espelho, almirante! A Federação é velha. Nos últimos 24 meses vocês foram ameaçados por todas as potências do quadrante - os Borgs, os Cardassianos, o Dominion - e todos eles sentem o cheiro da morte da Federação. Foi por isso que você abraçou nossa oferta, porque nós daremos à sua querida Federação uma nova vida. Então, o quão desesperadamente você quer isso, almirante? Porque tem algumas decisões difíceis a serem feitas agora. Se a Enterprise levar notícias sobre seu valoroso e bravo capitão e sua luta pelos indefesos Ba'Ku, os políticos da sua Federação vão vacilar, pesquisas de opinião abrirão um debate público, seus aliados vão querer opinar... Devo continuar?

Discussões a respeito da política e de normas que regem tanto a Federação Unida de Planetas quanto a Frota Estelar não são novas em Star Trek. Uma manobra diplomática do capitão Picard foi o que impediu os Sheliak de exterminar uma população humana em Tau Cygna V. Toda uma crise política se abriu na Federação quando agentes do Dominion se infiltraram na Terra e na própria Frota Estelar, sem contar com os infiltrados entre os Klingons e toda uma guerra que se seguiu. Ou seja, política não é algo que nunca foi dito ou mencionado no universo de Star Trek. É praticamente o "arroz com feijão" de todas as séries.

Dito isso, não deveria surpreender, mas surpreende, que alguns "fãs" estejam boicotando Star Trek Discovery depois da foto que Sonequa Martin-Green, a Michael Burnham da nova série, Star Trek Discovery, publicou em seu Instagram, porque ela estaria "politizando" Star Trek. Em apoio aos protestos de vários jogadores, ela, vários membros do elenco e o próprio produtor executivo, Akiva Goldsman, tomaram a posição do #takeaknee.

#StarTrekDiscovery #takeaknee

Uma publicação compartilhada por Sonequa Martin-Green (@therealsonequa) em


E não foi só ela que tomou uma posição a respeito do racismo, da brutalidade policial contra negros e das injustiças sociais. Nos sets de Arquivo X, uma série que foi intensa em suas críticas ao governo norte-americano, a nossa querida dupla de agentes também se ajoelhou.


O ato de se ajoelhar foi adotado cerca de um ano atrás por alguns jogadores negros de futebol americano de forma a protestar contra a brutalidade policial. Recentemente mais jogadores começaram a adotar a posição de protesto que enfureceu Donald Trump, dizendo que eles deviam respeitar a bandeira e o hino e ainda recomendou que os jogadores fossem banidos da liga e dos jogos por "desrespeito". Desde então outros jogadores e até o time inteiro do New Orleans Saints se ajoelharam na execução do hino. E os protestos pacíficos e silenciosos saíram dos campos e foram para o entretenimento, lugar ideal para se criticar, satirizar e polemizar a política.

Se acabarmos com os protestos em nome do patriotismo, não somos patriotas. Somos tiranos.

John Legend

Shonda Rhymes e o elenco de Grey's Anatomy, Arquivo X, Star Trek Discovery, Eddie Vedder do Pearl Jam, Pharrell Williams, Stevie Wonder, além de times inteiros de futebol americano estão adotando o #takeaknee e protestando silenciosamente contra as injustiças. Trump está dando chilique, acusando todas as pessoas, em especial os jogadores, de não serem patriotas, mas ele mesmo ignora propositalmente tudo o que construiu o próprio país em que vive e que acha que governa. O patriota não é aquele que diz amém aos mandos e desmandos do governo, mas aquele que protesta quando sua carta magna é constantemente violada e não garante os direitos básicos aos seus cidadãos.

Quando um expectador diz que vai boicotar um programa de televisão por conta do posicionamento político dos atores e não percebe a política intrinsecamente ligada ao enredo desde, sei lá, SEMPRE, logo se percebe o quão pequena é a consciência dessas pessoas que não entendem o que está sendo jogado na cara delas na forma de entretenimento. Isso se reflete na posição de um político que é incapaz de criticar neonazistas abertamente, que nega as mudanças climáticas, que encara as vacinas como algo ruim, porém se sente no direito de impedir o protesto pacífico de pessoas que querem o fim das desigualdades e que são diretamente vítimas de brutalidade policial, como é o caso da população negra.

O elenco de Star Trek se posicionando com o joelho no chão reforça tudo o que a franquia sempre defendeu e defende há 50 anos: igualdade, oportunidade para todos, representatividade, fim das diferenças e dos preconceitos. Quem não entende isso, nunca viu Star Trek. Viu um programa com navezinhas e alienígenas engraçadinhos, porém nunca compreendeu a mensagem, nunca saiu do pensamento raso, achando que ela é Estados Unidos do Espaço. E se não a compreende na cultura pop, entenderá menos ainda a política na vida real. Infelizmente é um cenário sombrio o que vemos hoje.

#TakeAKnee

- Nós estamos traindo os princípios fundamentais da Federação. É um ataque à sua essência. E vai destruir os Ba'ku. Assim como todos os povos que foram destruídos em todas as transferências forçadas da história.
- Jean-Luc, nós vamos transferir apenas 600 pessoas.
- Quantas pessoas seriam necessárias, almirante, para que se tornasse uma injustiça? Mil? Cinquenta mil, um milhão?

Star Trek Insurrection (1998)

Leia tambbém:
The NFL Protests Are Patriotic - Slate
Taking a knee and Trump: the new era of total protest - The Guardian
The Cast of Star Trek: Discovery Took a Knee Against Racial Injustice - The Mary Sue
'Star Trek: Discovery' Just Lost a Ton of Viewers With Their Recent Instagram Post - Townhall
#TakeAKnee: ‘Grey’s Anatomy,’ ‘The X-Files,’ ‘Star Trek’ and More Join the Movement - Indiewire

Já que você chegou aqui...

Sybylla

Fã do futuro e da ficção científica. Geógrafa, professora, blogueira, escritora de FC. Capitã da Frota Estelar. Esperando para voltar para o meu planeta. Leia mais.





Leia esses também...

2 comentários

ANTES DE COMENTAR:

Comentários anônimos, incompreensíveis ou com ofensas serão excluídos.
O mesmo vale para comentários:
- ofensivos e com ameaças;
- preconceituosos;
- misóginos;
- homo/lesbo/bi/transfóbicos;
- com palavrões e palavras de baixo calão;
- reaças.
A área de comentários não é a casa da mãe Joana, então tenha respeito, especialmente se for discordar do coleguinha. A autora não se responsabiliza por opiniões emitidas nos comentários. Essas opiniões não refletem necessariamente as da autoria do blog.

Curta no Facebook

Viajantes